Notícias

O Dia da Gastronomia Mineira é comemorado em 5 de julho

Hoje, 5 de julho, é comemorado o Dia da Gastronomia Mineira. A data foi instituída em 2012 em homenagem ao nascimento do escritor Eduardo Frieiro, autor de Feijão, Angu e Couve – Ensaio sobre a Comida dos Mineiros, primeiro livro a abordar os modos de comer dos mineiros, lançado em 1966.

Reconhecida mundialmente, a cozinha mineira merece ser celebrada e preservada em toda a sua variedade de ingredientes e preparos. Entenda mais sobre a data e a importância da culinária de Minas Gerais a seguir. Prepare-se para conhecer também alguns dos Festivais Gastronômicos mais famosos do estado!

Você vai ler sobre

Dia da Gastronomia Mineira

Feijão tropeiro, frango com quiabo, canjiquinha, pão de queijo, broa de fubá. Os aromas, sabores e texturas da cozinha mineira fazem sucesso para além das Gerais e a celebração de uma data em sua homenagem vem somar aos esforços de preservação desse legado brasileiro.

O Dia da Gastronomia Mineira foi instituído por lei em 2012, em referência ao nascimento do escritor Eduardo Frieiro. Professor da Universidade Federal de Minas Gerais, fundador da Biblioteca Estadual Luiz de Bessa, ele é o autor de Feijão, Angu e Couve – Ensaio sobre a Comida dos Mineiros. Publicado em 1966, o livro é considerado a bíblia para quem quer conhecer a história da culinária mineira.

A importância da data passa pelo reconhecimento das tradições e da história, que moldaram as maneiras como os habitantes de Minas comem. “É uma data importante para que a gente lembre a relevância dessa gastronomia, da cozinha mineira, como patrimônio imaterial de todos nós brasileiros. Tanto pela força que tem no setor agrícola, como também para nos lembrar da potência econômica e como fator de desenvolvimento local”, afirma Fernanda Fonseca, turismóloga, chef de cozinha e membro da Frente da Gastronomia Mineira. 

“A gente vê Minas se destacando cada vez mais nesse cenário gastronômico, através de premiações, como a do queijo da Canastra, além de prêmios em concursos fora do Brasil. Outros produtos também se destacam, como as cachaças, o azeite, o vinho… Temos até uma geleia premiada internacionalmente”, complementa Fernanda. 

A Frente da Gastronomia Mineira é um coletivo de profissionais, estudantes, chefs, produtores, e todos os interessados na culinária do estado, com o objetivo de discutir temas caros ao segmento. Políticas públicas, regulamentação e divulgação estão entre as pautas tratadas pelo movimento, que se reúne uma vez por mês em Belo Horizonte.

“Buscamos o reconhecimento, promoção e salvaguarda de tudo que valoriza e promove a cozinha do nosso estado. Temos usado muito o termo cozinha mineira no sentido de trabalhar tanto a culinária e a gastronomia como também a cultura alimentar de Minas, que é considerada a principal cozinha brasileira. Nossa história é contada através das panelas”, diz Fernanda.

Uma das ações propostas é o Selo da Cozinha Mineira, “marca” do projeto do Inventário da Cozinha Mineira, composto por um dossiê e por ações de salvaguarda e proteção da gastronomia regional. O objetivo é reconhecer a culinária como patrimônio cultural brasileiro. O selo tem chancela do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG) e do Instituto Periférico.

O processo para que as tradições culinárias do Estado sejam oficialmente reconhecidas como patrimônio cultural começou no fim do ano passado.

A expectativa é finalizar, até o fim de 2022, o processo de registro e o Inventário da Cozinha Mineira.

Serão realizados estudos e levantamentos de toda a cadeia produtiva e afetiva da cultura alimentar mineira e também com relação ao conhecimento já sistematizado sobre o tema.

Dia da Gastronomia Mineira é celebrado em 5 de julho | Os quitutes tradicionais da culinária mineira | Conexão123

Os quitutes tradicionais que são destaque na culinária mineira

Belo Horizonte é reconhecida Cidade Criativa pela Gastronomia

Belo Horizonte é oficialmente reconhecida, pela UNESCO, como Cidade Criativa pela Gastronomia. O resultado da candidatura à Rede Mundial de Cidades Criativas da instituição ocorreu em 2019.

Com o título, a capital mineira passou a integrar o grupo de cooperação internacional entre cidades que têm atividades criativas como propulsoras do desenvolvimento sustentável.  

Semana da Gastronomia Mineira

A Semana da Gastronomia Mineira vai durar apenas dois dias na capital mineira. No sábado (9/7), haverá preparo de receitas na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza, além de oficinas gastronômicas e harmonização de cervejas. 

Às 16h30, o Cine Santa Tereza exibe o documentário A Dona do Tacho, que narra a história de Nelsa Trombino, cozinheira que fundou o afamado restaurante Xapuri, na região da Pampulha.

No domingo (10/7), o evento Além das Gerais integra a programação, com seis cozinheiros nacionais e internacionais mostrando pratos típicos. As atividades serão realizadas no Odara Café e Ofícios, que fica no Bairro União, na região nordeste da capital. A entrada é gratuita.

Dia da Gastronomia Mineira é celebrado em 5 de julho | Os famosos pastéis de angu | Conexão123

O pastel de angu é um dos pratos mais conhecidos da cozinha mineira

Festivais Gastronômicos de Minas Gerais

Além das celebrações de 5 de julho, os mineiros também contam com eventos ao longo do ano em que as tradições da cozinha mineira são o destaque. Confira:

    • Janeiro

Festival Boa Mesa em Caxambu

    • Abril

Comida di Boteco (Belo Horizonte) 

    • Maio

Festival de Cozinha, Arte e Cultura de Ouro Preto

    • Junho

Expocachaça Belo Horizonte

Festa do Pé de Moleque em Piranguinho

    • Julho

Festival de Inverno de Extrema

    • Agosto

Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes

    • Setembro

Festa do Café com Biscoito de São Tiago

Para conhecer esse e outros destinos incríveis do Brasil e do mundo, conte com a 123milhas. Aproveite os melhores descontos em passagens aéreas, hotéis, aluguel de carros e pacotes para sua viagem.