Blog 123

JERICOACOARA: UM PEDAÇO DO CÉU LOCALIZADO NO CEARÁ

Jijoca de Jericoacoara… ou apenas Jericoacoara… ou, ainda, só Jeri. Nome oficial, como é mais conhecido e apelido carinhoso. De qual das três formas você prefere chamar este município que é um pedaço do céu localizado no Ceará? Tanto faz, você escolhe. Deixamos a unanimidade só mesmo para o melhor sinônimo existente para esse destino: paraíso.

Considerada uma das praias mais bonitas do mundo, Jericoacoara entrou, há dois anos, para a lista dos roteiros em alta de todo o planeta. Isso colocou o balneário cearense definitivamente no mapa dos destinos mais desejados do Brasil.

Mesmo com o boom turístico vivido nos últimos anos, Jeri continua sendo uma vila de pescadores que não possui sequer postes de luz para preservar a iluminação natural proveniente da lua e das estrelas. E se seu sonho é transportar esse lugar encantado das fotos de internet para a sua vida real, este roteirão é para você. Vem com a gente!

Jericoacoara mantém o charme de vila de pescadores, mesmo após o boom turístico vivido nos últimos anos.

Onde fica Jericoacoara e como chegar até lá?

Jijoca de Jericoacoara é o município mais ao norte do estado do Ceará. Localiza-se a 300 quilômetros a oeste de Fortaleza. Quem vai de avião pode ir até à capital do estado ou para São Luís do Maranhão e seguir a chamada Rota das Emoções, um circuito entre os Lençóis Maranhenses e Jeri, passando pelo estado do Piauí, que também possui diversas atrações turísticas interessantes, como o Delta do Parnaíba.

Mas desde 2017 ficou mais fácil chegar à pacata vila cearense! A Gol faz a rota São Paulo x Jericoacoara x São Paulo aos sábados (Congonhas) e às quartas (Guarulhos). Já a Azul faz a rota rota Campinas x Jericoacoara x Campinas aos sábados; Recife x Jericoacoara x Recife às quartas, sextas, sábados e domingos; e Belo Horizonte x Jericoacoara x Belo Horizonte às terças, quintas e domingos.

É importante saber que, após descer em algum dos aeroportos da região e seguir até o município por transporte terrestre, não existe estrada de acesso nos últimos 15 quilômetros até a praia. Portanto, é necessário um veículo com tração nas quatro rodas para seguir pela estrada de areia.

Logicamente, várias empresas de turismo oferecem a opção de transfer 4X4. Para quem quiser ir de carro próprio ou alugado, atente-se que a partir de determinado ponto não há mais asfalto. É recomendável, portanto, o auxílio de guias locais para conduzir o seu carro. É muito comum encontrar carros atolados na areio no percurso. Portanto, todo cuidado é pouco.

Jericoacoara
Para chegar a Jericoacoara e se transportar por lá é necessário embarcar em um veículo com tração nas quatro rodas.

Ao chegar, há uma taxa de turismo sustentável, uma cobrança de R$ 5,00 por dia de permanência em Jeri, que é cobrada em diversos pontos de acesso a Jericoacoara.

Quando visitar Jericoacoara?

No Ceará, a chamada terra do sol, realmente é verão o ano todo. No entanto, existe uma época de chuvas por lá, assim como em toda a Rota das Emoções. Os meses mais chuvosos vão de janeiro a junho.

Em Jeri é verão o ano todo.

Aliás, é comum que as chuvas do primeiro semestre encham ainda mais as lagoas de Jericoacoara. A partir de agosto, as chuvas diminuem e as horas de sol aumentam. É a partir dessa época que algumas lagoas começam a diminuir o volume ou até secar.

Por ser época de férias na maior parte do hemisfério norte, o mês de agosto é muito procurado por estrangeiros. Em função do crescimento da demanda, os preços de hospedagens, alimentação e passeios também podem aumentar, e muito, nessa época.

A temporada de esportes como kitesurf e windsurf começa em julho, com o aumento da quantidade de ventos, e vai até novembro. Praticantes profissionais e amadores lotam as praias Central e a do Preá com a prática dos esportes nesses meses.

O kitesurf é um dos esportes preferidos em Jeri.

O que espera por você em Jeri

Apesar desse paraíso guardar ainda seu charme original de vila de pescadores, não quer dizer que você vai ter que se privar do conforto e do luxo em Jericoacoara, se assim o quiser. Quase tudo que desejar, você pode ter em Jeri: desde massagens a jantares deliciosos, de bares tranquilos a casas com música ao vivo, além de excelentes hotéis e pousadas.

A estrutura de hotéis e pousadas e Jericoacoara encanta os turistas.

Ah, o pôr do sol… todos os dias, multidões sobem a gigantesca Duna do Pôr do Sol para apreciar o espetáculo lá de cima. Ao descer para a praia, uma roda de capoeira costuma aguardar pelos visitantes.

Para dar conta de tanto sobe e desce, praticar esportes e nadar, a vila capricha no quesito restaurantes. São opções para todos os gostos e bolsos, com os frutos do mar se destacando nos cardápios.

O camarão é uma das estrelas dos pratos servidos em Jeri.

E quando a noite chega, é hora de seguir para o forró. O bate-coxa rola até altas horas e, do salão, todo mundo segue para a famosa padaria Santo Antônio – a partir das duas da matina tem pão francês, pão de coco e pão de banana saindo quentinho do forno!

As famosas lagoas de Jericoacoara

Jeri reúne um conjunto de belezas naturais de diferentes biomas criando um lugar único. Mas nada se compara às suas lagoas. Elas são as estrelas do lugar!

A principal é Jijoca, dividida em duas partes: Lagoa Azul, rústica e com barracas simples; e Lagoa do Paraíso, com pousadas confortáveis e restaurantes que oferecem redes e espreguiçadeiras. Em ambas, as águas azuis esverdeadas enfeitiçam a todos.

As lagoas, porém, não são as únicas atrações da vila. A Pedra Furada atrai turistas e curiosos para apreciar a bela formação. Para quem visita o destino em julho, um encantamento a mais: o sol se põe do outro lado do “furo”, proporcionando um grande espetáculo.

A famosa Pedra Furada, em Jericoacoara.

Também quer apreciar esse espetáculo ao vivo e a cores? Jeri te espera! E se depois deste “roteirão” você ainda precisa de um motivo para conhecer Jericoacoara, toma logo seis:

Suas passagens de avião para lá, já sabe, né? Estão aqui na 123Milhas!

Gostou? Compartilhe:

Comentários