Tem que ir para Aracaju - Blog 123Milhas
Tem que ir para Aracaju

Tem que ir para Aracaju

17 de novembro de 2021

Que tal aproveitar boas praias, andar de bicicleta na orla e comer deliciosos caranguejos? E, melhor ainda, em uma capital com ótima estrutura, mas que mantém a atmosfera de interior? Aracaju, capital do Sergipe, oferece tudo isso e muito mais. Então, vem com a 123Milhas e descubra por que você tem que ir para Aracaju!

O nome da bela cidade simbolizada pelo caju deriva da expressão indígena “ará acaiú”, que em tupi-guarani significa “cajueiro das araras”. A cidade portuária conta com praias, rios e manguezais, lugares com belezas naturais imperdíveis. O Mercado Municipal de Aracaju já é uma vitrine da riqueza culinária e cultural da região.

Com muitos espaços verdes e noites animadas por forró, este destino guarda um universo inteiro para você explorar. Depois que conhecer a cidade, quem ficar mais de quatro dias na capital sergipana dá até para dar uma esticada até o Cânion do Xingó, um verdadeiro tesouro escondido no rio São Francisco. Todas as dicas de por que você tem que ir a Aracaju estão neste guia. Boa leitura!

 

Praia da Atalaia

A Praia da Atalaia é a mais famosa de Aracaju. Bem urbana e de fácil acesso, é frequentada tanto pelos moradores quanto pelos turistas. Além do mar morno e calmo, ótimo para mergulho, a praia também chama a atenção pela orla, que tem excelente estrutura de lazer e alimentação.

A Praia de Atalaia é a mais frequentada de Aracaju.

A orla de Aracaju tem seis quilômetros de extensão, com estrutura para ciclovias, quadras de tênis e futebol e pista de cooper e skate. O Oceanário, do Projeto Tamar, com mais de 70 espécies marinhas e o parquinho são os points favoritos das crianças. Os lagos e os pedalinhos também fazem parte das atrações.

Lagos compõem a orla da Praia da Atalaia.

Outro lugar bem legal é o Centro de Arte e Cultura, ótimo para conhecer o artesanato local. Lá você encontra roupas, esculturas, bolsas, objetos de decoração, almofadas, redes e outros itens produzidos na região. As barraquinhas também vendem comidas típicas, como tapioca, pamonha e castanhas.

A comunidade local produz lembrancinhas e artesanato que estão à venda na Feira do Turista. Passeio imperdível! As barracas oferecem produtos diversos e por bons preços. É um dos melhores lugares para encontrar doces e bebidas locais. De quinta a domingo, geralmente tem música ao vivo no período da noite. Tem que ir!

O grande ponto gastronômico da orla é a Passarela do Caranguejo. O trajeto conta com bares e restaurantes para todos os gostos e uma grande estátua de caranguejo. A escultura, criada pelo artista sergipano Ary Marques Tavares, é um dos cartões postais da cidade. Produzido em fibra de vidro, o caranguejo tem 2,3 metros de altura e 7 de altura. Não deixe de fotografar!

Tire foto com o caranguejo gigante! // Créditos: Seinfra

 

Laguna

Um dos queridinhos da Passarela do Caranguejo é o Laguna, espaço que funciona como bar e restaurante. A fama é que lá é servido o melhor caranguejo da cidade! As cervejas bem geladas e os drinks deliciosos também recebem muitos elogios. Quem gosta de ambientes descontraídos e animados não irá se decepcionar!

O cardápio tem opções para pessoas vegetarianas e também conta com menu kids. O Laguna funciona de segunda a quinta, das 16h à meia-noite. De sexta a domingo, a casa fica aberta das 11h à 1h.

 

Casa de Forró Cariri

O ritmo do forró é quente e envolvente. A dança é um dos traços culturais mais marcantes de Aracaju. Para conhecer essa tradição e ainda experimentar os pratos típicos da cidade, a Casa de Forró Cariri é parada obrigatória. A decoração com tema nordestino, cheio de bandeirolas coloridas, deixa o ambiente ainda melhor.


Alegria, muita música e comida regional farta é o que se encontra na casa.

O espaço funciona diariamente, das 10h30 às 2h. Às vezes tem música ao vivo e a programação sempre é disponibilizada nas redes sociais.

