Colunistas

Buenos Aires, a capital da pizza!

Por Nenel Neto

Sim, o título desta coluna está correto.

A capital argentina está na lista das melhores cidades do mundo para se comer pizza, ao lado de Nápoles, São Paulo e Nova Iorque.

Para se ter uma ideia, há mais casas de pizza do que negócios de carne em Buenos Aires. Dezenas destas pizzarias ficam na Avenida Corrientes.

A tradicional pizza portenha tem massa alta (al molde) e muçarela abundante.

A exuberância do queijo é tal que comê-la com garfo e faca é mais do que recomendável.

O mesmo critério de abundância é usado para os demais ingredientes: pimentão, presunto, alho, molho branco, verduras, salame, cebola, palmito e tomates frescos em farta quantidade!

Aqui, listo cinco pizzarias históricas que você não pode deixar de ir quando visitar a maior cidade da Argentina.

1 – El Cuartito

Em funcionamento desde 1934, El Cuartito (O Quartinho, em português) tem paredes completamente forradas de fotos e cartazes de artistas, esportistas e personalidades argentinas.

Você pode fazer o pedido no balcão ou sentar-se para o serviço, que é frenético. A especialidade da casa é a fugazzetta, com massa média e muita muçarela de ótima qualidade, além de cebolas douradas e azeite, sem molho de tomates. Ela é servida em uma tábua redonda de madeira.

Se o seu negócio for empanada, siga a dica do chef e estrela de TV, Anthony Bourdain, que visitou El Cuartito em certa ocasião e se apaixonou pela empanada de atum.

Endereço: Talcahuano 937 – Barrio Norte.
O que pedir: Pizza fugazzetta.
Instagram: cuartito_paginaoficial

2 – Güerrin

A pizzaria Güerrin está desde 1932 localizada no coração da cidade e foi protagonista dos momentos de ouro da mítica Avenida Corrientes, onde estão os principais teatros de Buenos Aires.

Entre as mais pedidas estão a pizza de muçarela (muzza, para os portenhos), a especial (com pimentão, presunto e azeitonas), a fugazza (com cebola), a napolitana (com tomate e alho), a fugazzeta recheada com presunto e queijo, a de anchovas e a tradicional fainá. Esta última é uma massa só de farinha de grão-de-bico e sem recheio. Os argentinos comumente a colocam sobre um pedaço de pizza e comem como se fosse um sanduíche.

Cerâmica, granito, mosaico veneziano, madeira, cantoneiras de bronze e mármore, entre outros materiais, colaboram para a peculiar estética da casa, que foi fundada anos antes da construção do Obelisco.

Endereço: Av. Corrientes 1360 – Centro.
O que pedir: Pizzas de muçarela; especial (com pimentão, presunto e azeitonas); fagazza; napolitana; fugazzeta recheada com presunto e queijo; de anchovas e fainá.
Instagram: @pizzeriaguerrin

3 – Pizzeria Angelín

É o berço da pizza canchera, preparada somente com massa e muito molho de tomate temperado, com diâmetro maior do que uma pizza tradicional. A iguaria ganhou este nome porque os vendedores ambulantes de antigamente ofereciam esse tipo de pizza, fria, na saída dos jogos de futebol, en la cancha. Daí o nome de canchera.

Uma curiosidade: em 1981, Frank Sinatra esteve na Argentina, onde fez seis shows. Um amigo em comum convidou o ícone da música para conhecer a pizzaria Angelín. Sinatra concordou, mas com a condição de que fechassem o local só para eles. O proprietário Oscar Pintos não concordou e acabou mandando algumas pizzas para o hotel onde o cantor estava hospedado.

Parece que Sinatra gostou da pizza, tanto que enviou uma foto autografada que está emoldurada na pizzaria.

Endereço: Av. Córdoba 5270 – Villa Crespo.
O que pedir: Pizza canchera.
Instagram: angelin.pizzeria

4 – Pirilo

San Telmo é um bairro delicioso, e é justamente lá que fica a minúscula pizzaria Pirilo, onde existe somente um balcão para que a pizza seja degustada de pé, algo que os argentinos chamam carinhosamente de dorapa (parado dito ao contrário).

As especialidades da Pirilo são a fugazzetta recheada, a fugazza com cebola, a pizza de muçarela de massa grossa (al molde) e a fainá.

A pizzaria Pirilo completa 90 anos em 2022.

Endereço: Defensa 821 – San Telmo.
O que pedir: Fugazzeta recheada; fugazza com cebola; pizza de muçarela e faina.

5 – La Mezzetta

Pra fechar a lista, temos a não menos importante e deliciosa La Mezzetta.

Aberto em 1939, o local é ponto de encontro de taxistas e não conta com mesas nem cadeiras. Lá, come-se em pé (de dorapa).

A pizza da casa é de massa alta (al molde) bem assada, carregada de ingredientes e muito oleosa.

São servidas apenas quatro versões: muçarela, fugazzetta, anchova e napolitana.

La Mezzetta tem um séquito de fãs que afirmam, categoricamente, ser esta a melhor pizzaria de Buenos Aires.
Os amantes de séries gastronômicas devem se lembrar que La Mezzetta aparece no terceiro episódio da segunda temporada de “Somebody Feed Phil”, produzida pela Netflix e apresentada por Phil Rosenthal.

Na ocasião, o apresentador se espantou e caiu na gargalhada ao utilizar um guardanapo de papel que, de acordo com ele, não servia para nada, pois mais sujava do que limpava a boca.

Endereço: Av. Álvarez Thomas 1321 – Chacarita.
O que pedir: Fugazzetta.
Instagram: @pizzerialamezzetta