Colunistas

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália

Por Marcello Oliveira

Em fevereiro, publiquei aqui nesta coluna uma experiência a bordo do The Ghan, o trem de luxo que sai de Darwin, no norte da Austrália, e atravessa o deserto de Outback em direção ao sul, numa viagem de três noites até Adelaide. Hoje, chegou a vez de mostrar tudo o que há para se fazer na capital da Austrália do Sul, incluindo a rota do vinho, onde ficam as vinícolas que fazem os melhores vinhos do país e até mesmo uns dos melhores rótulos do mundo. Então, seja muito bem-vindo(a) a Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália.

Adelaide é a quinta cidade mais populosa do país, e os moradores desfrutam de uma das melhores qualidades de vida do mundo. Não é raro ver Adelaide nas listas de melhores cidades do mundo para se viver.

Situada às margens do Golfo de São Vicente, na costa sul, a cidade é muitas vezes esquecida em favor de Sydney e Melbourne, mas vale a pena conferir se você tiver tempo. Ao contrário de muitas outras cidades australianas, Adelaide foi fundada por pessoas que construíram diversos espaços públicos e amplas avenidas e ergueram uma infinidade de igrejas majestosas de forma planejada.

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália

Centro de Adelaide

Devido às ondas de imigrantes que chegaram de todo o mundo, a cidade tem uma próspera cena gastronômica que atende a todos os paladares.

Isso se reflete na riqueza de eventos culturais e festivais que acontecem em Adelaide ao longo do ano. Com muitas coisas para fazer em Adelaide e um ar muito cosmopolita e sofisticado, a ‘Cidade das Igrejas’ é um lugar encantador para passar o tempo. Selecionei alguns dos destaques de lá:

Catedral de São Pedro

Fundada em 1869, a Catedral de São Pedro é um dos marcos mais importantes e reconhecidos da cidade.  Reminiscente da Catedral de Notre-Dame, sua impressionante fachada é ladeada por duas torres monumentais.  Entre eles está uma maravilhosa rosácea que se parece muito com a de Paris.

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália

Além de seus belos vitrais e enorme altar-mor, a catedral também possui um grande e poderoso órgão, usado em apresentações diárias. A Basílica de São Pedro é conhecida há muito tempo na cidade por seu coro fantástico e pelas apresentações regulares de concertos que realiza.

Biblioteca Estadual do Sul da Austrália

Localizada em um fabuloso edifício antigo que remonta aos tempos coloniais, a Biblioteca Estadual do Sul da Austrália irá encantar os amantes de livros e aficionados por história com seu interior deslumbrante. Como é a maior biblioteca pública de pesquisa em todo o sul da Austrália, ela abriga uma enorme coleção de livros, fotografias, gravações de som e vídeo sobre todos os tópicos imagináveis.

Com frequência é considerada uma das bibliotecas mais bonitas do mundo.

Shoppings Rundle

Com mais de 800 lojas para você explorar, é justo dizer que o Rundle Mall atende a todos os seus desejos e necessidades, com cafés, restaurantes e lanchonetes. Situada bem no centro da cidade, a faixa de compras para pedestres é o principal local para se dirigir se você quiser comprar alguma coisa.

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália

Boutiques independentes e galerias elegantes ficam lado a lado com redes de lojas e marcas australianas. Além de suas estátuas, esculturas e fontes encantadoras, o Rundle Mall também tem regularmente barracas e estandes para você conferir.

Zoológico de Adelaide

O segundo zoológico mais antigo do país, o Zoológico de Adelaide foi inaugurado em 1883 e abriga mais de três mil animais. Localizado ao norte do centro da cidade, o zoológico é dividido em diferentes regiões, como África, Austrália e América do Sul.  Todos os animais dessas partes do mundo residem em seus habitats naturais.

Além das exibições informativas e interessantes, há também uma série de palestras, apresentações e sessões de alimentação que você pode participar ao longo do dia. Além de seus majestosos tigres de Sumatra e intrigantes orangotangos, suas principais atrações são os dois pandas gigantes, Wang Wang e Funi, que atualmente estão emprestados da China.

Galeria de Arte do Sul da Austrália

Contendo cerca de 45 mil obras de arte, a impressionante coleção da Galeria de Arte do Sul da Austrália é uma delícia de explorar. Obras-primas de artistas internacionais estão lado a lado com as de seus colegas australianos.

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália
Localizada em um belo edifício, é a segunda maior coleção de arte estatal do país e é particularmente conhecida por suas galerias de obras de arte australianas, aborígenes e das ilhas do Estreito de Torres.

Abrangendo 2000 anos de história, suas pinturas, esculturas, fotos e vídeos são simplesmente magníficos de se ler.  Os destaques incluem desenhos de Hans Heysen e as 20 esculturas de bronze de Auguste Rodin. Se tudo isso não for suficiente, a galeria também hospeda o festival anual de arte Tarnathi, que exibe peças de artistas aborígenes e das ilhas do Estreito de Torres.

