Sergipe

Escolha um destino:

Conheça o estado de Sergipe

Localizado na região Nordeste do Brasil, Sergipe (SE) é o menor estado em extensão territorial do país, com aproximadamente 21.900 km². Todo seu lado leste é banhado, pelo Oceano Atlântico. São cerca de 2 milhões de habitantes, sendo que Aracaju, capital do estado, é a área mais populosa. 

O turismo de Sergipe é rico e diversificado. As paisagens naturais, monumentos históricos e as manifestações culturais populares são alguns dos atrativos regionais. As praias sergipanas formam um belíssimo litoral, com longas faixas de areia dourada, manguezais e águas mornas. Quer saber mais sobre esse território cheio de riquezas? Conheça o estado de Sergipe! 

 

Você vai ler sobre

Estado de Sergipe

Fazer uma viagem a Sergipe é emergir em muita cultura e história, além de lindas paisagens verdes, pontos turísticos interessantes e praias de tirar o fôlego, que podem ser frequentadas durante todo o ano. 

O estado faz fronteira com Alagoas e Bahia, outros dois deslumbrantes destinos turísticos, e parte de seu território oeste está inserido no agreste - área na região Nordeste que transita entre a Zona da Mata e o Sertão nordestino. 

Sergipe é dividida em duas grandes regiões, a de Aracaju, que abrange o leste do estado, e Itabaiana, no lado oeste. A região de Aracaju é composta pelas regiões imediatas de Aracaju, Estância e Propriá.

Itabaiana é constituída pelas regiões imediatas da Microrregião Agreste de Itabaiana, Lagarto e Nossa Senhora da Glória. No geral, o território sergipano é formado por 75 municípios, divididos em cerca de 21.900 km².

Sergipe tem em média 2,3 milhões de habitantes, sendo que a cidade mais populosa é a capital, Aracaju, com cerca de 660 mil moradores. Amparo de São Francisco, menor cidade sergipana, possui uma população estimada em 2.300 pessoas. 

Já que o assunto são os cidadãos, você sabia que quem nasce em Sergipe é chamado de sergipano? O gentílico, além de nomear, traz identidade e individualidade aos nascidos nessa região tão cheia de cultura e atrativos. 

Para saber um pouco mais sobre a região, seu turismo, culinária e economia, continue por aqui e acrescente história e cultura à sua próxima viagem! 

Capital de Sergipe: Aracaju

Fundada em 1855, Aracaju foi a primeira capital planejada de um estado brasileiro e é o principal centro político e econômico do estado. Com uma área de 182 km², é a terceira menor capital em extensão do Brasil, atrás apenas de Vitória (ES) e Natal (RN)

Conheça o estado do Sergipe: História, Turismo e Mais | Estado de Sergipe | Conexão123

Aracaju é a capital de Sergipe

O município de São Cristóvão costumava ser a capital do estado, porém, como não apresentava condições geográficas necessárias para ampliação, Aracaju foi desenvolvida com melhores estruturas para transporte e exportação de produtos primários. A necessidade teria surgido devido à intensa produção açucareira.

Com essa evolução urbana, em 1875, Aracaju ganhou a sua primeira fábrica, marcando a aceleração da capital sergipana. 

Seu projeto urbanístico tem uma curiosidade: o arruamento e os quarteirões foram desenhados formando um tabuleiro de xadrez. Uma proposta moderna que foi pensada para privilegiar o traçado retilíneo. 

Atualmente, as estradas federais e estaduais são responsáveis pela ligação de Aracaju com as demais cidades do Brasil. Os voos domésticos e internacionais são realizados, principalmente, por meio do Aeroporto Internacional Santa Maria, que compõe o Bloco Nordeste junto com outros 5 aeroportos regionais, sendo eles:

  • Recife
  • Maceió
  • Campina Grande
  • João Pessoa
  • Juazeiro do Norte

Uma curiosidade bacana sobre Aracaju é que o transporte hidroviário é amplamente utilizado na região. A cidade conta com o Terminal Hidroviário Jackson de Figueiredo, com locomoção por rios, como o Rio Sergipe. Entretanto, o porto de maior fluxo de mercadorias fica em Barra dos Coqueiros, que se liga a Aracaju através da Ponte Construtor João Alves, popularmente conhecida como Ponte Aracaju-Barra dos Coqueiros.

Os dois rios principais são Sergipe e Vaza-Barris. Ambos se destacam na paisagem de Aracaju como grandes bacias hidrográficas que fornecem água para o desenvolvimento urbano da capital. 

