Blog 123

DIA DOS NAMORADOS 2019: DESTINOS NACIONAIS ROMÂNTICOS E BARATOS

Não há nada como rodar ou voar o mundo ao lado de quem faz o coração acelerar, por isso mesmo, amor e viagem combinam tanto.

E claro, na hora de fazer passeios que têm um quê de romance pelo ar e inspiram verdadeiramente os casais apaixonados, a economia também fala alto. É preciso focar em destinos que agradam o coração e o bolso!

Pensando nisso, preparamos uma superlista com os mais românticos e acessíveis destinos brasileiros. Saboreie cada momento desta leitura e descubra onde viver a experiência de amor que marcará sua vida e a de quem te quer bem.

#1 Monte Verde – Minas Gerais

Na divisa com São Paulo, no miolo da Serra da Mantiqueira (onde o frio é o abrigo de ricas espécies vegetais e animais), os casais apaixonados encontram um consolador ponto de refúgio.

Localizada a apenas 3 horas de São Paulo – sendo mais perto do centro paulista do que da própria capital mineira, Monte Verde é romântica por natureza e, claro, por construção. É o frio arrebatador típico da região sul aliado às delícias extraordinárias da culinária mineira.

Justamente por ser tão sulista, com lareiras espalhadas aos quatro cantos, é no inverno que Monte Verde alcança seu pico de recebimento de casais – a época, por isso mesmo, mais gloriosa do ano para os meios de hospedagem da cidade.

Uma dica: aproveite para conhecer o Festival de Inverno de Monte Verde. Chegando à sua 7ª edição, o evento realizado pela Prefeitura Municipal de Camanducaia com a participação de outras entidades, conta com atrações aquecedoras: são espetáculos culturais de música, teatro e dança para os pombinhos se aproximarem ainda mais por meio da força da cultura.

#2 Gramado – Rio Grande do Sul

Se o sul, com suas delícias e sensações, já é inspirador para o amor, o que dizer, então, de Gramado, a cidade que é símbolo master de todo o encanto?

As mais diversas época do ano são escolhidas pelos visitantes de Gramado, mas é no inverno, quando você pode dar sorte de encontrar até neve pelo sul do Brasil, que a cidade tem o seu boom de visitantes. Os meses de junho e julho registram aumento significativo na procura por hotéis e pousadas.

A culinária gramadense também é de encher os olhos e fazer palpitar o coração. A cidade do Rio Grande do Sul é, decididamente, a capital nacional do chocolate artesanal. Em todo canto que se vá, é possível encontrar fondues magníficos.

Arquitetura é outro ponto forte da cidade. As famosas construções enxaimel, típicas da arquitetura alemã, caracterizadas por paredes com hastes de madeiras preenchidas por pedras ou tijolos, conferem um ar todo agradável. Grande parte dos hotéis e pousadas da região é edificada sob tais moldes.

Além disso, o charme gramadense se deve à excelente infraestrutura hoteleira que rege a cidade, além da organização e beleza dos elementos da natureza, como jardins e canteiros centrais. Tudo em Gramado existe para conquistar!

#3 Campos do Jordão – São Paulo

Conhecida como a “Suíça Brasileira”, Campos do Jordão é considerada o núcleo urbano mais alto do país, com elevadíssima altitude e, como consequência dessa altura toda, é caracterizada por invernos rigorosos e instigantes.

A Serra da Mantiqueira, que emoldura e cerca a cidade com milhares de araucárias de verde intenso, forma uma paisagem difícil de esquecer. A arquitetura de grande parte dos hotéis e pousadas da cidade fazem o visitante se sentir em um verdadeiro cenário europeu.

Uma dica de passeio que faz muito sucesso em Campos do Jordão é o tour pelo Trem do Mirante, que sai de Campos do Jordão, da estação Emílio Ribas com destino à estação Eugênio Lefévre localizada em Santo Antônio do Pinhal. Trata-se de um dos trechos de ferrovia mais altos do Brasil. É uma subida radical, e bota radical nisso! Haja foco para não se perder nas paisagens formadas através da janela.

#4 Penedo – Rio de Janeiro

O acolhedor interior do Rio de Janeiro guarda belezas e preciosidades só suas. A cidade de Penedo, localizada bem próxima ao coração da Serra Mantiqueira, cujo frio é quase tido como uma propriedade, é capaz de tirar o fôlego de quem imagina que o Estado se resume exclusivamente a sol e mar.

Com enormes influências arquitetônicas, gastronômicas e culturais do povo finlandês em função da história de imigração da cidade, Penedo destila cores e um estilo todo especial, muito aproximado aos ares elegantes da Europa. Logo na chegada à cidade a inscrição “Pequena Finlândia” impacta os visitantes mais desavisados e chama atenção para sua semelhança com o continente europeu.

Conhecida como a casa do Papai Noel no Brasil, Penedo é popularmente procurada no Natal, quando toda a decoração e atrações da cidade são inteiramente voltadas para a comemoração cristã.

A casa do Papai Noel de Penedo, por sua vez, pode ser visitada durante todo o ano, com a figura natalina em carne e osso todos os dias da vida para a alegria, especialmente da criançada. Para aqueles que comungam a crença religiosa, a viagem a Penedo é uma excelente oportunidade de meditar sobre a força do nascimento do Jesus Ressuscitado em toda e qualquer época.

Com um trenzinho que liga o centro de Penedo a Três Cachoeiras (a cachoeira mais famosa da cidade), é possível contemplar no decorrer do percurso pontos atrativos diversos como museus, praças, ruelas pequeninas e coloridas e muito mais.

As cachoeiras (Ah! As cachoeiras!) são parte fundamental do passeio a Penedo. Com aparência esplêndida, é possível, apreciar água quente e calma com muita doçura. Além da tradicional Três Cachoeiras, incluem-se neste roteiro ainda as imperdíveis Cachoeira de Deus e Cachoeira das Três Bacias, que permitem fotos dignas de porta-retrato.

#5 Domingos Martins – Espírito Santo

A região serrana do Espírito Santo foi feita para impressionar para além das águas quentes e do sol da região praiana que compõem o Estado. O nosso foco aqui fica por conta de Domingos Martins, a charmosa cidade que inspira o romantismo.

Graças à colonização de Domingos Martins de origem alemã e italiana, muitos traços dessas cidades europeias fazem parte da atual condição social e estilística da intensa cidadezinha interiorana do Espírito Santo.

O grande cartão-postal de Domingos Martins fica a cargo da Pedra Azul, uma formação rochosa de quase dois mil metros de altura, cuja coloração varia em função da temperatura e da exposição solar.

Além disso, cachoeiras e áreas verdes preservadas e de extremo bom gosto chamam atenção de qualquer turista desavisado. Há quem diga que as áreas externas da cidades sejam perfeitas para a prática de atividades ao ar livre. Os mais corajosos se aventuram no rafting ou no rapel enquanto os mais comedidos recorrem simplesmente a uma leve e prazerosa caminhada.

Com 90% do território de Domingos Martins acima dos 500 metros de altitude, é fácil prever que o frio é alento garantido dos pombinhos que se aventuram pela cidade.

Outro ponto interessante é o passeio no Trem das Montanhas Capixabas, por onde é possível ver pontos belíssimos sob um ângulo bem divertido e especial. Vale a pena!

Gostou desta publicação? Marque aqui o mozão e convide-o para conhecer o destino que mais palpitações provocou no seu coração.

Gostou? Compartilhe:

Comentários