Colunistas

Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais

Por Raphael Ursino

Um ótimo exemplo de lugar onde o antigo e o moderno andam lado a lado é a terceira maior cidade da Espanha, que fica a aproximadamente 357 km de distância de Madrid. Na coluna de hoje, conheça comigo Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais. E esse algo mais não é qualquer coisa, não. Aperte o play e confira:

Cidade das Artes e Ciências de Valência 

Sem dúvida, essa é a principal atração de Valência e um dos cartões-postais da cidade. A Cidade das Artes e Ciências foi inaugurada em 1998, pelo arquiteto Santiago Calatrava, que também construiu o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. 

O lugar é um gigantesco espaço com prédios e construções supermodernas dedicadas à cultura. Veja alguns deles: 

L’Hemisfèric 

O L’Hemisfèric é uma grande sala de cinema, planetário e projeções em laser. Sua arquitetura foi projetada em forma de um olho gigante.

Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais

Moseo de Las Ciencias Príncipe Felipe e El Hemisfèric na Cidade das Artes e Ciências

L’Oceanogràfic 

Considerado o maior oceanógrafo de toda a Europa, este prédio conta com cerca de 500 espécies marítimas divididas em ambientes que remontam biomas distintos na Terra. 

L’Umbracle 

Com diversas esculturas de artistas contemporâneos, como Yoko Ono, viúva do ex-Beatle John Lennon, o L’Umbracle é também um imenso jardim. 

L’Àgora 

Este é um outro grande espaço coberto multifuncional para congressos, shows e demais atividades culturais. 

Palau de les Arts Reina Sofía 

Com um anfiteatro e um teatro de câmara, o Palau de les Arts Reina Sofia é dedicado à programação de óperas e artes cênicas. 

Palau de les Arts Reina Sofía na Cidade das Artes e Ciências

Algo mais para ver em Valência 

Valência oferece também outras importantes atrações que merecem ser visitadas. Afinal de contas, a cidade possui muita história para ser contada, através do seu Centro Histórico, por exemplo. Por lá, podemos ver a Plaza de Toros, local onde aconteciam as touradas, o prédio da prefeitura, a Praça Redonda, dentre outros importantes lugares.

Centro de Valência

Estacion del Norte 

A própria estação de trem já é uma atração turística. Logo na chegada à cidade, fui surpreendido com a bela edificação da Estacion del Norte, todo decorado por fora com vários elementos da agricultura de Valência. Por dentro, um conjunto de mosaicos e painéis dão um charme especial ao lugar.

Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais

A Estacion del Norte de Valência é uma atração à parte

Catedral de Valência 

O interessante desta edificação é que ela foi construída em cima de uma antiga mesquita muçulmana, entre os séculos XIII e XV. Outro detalhe que chama atenção é a diferença entre os estilos arquitetônicos de cada uma das três portas da igreja. 

A belíssima igreja é dedicada à Santíssima Virgem Maria. No seu interior, muitas imagens, pinturas e ornamentos dourados. Vale a pena conhecer.

Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais

A Catedral de Valência é dedicada à Santíssima Virgem Maria

Torre dos Serranos 

Esta instagramável e superconservada edificação é um dos mais importantes monumentos de Valência. Ele é parte de uma das 12 portas da antiga muralha que protegia a cidade. A vista da cidade lá de cima é espetacular.

Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais

A Torre dos Serranos é parte de uma das 12 portas da antiga muralha que protegia Valência

Praça da Virgem 

Pertinho da catedral, fica a Praça da Virgem, com a imagem de Netuno e as falleras (que são as rainhas da festa das Fallas). Quer uma dica? Vá ao local no fim do dia para curtir a noite de Valência nos diversos bares e restaurantes da região. É uma boa pedida para começar ou encerrar a sua viagem por Valência, a Cidade das Artes e Ciências, e algo mais.

Valência: Cidade das Artes e Ciências, e algo mais

Fonte com a imagem de Netuno e as falleras na Plaza de La Virgen