Principais cidades de Sergipe 

Entre os 75 municípios do estado, alguns se destacam pela cultura e culinária com sabores típicos, além das lindas praias e paisagens naturais, e monumentos que mantêm viva a história local. 

Aracaju, capital sergipana, é uma das cidades mais visitadas da região, em razão das deslumbrantes praias. E, por se tratar de um ambiente tranquilo, o local é um ponto muito buscado por famílias e casais que desejam aproveitar as férias sossegadamente. 

A Praia do Atalaia, conhecida ainda como cartão-postal de Aracaju, é uma das atrações turísticas mais procuradas, assim como a Orla de Atalaia, que com seus 6 km de extensão abriga bares, restaurantes, quiosques e é palco de grandes atividades, shows e eventos. Além disso, esta praia dá acesso ao Oceanário de Aracaju, outro famoso ponto turístico que faz a alegria da criançada.

Para descobrir mais a respeito do turismo na capital, acompanhe o Conexão123 e confira dicas sobre as melhores hospedagens, restaurantes e passeios em Aracaju. 

A cidade de Estância é a terceira maior economia do estado e o segundo maior polo industrial. Ela é conhecida como o ”jardim de Sergipe”, alcunha recebida, reza a lenda, de Dom Pedro II, que visitou Estância no ano de 1860. As praias, assim como em Aracaju, também são ótimos atrativos para os turistas.

Conheça o estado do Sergipe: História, Turismo e Mais | Praia do Saco em Estância | Conexão123

As praias da cidade de Estância são paraísos tropicais

Já Lagarto, maior cidade do interior do estado, possui cerca de 105 mil habitantes e está a 75 km de Aracaju. A barragem Dionísio de Araújo Machado, a Pedra da Arara, a Cachoeira do Saboeiro e o Santuário Mariano de Nossa Senhora da Piedade são alguns dos pontos turísticos da cidade. 

Porto da Folha, Propriá e Umbaúba são outros dois municípios de Sergipe com grande herança histórica e cultural. Barra dos Coqueiros conta com lindas praias e Nossa Senhora do Socorro é famosa em razão das orlas com espaços para lazer, restaurantes e bares animados. 

Itabaiana é o quarto município mais populoso do estado e oferece aos turistas muitas atividades ligadas ao ecoturismo. O Parque dos Falcões, único centro de criação, multiplicação e preservação de aves de rapina na América do Sul, é a principal atração da cidade e um passeio e tanto para os fãs da espécie. 

História do estado de Sergipe 

A área que atualmente corresponde ao estado de Sergipe passou a ser colonizada na segunda metade do século XVI. Os franceses foram os primeiros a desembarcar no local, em busca de pau-brasil, especiarias e algodão.

A partir de 1590, a área que passou a se chamar Sergipe, nome de origem tupi que significa “rio dos siris”, se destacou pela pecuária e cultivo de cana-de-açúcar. 

Na primeira metade do século XVII, o espaço foi tomado pelos holandeses, o que abalou drasticamente a economia local. Somente em 1645, os portugueses retomaram a área, que foi anexada ao estado da Bahia.

O estado foi desprendido da Capitania da Bahia em 1696, e então foram fundadas as vilas de Itabaiana, Lagarto, Santa Luzia, Vila Nova do São Francisco e Santo Amaro das Brotas. Em 1820, após uma sucessão de guerras, foram iniciadas as primeiras tentativas de retomada da independência de Sergipe.

Conheça o estado do Sergipe: História, Turismo e Mais | Igreja Santo Amaro das Brotas | Conexão123

A Igreja Santo Amaro das Brotas é um dos pontos turísticos de Sergipe

Em 1855, a capital sergipana foi transferida para o povoado de Santo Antônio de Aracaju, considerada uma das primeiras cidades planejadas do Brasil com suas ruas direcionadas às margens do Rio Sergipe.

Importante símbolo da independência de Sergipe, a bandeira foi desenvolvida no século XIX pelo sergipano Bastos Coelho. Ela foi criada para representar a empresa do comerciante, que tinha frota de embarcações para exportação açucareira e transitava pelo litoral sergipano, mas logo os estados vizinhos passaram a associar o símbolo a Sergipe.

Geografia do estado de Sergipe 

Como um dos estados brasileiros que formam a região Nordeste do Brasil, Sergipe é o menor do país, com uma área de aproximadamente 21.900 km². 

Faz fronteira, ao norte, com Alagoas; e a oeste e sul, com a Bahia; a leste está o Oceano Atlântico. 

Sua maior parte está inserida na Zona da Mata. A parte oeste do estado está no Agreste, com uma pequena área, a noroeste, que integra o Sertão nordestino. 

