Colunistas

Em Lisboa, experimente o primeiro e único Pastel de Belém

Por Nenel Neto

Lisboa é uma cidade linda, encantadora e muito, mas muito saborosa. Entre sardinhas, bifanas e ginjinhas, é impossível não dar bola às maravilhas da doçaria portuguesa.

A mais famosa delas é o pastel de nata. Feito de massa folhada crocante com recheio de gemas, açúcar e leite, o doce foi comercializado pela primeira vez na Fábrica dos Pasteis de Belém, casa em funcionamento desde 1837 e que mantém a receita guardada a sete chaves. Ela é transmitida e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente na “Oficina do Segredo”. É mais ou menos como a Coca-Cola, cuja receita é um enigma.

A massa folhada do Pastel de Belém é fina, suave e estaladiça. O recheio, bem cremoso. Se o comensal quiser, ele pode polvilhar canela em cima.

O doce nasceu do outro lado da rua, no Mosteiro dos Jerônimos. A doçaria portuguesa tem a gema de ovo como elemento principal, já que as freiras dos conventos utilizavam as claras no preparo das hóstias. Elas também eram muito usadas na indústria do vinho e para engomar as roupas dos nobres. As gemas, que sobravam aos montes, passaram a ser ingredientes imprescindíveis para os deliciosos doces.

Na Fábrica dos Pasteis de Belém são vendidas mais de 20 mil unidades por dia, número que pode dobrar no verão.

No frigir dos ovos, pastel de nata e de Belém são e não são a mesma coisa. Mesmo se a receita for igualzinha, o segundo tem denominação de origem, como o champanhe, por exemplo. Sendo assim, ele só pode receber esta nomenclatura no local em questão. Todos os outros que você comer fora da Fábrica dos Pasteis de Belém serão pasteis de nata. Eles podem ser melhores ou não, mas não podem receber o título de Pastel de Belém.

Depois de conhecer e comer dois ou três Pasteis de Belém neste templo da doçaria portuguesa com quase 200 anos de história, vá caminhar e se divertir por este lindo bairro lisboeta, onde se encontram o Padrão dos Descobrimentos, a Torre de Belém e o próprio Mosteiro dos Jerônimos.

 

FÁBRICA DOS PASTEIS DE BELÉM

Endereço: Rua de Belém, 84 a 92 – Belém (Lisboa).

Experimente: Pastel de Belém.

Site: https://pasteisdebelem.pt/