Colunistas

Os sabores imperdíveis de Manaus

Por Nenel Neto

Manaus é tão linda quanto quente. A capital do Amazonas é viva, colorida e cheia de swing. É um pedaço do Brasil que todos deveriam conhecer.

E o que dizer dos sabores manauaras? Fortes e cheios de personalidade. As ofertas são muitas, mas vale focar em alguns pratos que são essenciais para se sentir como um local.

Se for a Nápoles, coma pizza como um verdadeiro napolitano. No Uruguai, experimente o chivito. No Porto, se deixe levar pelo sabor da francesinha.

E em Manaus, experimente:

1) X-caboquinho

Sinto muita falta de comer x-caboquinho, iguaria que me deixou totalmente viciado quando estive em Manaus.

Trata-se de um clássico sanduíche manauara composto por pão francês – geralmente esquentado na chapa – recheado com tucumã, queijo de coalho e banana pacovã, que é o equivalente à nossa banana da terra.

A combinação do queijo com o dulçor da banana é conhecida por muitos, mas o que dá o toque da culinária local é o tucumã, que é o fruto da palmeira amazônica. Ele é alaranjado, levemente esponjoso e tem sabor neutro.

Minha dica é comer o x-caboquinho em uma das dezenas de boxes que vendem café regional durante todo o dia na Feira Municipal do Parque Dez.

Se não quiser o x-caboquinho no pão francês, experimente como recheio da tapioca. Você não vai se arrepender.

2) Peixes amazônicos

Existem mais de duas mil espécies de peixes nos rios do Amazonas. Sendo assim, a culinária local valoriza muito o pescado.

Se você gosta de fritura, minha sugestão é o filé de pirarucu à milanesa ou o lombo com costela de tambaqui da Peixaria Gabinete do Jokka Loureiro. Eles chegam acompanhados de farofinha, baião de dois e vinagrete caprichado no coentro. Para acompanhar, molho de tucupi (líquido fermentado extraído da mandioca-brava) com pimenta.

O restaurante fica em um imóvel simples e escondidinho no bairro São Raimundo, com direito a uma linda vista do Rio Negro.

Agora, se o seu paladar corre mais para o lado de uma boa caldeirada, vale a pena conhecer o Tamba RestôBar, antigo Tambaqui no Ponto. A moqueca manauara do local é de comer de joelhos. A receita leva azeite de dendê, costela e lombo de tambaqui, pimentões, coentro, camarões e ovos cozidos.

Outro peixe amazônico muito gostoso é o jaraqui. Ele é muito popular, fácil de encontrar e geralmente chega à mesa todo filetado, devido à grande quantidade de espinhas que apresenta.

3) Sorvetes de frutas amazônicas

As frutas regionais podem ser consumidas in natura ou em forma de doces, sucos, molhos, geleias e, claro, sorvetes.

Manga, camu camu, cupuaçu, graviola, pitomba e açaí são alguns dos sabores imperdíveis encontrados na Sorveteria Glacial, que existe há quase 50 anos e que conta com unidades espalhadas pela capital amazonense.

O meu sabor predileto é o da fruta taperebá, azedinho e delicioso.

Onde comer x-caboquinho
Em qualquer uma das várias barracas que servem café regional na Feira Municipal do Parque Dez (Rua do Comércio, 270 – Parque Dez de Novembro).

Onde comer ótimos peixes amazônicos
Peixaria Gabinete do Jokka Loureiro (Beco Darci Azambuja, 1 – São Raimundo).
Tamba RestôBar (Av. Humberto Calderaro Filho, 869 – Adrianópolis).

Onde tomar sorvetes de frutas amazônicas
Em uma das várias unidades da Sorveteria Glacial espalhadas pela cidade.