É importante ressaltar que o espaço de forró e o restaurante são ambientes diferentes. As refeições não são servidas no salão de dança, é tudo bem organizado! Para quem tem crianças, a casa ganha ainda mais uma estrela pelo espaço kids.

 

Praia de Aruana

Para quem gosta de praias mais tranquilas, a Praia de Aruana é uma ótima opção. Não é tão movimentada quanto a de Atalaia, mas tem boa estrutura de quiosques para os turistas. Petiscos e bebidas são vendidos por preços mais acessíveis e dá para se divertir entre tanta variedade nas barracas.

A Praia de Aruana tem boa estrutura de quiosques.

O mar tem água morna e ondas fracas que tranquilizam a hora do banho de mar! Por ser um ambiente mais calmo, geralmente é frequentada por famílias com crianças.

Para quem gosta de caminhar ou praticar esportes na areia, é o melhor lugar. A areia é bem firme e dá para se exercitar bastante.

 

Praia do Refúgio

O nome faz jus ao lugar. A Praia do Refúgio é perfeita para quem quer descansar e fugir um pouco do meio urbano. Os trechos com barracas são mais movimentados, mas várias partes da praia são desertas. Há opções para ambos os gostos.

A extensa faixa de areia e o mar com poucas ondas são os grandes atrativos, que combinam perfeitamente com as palmeiras espalhadas pela orla. É um lugar lindíssimo!

 

Restaurante Parati

As grandes barracas são encontradas na Praia do Refúgio, perfeitas para quem gosta de restaurantes estilo pé na areia. Uma ótima indicação é o Parati, que oferece todo o suporte para dias de praia bem agradáveis.


Deck com cadeiras e redes à beira-mar garante o conforto dos visitantes.

O restaurante disponibiliza mesas, cadeiras e bangalôs, tanto na areia quanto no deck de madeira. O cardápio é bem variado, com variedade de petiscos, refeições e bebidas. Os caldos e pastéis costumam ser os queridinhos dos clientes!

 

Calçadão da 13 de Julho

O Calçadão da 13 de julho é muito frequentado por moradores e turistas. A via tem cinco quilômetros de extensão e é muito arborizada, perfeita para caminhar e andar de patinete. Ao longo do calçadão, você encontra quadras, ciclovias, parquinhos infantis e o famoso Mirante 13 de Julho. Não deixe de subir para apreciar uma das melhores vistas da cidade!

Como muitas pessoas passam o dia na região, uma série de quiosques no calçadão
ao vendem lanches e bebidas. Aproveite para tomar uma deliciosa e gelada água de coco depois de se exercitar e curtir a natureza.

 

Mercados Municipais

Quando for a Aracaju, não deixe de visitar os mercados municipais! Existem três na cidade, todos interligados e localizados no centro.

Os mercados se chamam Antônio Franco, Thales Ferraz e Albano Franco. Todos são repletos de produtos regionais de várias categorias. Objetos de decoração, literatura de cordel, rendas, castanhas, queijos, tapiocas, pimentas, cachaças e frutas são alguns itens que certamente irão chamar sua atenção.

Compre frutas típicas nos Mercados Municipais de Aracaju.

O passeio vale tanto para fazer compras – principalmente para quem gosta de levar lembrancinhas – quanto para conhecer melhor a cultura e a culinária sergipana.

 

Orlinha do Bairro Industrial

A noite em Aracaju acontece na Orlinha do Bairro Industrial, na zona norte da cidade. Lá você encontra muitos bares e restaurantes de todos os tipos, que servem desde pastéis e espetinhos a moquecas e lagostas.

A orla é banhada pelo rio Sergipe e conta com estrutura de ciclovia e parquinhos para crianças. Muitas pessoas vão até a região no fim de tarde para ver o pôr-do-sol e curtir o local.

Aproveite para ver a Ponte Aracaju, que liga a capital ao município de Barra dos Coqueiros. Com 1,8 quilômetros de comprimento, arquitetura e iluminação noturna, a ponte é um cartão postal da cidade e aparece ao fundo de muitas fotos. É um cenário lindíssimo!

Tire fotos da Ponte Aracaju.

Deu vontade de viajar para a capital sergipana? Aproveite para saber mais sobre a cidade e descubra tudo o quê você tem que conhecer em Aracaju!

Drones

inscreva-se para receber ofertas exclusivas!

inscreva-se para receber ofertas exclusivas!