Lugares para comer

Sabores amazônicos marcam presença na culinária de Santarém

Toda a diversidade e abundância da Floresta Amazônica se reflete na gastronomia regional do norte do país. Os ingredientes locais aparecem em receitas de família, na comida do dia a dia, nos pratos de chefs renomados e nos lanches comprados em barraquinhas. E na Pérola do Tapajós não é diferente. Os sabores amazônicos marcam presença na culinária de Santarém e são motivo de orgulho para os moradores. E é claro que os visitantes se apaixonam pelas delícias locais! 

O tambaqui é um peixe muito presente nos pratos.

Peixes de água doce como tambaqui e pirarucu têm grande protagonismo nos pratos. De temperos – chicória, coentro, pimenta, cebolinha – à famosa erva jambu. A mandioca também marca presença e se transforma em farinha, tapioca e tucupi, um caldo amarelo considerado o “ouro da Amazônia”. O aviú, um pequeno camarão muito abundante no rio Tapajós, também se destaca nas receitas. 

Sobremesas, sucos, geleias e licores são feitos principalmente com frutas da floresta, como o cupuaçu, o bacuri, o açaí e a graviola. 


A graviola é muito abundante na Região Amazônica.

 

Casa do Saulo 

Um dos restaurantes mais famosos em Santarém é a Casa do Saulo. Fica na Praia do Carapanari, e você pode contar com um local tranquilo e com direito a vista para o rio. Os pratos são releituras mais sofisticadas de comidas e ingredientes típicos, que combinam perfeitamente com o ambiente rústico e despojado. 

Aproveite o dia na praia do Carapanari para ir à Casa do Saulo.

O prato mais elogiado pelos clientes é o “Boto Cor-de-Rosa”, feito com filé de pirarucu, recheado e coberto com banana-da-terra, molho de tomate e queijo gratinado. Para acompanhar, arroz branco e farofa. 

Se quiser uma entrada, não deixe de experimentar o pastel de aviú e o bolinho de piracuí. Prove também o trio de sorvetes: tapioca, açaí e castanha. A caipirinha de jambu também é sucesso.

Há opções veganas e menu kids. A maioria dos pratos é indicada para duas pessoas e é muito bem servida, já que três pessoas comem tranquilamente. O valor médio é de R$ 140. Confira aqui o cardápio completo

A Casa do Saulo abre às terças, quartas e quintas-feiras, das 11h às 16h. Às sextas, aos sábados e aos domingos funciona das 11h às 18h.

 

Piracema

Outro ótimo restaurante é o Piracema, próximo ao Centro Cultural João Fona. Seu foco são os pescados, mas há opções de carne, se você preferir. 

A sugestão é pedir a “Caldeirada Ribeirinha”, com peixe, batata, cebola, ervas e ovo cozido, em um caldo bem encorpado, servido com arroz branco e pirão. Outra opção é o “Pirarucu Defumado com Purê de Banana-da-Terra”, acompanhado de “Salada de Feijão Manteiguinha” – bem parecido com o feijão fradinho. 

A caldeirada é um dos pratos mais pedidos no Piracema. 

Os pratos custam entre R$ 90 e R$ 120 e servem duas pessoas. 

O Piracema abre tanto para o almoço quanto para o jantar. Funciona de terça a domingo, das 11h às 14h. No período da noite o atendimento é das 18h às 22h30, de terça a sábado. 

 

Piracaia

O Restaurante Piracaia está bem no centro da cidade e funciona no sistema de self-service. O buffet se destaca nos peixes fritos e assados e também no “Pato ao Tucupi”, um prato famoso na região. Também existem várias opções de salada, arroz, feijão, mandioca e carnes. 

A dica é pedir os sucos naturais de frutas como cupuaçu, muruci e graviola. Saborosos e refrescantes!

O restaurante abre de segunda a sábado, das 11h às 15h, e cobra R$ 39,90/kg. Todos os clientes ganham uma sobremesa de cortesia. 

 

Boto Gelato

Para experimentar deliciosas sobremesas com frutas locais, vá ao Boto Gelato. Há sabores como pavê de muruci, castanha-do-pará, açaí, cumaru (a baunilha da Amazônia), tapioca e cupuaçu com brigadeiro. As casquinhas são feitas com maracujá, café e cacau. 

Tome gelatos de sabores amazônicos. 

Os gelatos custam a partir de R$ 14. Você também encontra combinações clássicas como banana split, brownie e petit gâteau.  

A Boto Gelato abre todos os dias da semana nos horários:

De segunda a quinta e também aos domingo: das 13h às 23h

Às sextas: das 13h às 18h

Aos sábados: das 19h à 0h

Já incluiu seus restaurantes favoritos no roteiro de viagem para a Pérola do Tapajós? Que tal dar o próximo passo e escolher onde você vai se hospedar em Santarém? Depois é só arrumar as malas e aproveitar!