Colunistas

Uma surpreendente viagem por Marraquexe

Por Raphael Ursino

Conhecer Marraquexe significa experimentar, o tempo todo, um universo de diferentes cores, aromas e sabores. Um verdadeiro choque de cultura. A cidade é um dos principais destinos para quem visita o Marrocos, e fica a cerca de 300 Km da capital, Rabat. Na coluna de hoje, embarque comigo em uma surpreendente viagem por Marraquexe.

Viajei para lá com a minha esposa, e como queríamos fazer uma imersão na cultura e costumes do país, escolhemos ficar na parte de dentro das muralhas do centro histórico, conhecida como Medina. 

A nossa hospedagem foi em uma tradicional habitação marroquina, chamada de Riad, que são hotéis criados a partir das antigas casas e palácios tradicionais, que costumavam ser grandes e luxuosos, contendo um pátio central com fontes e árvores. 

Medina 

A Medina é o centro histórico de Marraquexe, uma cidade fortificada de 600 hectares, cercada de muros de proteção contra invasões. O acesso é feito pelos 19 portais, sendo o principal deles a enorme Bab Agnaou, uma construção de pedra Gueliz do século XII.  

A Medina é um lugar bastante intenso, em todos os sentidos, com bastante movimentação de moradores e turistas. Como estávamos bem naquele burburinho, conseguimos vivenciar de perto o modo de vida da população. É impossível não experimentar os cheiros, os sons os rituais religiosos… A Medida é, definitivamente, o lugar onde você vai ter a verdadeira experiência marroquina. 

Uma surpreendente viagem por Marraquexe

Pedestres disputam espaço com bicicletas e motos nos becos da Medina

Praça Jemaa El-Fna  

A poucos metros do nosso hotel, fica a Jemaa El-Fna, a praça mais famosa de todo o Marrocos, bem ali, no centro da Medina. O lugar é um grande pátio cercado de restaurantes, barraquinhas de comida, vendedores ambulantes, encantadores de serpentes, adestradores de macacos, tatuadores, artistas, músicos, carros, charretes, motos… enfim. Um turbilhão de coisas acontecendo ao mesmo tempo, durante o dia e a noite. 

Uma vista privilegiada 

Para ter uma vista privilegiada da praça, sugiro os terraços em volta da praça, com vários restaurantes e cafés em volta. Além de oferecerem diversas opções de bebidas e pratos típicos, você vai ter uma vista privilegiada da praça e ter a real dimensão da efervescência da Medina. 

Uma surpreendente viagem por Marraquexe

Jemaa El-Fna é a praça mais famosa de todo o Marrocos, e fica no centro da Medina

Que susto! 

Minha esposa estava se preparando para tirar uma foto minha na praça, quando, de repente, senti algo subindo em meus ombros. Quando olhei para o lado, era um macaco. Isso mesmo, um macaco. 

Antes mesmo que ele me mordesse ou pulasse fora, já pedi para a minha esposa registrar logo aquele momento. O episódio me rendeu uma foto interessante, apesar do susto. 

Esta prática é muito comum por Marraquexe. Os domadores lançam seus animais para cima das pessoas com a intenção de ganhar uma graninha.

Uma surpreendente viagem por Marraquexe

De repente um macaco pulou em meu ombro

Souks 

Durante o dia, um dos principais atrativos da Medina é caminhar sem pretensão pelos becos e vielas, com seus milhares de lojinhas, barracas e mercados, conhecidos como souks. Existe uma infinidade de produtos, desde souvenirs até artesanato, produtos em prata, cerâmica, vestuário. 

Uma surpreendente viagem por Marraquexe

Em Marraquexe existem milhares de Soaks, mercados que vendem diversos produtos em prata, couro, tecido, cerâmica e souvenirs

O destaque vai para os artigos em couro, os tapetes marroquinos coloridos e os lenços e pashminas. Sempre tem um turista levando esses itens para casa. Ah, se você for bom na hora da barganha, pode ganhar incríveis descontos. 

Palácio Bahia 

Marraquexe possui diversos palácios luxuosos, que, além de belos, representam muito para a preservação da cultura marroquina. Um dos principais é o Palácio Bahia, construído entre 1866 e 1867, e considerado patrimônio cultural do Marrocos. 

Ao entrar no palácio já podemos ter uma ideia do glamour do estilo de vida dos seus antigos moradores. São diversos ambientes internos decorados, muitas plantas e árvores na parte externa e um lindo pátio todo de azulejo com uma fonte no centro. 

O Palácio Bahia foi construído entre 1866 e 1867. Ele é considerado patrimônio cultural do Marrocos

Mesquita Koutoubia e Parque Lalla Hasna 

A religião também é bastante forte em Marraquexe, a exemplo das diversas mesquitas espalhadas pela cidade. A maior delas é a Mesquita Koutoubia. De vários pontos da cidade é possível avistar a sua torre de 77 metros de altura. A parte interna possui enormes salões com decoração no estilo árabe. 

A mesquita é o edifício mais alto de Marraquexe e cartão postal da cidade. A entrada é permitida somente para muçulmanos, mas vale muito a pena tirar uma foto em frente a este emblemático monumento.  

Bem ao lado da mesquita, fica o Parque Lalla Hasna, com roseiras e laranjeiras para você fazer uma pausa na caminhada e observar o movimento. O lugar rende belíssimas fotos.  

Ah, se você gosta de passeios de charrete, bem ali existem várias opções. É uma ótima alternativa para conhecer a cidade de uma maneira diferente.

O Parque Lalla Hasna fica ao lado da Mesquita Koutoubia

Quem não tem cão, caça como gato – Passeio de Camelo em Marraquexe 

Uma vontade que eu tinha ao visitar o Marrocos era andar de camelo pelo deserto do Saara. Fiquei só na vontade, devido à falta de tempo.  

Para não voltar para casa frustrado, acabei descobrindo algumas agências que fazem o passeio em Marraquexe mesmo, sem precisar viajar mais de 300 km até o deserto. Descobri também que em Marrocos não existem camelos, somente dromedários, que possuem uma só corcova. 

Contratei uma das agências para nos levar à região do Palmeiral, um enorme descampado com inúmeras palmeiras, a cerca de 5 km da Medina. Coloquei a vestimenta típica, montei no cam… ops dromedário e quando eu pensei que tomaria as rédeas do bicho, eis que surge um rapaz para puxar o animal e guiar o passeio. Me senti como um garoto de cinco anos andando no cavalinho em um parque, mas a experiência foi legal.

Uma surpreendente viagem por Marraquexe

Perdidos na Medina 

No nosso último dia, algumas horas antes de deixarmos o Marrocos, resolvemos passear mais um pouco pelos becos da Medina, enquanto aguardávamos a hora de ir para o aeroporto. Confesso que não foi uma boa ideia. Essa história eu conto no vídeo abaixo, confira: