Blog 123

COMO EMITIR PASSAPORTE?

O passaporte é um documento muito importante para quem gosta de viajar, pois ele é o único que permite ao passageiro cruzar diversas fronteiras no mundo. Sem passaporte, você não pode sair do Brasil (a não ser com destino a países do Mercosul, que ainda aceitam carteira de identidade emitida nos últimos dez anos), mesmo que seja em viagem a países que não requerem visto prévio.

Por isso, se você ainda não tirou o seu passaporte, saiba nesse post tudo o que fazer para conseguir o documento, que é válido de cinco a dez anos, dependendo do ano de emissão (se você tirou de 2015 pra cá, a validade é de dez anos). Com ele, não vai haver nenhum limite do que você pode conhecer no mundo.

Passo a passo para tirar o passaporte

O passaporte é um documento complexo, parecendo um livrinho, e altamente tecnológico: na sua última revisão federal, foram feitas mudanças para que ele se torne ainda mais difícil de ser falsificado. Contudo, é muito fácil obter um se você ainda não tiver tirado o seu – ou se ele já estiver vencido.

Siga o passo a passo para viajar sem fronteiras:

      1.  Com seus principais documentos em mãos (identidade, CPF, título de eleitor, declaração de quitação com o serviço militar,      para homens, e certificado de naturalização, para os naturalizados), acesse o site da Polícia Federal para preencher a guia de       solicitação de passaporte e emitir o boleto de pagamento. Clique aqui para acessar o site da PF;

      2.  Ao completar seu guia de informações, pague a taxa de emissão (R$257,25 em valores de 2017);

      3.  Com o comprovante em mãos, agende a data do seu atendimento em um dos centros autorizados da sua cidade;

      4.  No dia e na hora marcada, compareça ao local designado com todos os seus documentos. A foto será tirada no próprio local      pelo seu agente de atendimento;

      5.  Aguarde o tempo solicitado pelo órgão para emitir seu passaporte e, dentro do prazo estipulado, volte ao local onde você foi       atendido para retirar o documento.

Geralmente o prazo pedido pela Polícia Federal para emissão de novos passaportes é de três meses, mas ele pode variar para mais ou para menos, dependendo da demanda e das condições governamentais para a confecção de novos documentos.

Cuidado com os imprevistos!

Essa coisa de “condições governamentais” pareceu esquisita? E é, mas infelizmente é verdade. Às vezes, como aconteceu em 2016, as impressoras designadas para o papel específico do passaporte quebram, a Polícia Federal entra de greve ou qualquer outra inconveniência pode acontecer e acabar atrasando a emissão do seu documento.

Por isso, não deixe para fazer o passaporte só quando estiver com viagem internacional marcada, não. Ainda que não tenha nada em vista nos próximos meses, já peça o passaporte, pague a taxa e fique com ele guardadinho, esperando a primeira oportunidade para ser usado, porque o documento vale por dez anos – e é bem melhor você tê-lo em mãos para quando precisar do que sair correndo atrás de um em uma emergência.

Além disso, ao viajar para o exterior, certifique-se de que o seu passaporte está guardado em local seguro (cofre de hotel, dentro da mala trancada ou dentro de uma bolsa da qual você não vai desgrudar), pois sua perda acarreta na maior dor de cabeça da história das viagens.

Lembra que falamos lá no início que o passaporte anda bem tecnológico para evitar falsificações? Pois é: perder o passaporte já faz as polícias nacional e internacional assumirem que ele pode cair nas mãos erradas, o que vai te fazer passar por uma série de burocracias e, dependendo do país, até depoimentos oficiais.

E, pra completar, é possível que você ainda tenha que se desdobrar para entrar em um avião sem o passaporte em mãos, já que isso é totalmente contra as regras das companhias aéreas e dos governos ao redor do mundo.

Diferentemente de perder uma carteira de identidade, cartão de crédito ou telefone, em que um boletim de ocorrência simples já dá conta do recado, perder o passaporte é incrivelmente desastroso. Por isso, melhor andar pelas ruas do país visitado com sua identidade ou cópia autenticada do passaporte se isso significar que, no seu local de hospedagem, ele estará mais seguro.

Business man holding passport and immigration form on seat next to windows on airplane vacation jorney. Hand holding passport with passport close up on plane windows background.

Melhor prevenir do que remediar

Outros imprevistos com o passaporte para os quais você deve ficar de olho são:

–  não deixar que ele se molhe;
–  não deixar que as páginas rasguem;
–  não escrever nada nas folhas do passaporte – e, para evitar “desenhos acidentais”, Baliza Atributo Efeito Visual
–  não deixe o documento ao alcance de crianças.

Já tenho passaporte! Preciso me desfazer dele para ter o novo?

Se ele estiver dentro da data de validade, não. O novo só passa a valer, no seu caso, a partir do momento em que você vai pedir a renovação.

Outra coisa importante de se lembrar é: se você já tem passaporte e não quer se desfazer do seu antigo, cheio de selos, é só esperar que ele vença completamente. Passaportes com data de validade em curso são comumente recolhidos pela polícia, mas os vencidos podem ficar de lembrança para o dono.

E, se seu último passaporte foi emitido antes de 2015, ano oficial do novo modelo de documento brasileiro, você precisará passar por todas as etapas de emissão de um novo passaporte, ainda que esteja só querendo renovar o seu.

Viu como é fácil tirar passaporte? Agora é só viajar pelo mundo! O passaporte brasileiro é aceito em grande parte do globo terrestre, bastando você conferir, com antecedência, se o país escolhido exige visto prévio para nossa nacionalidade ou se ele pode ser tirado no aeroporto de destino – como acontece na União Europeia, por exemplo.

Gostou? Compartilhe:

Comentários