O ponto mais elevado de Sergipe está na Serra Negra e possui cerca de 750 m de altitude. Não parece tão alto assim, não é mesmo? Isso acontece porque, em termos de relevo, a maior zona sergipana é formada por depressões. Colinas, tabuleiros costeiros e a planície litorânea compõem o visual.

Os dois climas que predominam no estado são o semiárido, no oeste, e o tropical quente e úmido, a leste. Os verões são secos, e o período chuvoso se concentra nos meses de outono e inverno. 

A Mata Atlântica, no leste, e a Caatinga, a oeste, são os biomas predominantes em Sergipe. 

Cultura do estado de Sergipe

Você sabia que no dia 24 de outubro é celebrado o “Dia da Sergipanidade”? Data que surgiu há aproximadamente 20 anos e possui grande valor por enaltecer a história, cultura e diversidade dos habitantes de Sergipe. 

O estado é muito rico em manifestações culturais que alavancam a história e mantêm vivas as tradições. O Largo da Gente Sergipana e o Museu da Gente Sergipana são dois pontos turísticos locais que exaltam a força daqueles que construíram o estado. 

Traços africanos e europeus, além, claro, de indígenas, formam a herança cultural local. A Dança de São Gonçalo, por exemplo, é uma expressão de origem lusa, destinada a homenagear esse santo português

Uma outra grande tradição sergipana é a festa dos Lambe-sujos X Caboclinhos, que acontece uma vez por ano na cidade histórica de Laranjeiras, sempre no segundo domingo do mês de outubro.

Na celebração, cheia de cores e alegria, os moradores se caracterizam e saem para as ruas em cortejo glorificando a resistência dos negros escravizados e a luta dos povos indígenas pela liberdade. 

O São João de Sergipe também tem suas próprias tradições. Uma delas é o “barco de fogo”. O artefato típico foi criado por volta do final de 1930 pelas mãos do jardineiro e fogueteiro Francisco da Silva Cardoso, mais popularmente conhecido como “Chico Surdo”, devido à sua perda de audição. Ele é feito de papelão grosso, movimentando dois foguetes que deslizam sob um cabo de aço preso a dois mastros. 

Em 2003, a manifestação foi tombada como Patrimônio Cultural Imaterial de Sergipe, dando ainda à cidade de Estância o título de capital brasileira do barco de fogo.

Conheça o estado do Sergipe: História, Turismo e Mais | Barco de fogo | Conexão123

O barco de fogo sergipano anima os festejos juninos locais

Economia do estado de Sergipe

A economia de Sergipe é marcada pela exploração de pau-brasil e pela plantação de cana-de-açúcar desde as invasões francesas e portuguesas. O estado se desenvolveu com o abastecimento da Bahia e Pernambuco como fornecedor de animais de tração e couro. 

Ao longo do século XIX, a região se expandiu com a cultura de algodão e tabaco, mas o foco da produção seguiu voltado à cana-de-açúcar. 

Segundo o IBGE de 2018, o Produto Interno Bruto (PIB) de Sergipe é de aproximadamente R$ 42 bilhões, colocando o estado entre as menores economias estaduais. O perfil industrial da área é composto pela construção civil, produção alimentícia, química, produção a partir de minerais não metálicos, tornando o extrativismo uma importante fonte na economia local. 

O cultivo de cana ainda é importante para a cidade, e lidera o ranking quando o assunto é produção agropecuária. Porém o estado ainda é produtor de milho, cereais, laranja, mandioca, feijão, banana, amendoim e leite. No litoral sergipano está situado o primeiro campo de petróleo marítimo descoberto no Brasil - o campo de Guaricema, encontrado a 80 metros de profundidade. 

Para conhecer esse e outros destinos incríveis do Brasil e do mundo, conte com a 123milhas. Aproveite os melhores descontos em passagens aéreas, hotéis, aluguel de carros e pacotes para sua viagem.

RESERVAR

RESPOSTAS123

O custo de uma viagem a Sergipe é relativo, pois depende dos municípios que deseja conhecer, instalações, restaurantes e pontos turísticos que vai visitar. Para garantir os melhores preços, você pode buscar pelos pacotes Promo da 123 milhas. Os valores de uma viagem para Aracaju, com três diárias, aéreo de São Paulo e café da manhã ficam a partir de R$ 515, se você tiver flexibilidade de 24h, em relação às datas da realização do passeio.

Para aproveitar o melhor que Sergipe pode oferecer, o indicado é passar cerca de uma semana no estado.

O verão é a melhor época para ir para Sergipe, já que o estado conta com muitas praias e atividades para fazer ao ar livre.