Adelaide Botanic Garden

Situado a nordeste do centro da cidade, o Adelaide Botanic Gardens é um lugar tranquilo e agradável para passar algum tempo, e ideal se você deseja mergulhar na natureza. 

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na AustráliaCobrindo uma vasta área, os jardins têm várias seções diferentes, com densa floresta tropical e plantas tropicais encontradas ao lado de um lindo jardim de rosas e alguns pântanos selvagens. Inaugurado em 1857, também abriga uma fabulosa arquitetura colonial, sendo a bela Palm House e o Museu de Botânica Econômica os melhores exemplos.

Oval de Adelaide

Reputado como o campo de críquete mais bonito do mundo, o Oval de Adelaide recebe todos os tipos de eventos esportivos ao longo do ano. Inaugurado em 1871, ainda exibe uma incrível arquitetura eduardiana em alguns lugares, e seu antigo placar ajuda a manter seu charme entre os desenvolvimentos mais modernos. 

Assistir a um jogo de críquete ou futebol australiano ali é uma ótima maneira de experimentar a paixão com que os australianos apoiam seus times locais. Além de deleitar-se com a atmosfera contagiante de um jogo, os visitantes também podem fazer um passeio pelos jardins pitorescos ou aventurar-se em seu telhado gigante. Do topo de sua cúpula curva, você pode desfrutar de vistas do gramado abaixo e da área circundante.

Mercado Central

Situado bem no centro da cidade, o Mercado Central de Adelaide fervilha de vida. Suas cerca de 250 barracas vendem de tudo, de frutas e legumes a frutos do mar frescos e queijos e vinhos locais. Intercalados entre suas muitas lojas e estandes estão muitos cafés e restaurantes fantásticos que mostram lindamente a natureza multicultural da cidade.

Adelaide, a metrópole que reúne o que há de melhor na Austrália

Devido à diversidade culinária oferecida e à impressionante variedade de produtos e produtos frescos em exibição, o Mercado Central tem sido uma atração turística popular, embora muitos moradores frequentem para fazer compras ou comer algo.

Um dos maiores mercados populares do Hemisfério Sul, está em operação há 150 anos e a atmosfera animada mostra que não vai desacelerar tão cedo. O Mercado Central é um dos melhores lugares em Adelaide para experimentar algumas das cozinhas fantásticas pelas quais a cidade é tão conhecida. O espaço lembra muito os mercados brasileiros, como os de São Paulo e Belo Horizonte. É o único neste estilo em toda a Austrália.

Vale dos vinhos

Se você é um amante dos vinhos, certamente vai querer visitar o Barossa Valley. O lugar onde se concentra as melhores vinícolas do país. Os vinhos do Barossa começaram a ser produzidos na Austrália por volta de 1840, quando os primeiros imigrantes europeus chegaram na região.

A região pede pelo menos dois dias, pois  você pode alternar as visitas nas vinícolas com outras atrações, mas se não tiver tempo, faça um bate-volta desde Adelaide. Uma boa opção é alugar um carro, mas contratar uma empresa que faça os passeios guiados pode ser mais prático, até mesmo pelo fato de que você vai desgastar muitas taças de vinho ao longo do dia e a legislação australiana de trânsito é bem rígida no limite de álcool que o motorista pode ingerir.

Um tour de oito horas com um grupo pequeno custa cerca de R$ 500.

Praia de Glenelg

É a praia mais popular da cidade e também é a mais fácil de acessar. Basta pegar o bonde da cidade e descer na Moseley Square, a poucos metros da água em Glenelg Beach.

Bonde elétrico te deixa na avenida principal da praia

Lá você terá a Jetty Road, uma mistura movimentada de cafés de qualidade, boutiques de roupas e restaurantes. 

Há uma ótima opção de hospedagem nessa praia, o luxuoso hotel Stamford Grand ou o Seawall, com vista para a bela praia de Glenelg. Se não quer gastar muito com hospedagem, não se preocupe, Adelaide possui excelentes opções de hostels e hotéis mais populares.

Praia de Brighton

Espelhando Glenelg com sua própria Jetty Road, Brighton tem uma atmosfera descontraída semelhante com cafés ecléticos, restaurantes e “botecos” especializados em peixe e batatas fritas em grande quantidade, os famosos fish and chips.

Cervejaria local Coopers

Se Adelaide está próxima da região dos vinhos, a própria cidade é a casa de uma das cervejarias mais famosas da Austrália, a Coopers. E a marca faz questão de manter um lounge com todos os rótulos que produz em um ambiente tipicamente boêmio ao melhor estilo australiano.

O colunista no balcão da cervejaria mais famosa de Adelaide

O local de dois andares oferece o charme de um pub antigo com uma enorme área de bar esportivo, equipada com telas grandes e uma enorme variedade de “Tap Beers”, e claro, com toda a gama de Coopers on Tap!