Guia turístico

Melhores destinos para esquiar: saiba o que fazer em Aspen, Chamonix e Valle Nevado

Primeiro de janeiro: está na hora de começar a planejar as viagens do ano, né!? Se você tem alguma estação de esqui nos seus planos, aqui vão dicas dos melhores destinos para esquiar nos Estados Unidos, na França e no Chile.

Aspen, Chamonix e Valle Nevado têm em comum uma excelente infraestrutura para a atividade de esqui. E essas cidades são magníficos destinos de inverno para curtir um friozinho com toda a família. 

Então, se você acha que aproveitar um bom destino na neve é coisa de outro mundo, mas quer saber mais sobre as montanhas de esqui, a 123Milhas tem dicas que vão ajudar você. Partiu conhecer mais sobre os melhores destinos para esquiar?!

 

Aspen

Mundialmente conhecida como uma das melhores estâncias de inverno, Aspen é uma cidade de sete mil habitantes do Colorado, Estados Unidos. O pequeno destino abriga espetaculares montanhas rochosas ideais para a prática de esqui. O esporte é praticado por iniciantes e profissionais preferencialmente durante os meses de novembro a abril.

Aspen é um dos destinos mais badalados do mundo. São mais de 150 bares e restaurantes no centro da cidade.

Os picos de Aspen chegam a mais de três mil metros de altitude e contam com mais de 330 pistas de esquiagem. Também há mais de 40 teleféricos para você contemplar e registrar um visual panorâmico inesquecível da cidade. 

Trata-se de um destino tradicional para a atividade de esqui, visitação a museus, diversão em casas noturnas e muita história no melhor clima do meio-oeste americano.

Em todo caso, Aspen é um espaço próximo de outros complexos turísticos muito visitados no inverno norte-americano, como as regiões de Colorado Springs, a 96 km, e Vail, a 100 km da cidade. A capital Denver também fica só a 256 km de lá. Então se você deseja um visual deslumbrante e infraestrutura completa, o seu destino é Aspen. 

Os valores para um ski pass diário nessa área custa em média U$174 adulto e U$116 crianças de 7 a 14 anos e pra pessoas acima de 65 anos. Mas o orçamento da sua viagem vai depender da escolha de um bom pacote com promoções que incluem estadia nos resorts de esqui com entrada para as pistas. 

Conheça agora as montanhas Highlands, Buttermilk, Snowmass e Aspen Mountain e fique sabendo o que fazer em um dos melhores destinos de esqui do mundo.


As acomodações nas áreas de esqui de Aspen seguem um padrão luxuoso no melhor estilo alpino

 

Highland

Entre as quatro montanhas ideais para esquiar em Aspen, o pico Highland tem o maior número de pistas de esqui: 118. Suas descidas de cerca de 135 km têm um nível de dificuldade mais alto e, por isso, são mais procuradas por profissionais. 

A descida Highland Bowl, por exemplo, é considerada uma das mais desafiadoras da América do Norte. Mas também é uma das áreas mais divertidas, com florestas no entorno, percurso íngreme cheio de neve e bastante frequentada por nativos.

A área de Highland também conta com trajetos para iniciantes que percorrem rotas por dentro da floresta

 

Buttermilk

Mais próxima do centro de Aspen, a montanha Buttermilk é a preferida de quem viaja com crianças ou é iniciante no esqui. A 4 km da sede, o local está completamente equipado com o comércio de roupas, calçados e utensílios para praticantes de todas as idades. 

São 44 pistas para iniciantes e intermediários. Um dos diferenciais é que lá tem a half pipe (pista em formato de u), que sedia algumas das disputas radicais do campeonato X-Games.

A paisagem do pico Buttermilk mescla o branco da neve com os tons avermelhados do outono em Aspen

 

Snowmass

Snowmass é uma área com 44 pistas para todos os níveis de praticantes e uma cordilheira impressionante com mais de 4 mil metros de altitude. O espaço a 8,3 km da sede de Aspen é bem-estruturado e dispõe de atrativos que vão de restaurantes com gastronomia requintada a escolas de esqui e snowboard

Snowmass é conhecida por ser uma boa região para aprender a esquiar em Aspen

 

Aspen Mountain

A mais famosa de todas, a Aspen Mountain ou Ajax é uma área no Condado de Pitkin em meio à Floresta Nacional de White River. Fica a pouco mais de 2 km do centro de Aspen. O espaço tem cerca de 100 km de descida no gelo distribuídos em 76 pistas. 

Por ser muito popular, esse cartão-postal da cidade tem hotéis que vão do mais alto luxo a acomodações mais simples de cerca de U$38 a diária. É um local com muitas opções para conhecer Aspen da forma que for mais acessível para você.

Além de muito esqui, as gôndolas teleféricas fazem muito sucesso na região da Aspen Mountain

 

Sundeck Restaurante

A Aspen Mountain encanta com os teleféricos. Eles te levam até o topo da montanha. Você também pode passear de gôndola por 17 minutos até o alto do Sundeck um dos restaurantes mais badalados do Colorado. 

São várias opções que incluem sopas quentinhas para você almoçar sem gastar muito. O ambiente é espaçoso e suficiente para abrigar o grande volume de esquiadores presentes na região. Os vinhos e a vista de dentro do restaurante são muito apreciados.

Por U$15 é possível experimentar um delicioso ensopado no Sundeck Restaurante, em Aspen. O lugar também é usado para a realização de festas na cidade.

Créditos: Reprodução / CCY Architects. 

