Colunistas

Um dia perfeito de comilança em Floripa

Por Nenel Neto

Somente quatro municípios brasileiros receberam da Unesco o honroso título de Cidade Criativa da Gastronomia. A primeira delas foi Florianópolis, em 2014. Depois vieram Belém, Paraty e Belo Horizonte, nesta ordem.

Floripa tem atrações gastronômicas para todos os gostos, mas não há como negar que os peixes e frutos do mar são as grandes atrações locais.

Quer passar um dia perfeito saboreando o que a capital catarinense tem de melhor?

Então, sigam-me os bons!

Pastel de berbigão para começar o dia

Para entender uma cidade, é preciso visitar o mercado local. Em Floripa não é diferente, e passear pelo Mercado Público é pedida obrigatória.

Os destaques ficam para as excelentes peixarias e, claro, para os bares, em especial o Box 32, que funciona há 38 anos no local.

O cardápio oferece de presunto cru espanhol a lagosta, passando por risotos, pratos com bacalhau e tábuas de frios.

Mas os clássicos são os pasteis. Tem de camarão, de siri e de queijo com palmito. O queridinho de todo mundo é o recheado com 100 gramas de berbigão, um pequeno molusco catado à beira mar. Podemos dizer que ele é primo próximo do vôngole.

O casamento ideal para esta delícia é um chope bem gelado.

Endereço: Dentro do Mercado Público de Florianópolis (Rua Jeronimo Coelho, 60 – Centro).
O que pedir: Pastel de berbigão.
Site: http://www.box32.com.br/

Sequência de camarão no almoço

Como o nome indica, os pratos com este crustáceo vão chegando à mesa em sequência.

Pra começar, ao alho e óleo, ao bafo e empanado. Depois vem o prato principal, com peixe ao molho de pequeninos camarões, acompanhados por arroz, fritas, salada, farofa e pirão.

Em alguns lugares, a esbórnia começa com bolinhos de siri ou de berbigão.

O sexagenário Restaurante Oliveira, na Lagoa da Conceição, é uma ótima pedida para uma sequência de camarão de respeito.

Endereço: Rua Henrique Veras do Nascimento, 57 – Lagoa da Conceição.
O que pedir: Sequência de camarão.
Instagram: oliveira_restaurante_

Pra fechar o dia, ostras!

O Estado de Santa Catarina é responsável por mais de 90% da produção de ostras no Brasil.

Não à toa, é em Florianópolis que fica o Ostradamus, restaurante referência no assunto.

Há 25 anos, a casa liderada pelo boa-praça Jaime Barcelos é disputada por quem quer comer ostras fresquíssimas com vista para o mar.

Ostradamus possui a sua própria fazenda de ostras, que são oferecidas de várias formas. Das tradicionais in natura e ao bafo a invenções como ostras cobertas por gengibre, azeite de oliva, mel e conhaque, passando pela saborosa ostra do príncipe, com abacaxi, geleia de pimenta com tiras de figo seco e queijo brie, e chegando à versão ao alho e óleo.

O cardápio inclui vários pratos com frutos do mar, mas o diferencial da casa, como o nome entrega, são justamente as ostras.

Vale a pena curtir o pôr-do-sol no Ribeirão da Ilha e, logo depois, fechar o dia com chave de ouro no Ostradamus.

Endereço: Rod. Baldicero Filomeno, 7640 – Ribeirão da Ilha.
O que pedir: Ostras.
Site: https://www.ostradamus.com.br/