 

Museu de Arte de Aspen

Conhecer o Aspen Art Museum (AAM) é outra opção interessante. Além da bela arquitetura assinada pelo japonês Shigeru Ban, esse espaço de arte contemporânea faz exposições multimídia, de desenhos e de esculturas de artistas globais. A entrada é gratuita.

O Museu de Arte de Aspen funciona das 10h às 18h no horário de Aspen. 
Créditos: Reprodução / Arch Daily.

 

Chamonix

Chamonix foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno em 1924

 

Chamonix-Mont Blanc é uma importante montanha de esqui nos alpes franceses à sombra do pico mais alto da Europa Ocidental. O Mont Blanc tem 4,8 mil metros. O charme europeu de Chamonix também agrada por ser uma opção para fins de semana. Dá pra fazer um bate e volta para outras áreas de inverno na França. 

O acesso para a vila é pelo Aeroporto Internacional de Genebra. O terminal fica menos de 100 km de distância do centro de Chamonix. O trajeto de carro dura cerca de uma hora. O centro de Chamonix tem muitas lojas de grife, patisseries e restaurantes renomados. 

Se você é cidadão brasileiro e vai fazer uma viagem a turismo para a França de até 90 dias, não precisa apresentar visto.

O centro de Chamonix se destaca por uma das mais lindas ruas francesas, adornadas com flores e uma ponte sobre o Rio Mont Blanc.

 

Topo Mont Blanc 

Na parte do gelo, Chamonix tem 170 pistas de esquiagem e 48 lifts teleféricos. As diversas opções podem ser aproveitadas de dezembro a março. Não perca a principal atração: vá ao topo do Mont Blanc para contemplar uma vista magnífica para os alpes!

Mas atenção: o passeio a mais de 4 mil metros de altitude requer certa condição física. Só pode ser feito por adultos. Durante o trajeto de teleférico, com parada em Aiguille Du Midi, você perde 40% da sua capacidade de respirar. Dessa forma, o espaço não é recomendado para quem tem alguma dificuldade respiratória. 

Por lá, você vai encontrar uma cápsula de vidro com chão transparente e parte dos alpes bem abaixo dos seus pés. Além do mais, alpinismo e trilhas são atividades comuns praticadas por profissionais nessa região. 

É possível comprar o bilhete diretamente no site da empresa que oferece o serviço por cerca de 126 euros. No entanto, é comum encontrar pacotes de turismo que incluem a visita. 

A parada em Aiguille Du Midi, onde fica a caixa de vidro, está a 3,8 mil metros na região de Chamonix-Mont Blanc

 

Mar de Gelo 

O transporte até o “mar de gelo” em Chamonix é feito pelo Trem de Montenvers

Outro passeio imperdível na região de Chamonix é a viagem de trem até a geleira de Glaciarium. O trajeto leva cerca de 20 minutos da estação central da cidade e o valor médio do ingresso custa 34 euros. A vista para as montanhas cobertas de neve durante o trajeto é incrível. 

O destino é em direção à subida de Montenvers-Mer de Glace. Chegando lá, você pega um teleférico e para em uma longa escadaria com entrada para uma galeria de cristal repleta de luzes e esculturas de gelo. 

É possível conhecer o topo Mont Blanc na parte da manhã e a caverna de gelo na parte da tarde em Chamonix. Tudo no mesmo dia

Valle Nevado 

Que tal conhecer a maior superfície esquiável da América do Sul? Valle Nevado, na região metropolitana de Santiago do Chile, é um destino que vem tendo visibilidade pela sua impressionante estrutura de esquiagem. O lugar também apresenta uma vista inesquecível para a Cordilheira dos Andes

Durante os meses de junho a setembro, a prática de snowboard (surfe na neve) também é muito procurada. Entretanto, no melhor estilo bate e volta, o local é frequentado por visitantes não hóspedes vindos de Santiago. Assim a neve fofa e branquinha são motivos suficientes para arrastar muitos turistas para lá. 

O pico mais alto do Valle Nevado atinge 3,67 mil metros. O espaço tem 15 pistas de esquiagem e 14 lifts teleféricos. A entrada é gratuita, mas o trânsito interno e as atrações, como tirolesa, parapente, asa delta e moto de neve são pagos. 

Valle Nevado fica a apenas 60 km de Santiago do Chile

Como destino chileno, um bom vinho e restaurantes com excelente gastronomia são presença garantida. Há muitas opções e variados pratos que vão desde receitas com influência italiana até os famosos fondues de queijo para comer no Valle Nevado. Esses espaços ficam na área de hotéis e funcionam apenas durante a temporada de inverno, quando as estações de esqui estão abertas ao público.

 

Heli-ski no Valle Nevado

Outro grande diferencial do Valle Nevado é a possibilidade de curtir um passeio Heli-ski. A aventura que te leva de helicóptero até um pico íngreme para a atividade de snowboard é uma das preferidas de toda a América do Sul. 

Nessa área de heli-ski, você encontra muitos serviços personalizados para a prática de esqui. Outro aspecto importante é que nessas regiões estão localizadas montanhas virgens, ou seja, áreas de neve fofa intocadas.

Para descidas de 1,5 mil a 2,7 mil metros, você vai desembolsar cerca de USD 1.100 durante metade do dia. Já se o passeio se estender pelo dia inteiro, o custo gira em torno de USD 1.450. 

Como os passeios em Valle Nevado são mais restritos, recomenda-se marcar com antecedência

E aí: já separou a roupa de frio e está pronto para fazer do seu inverno uma viagem inesquecível?! Venha com as 123Milhas aproveitar os melhores destinos para esquiar do mundo.