Blog 123

10 PASSEIOS IMPERDÍVEIS NO RIO DE JANEIRO

O Rio de Janeiro, definitivamente, continua lindo. Com um sem número de paisagens radiantes, de tirar o fôlego, a capital ostenta o título de responsa de Cidade Maravilhosa.

Uma das mais antigas histórias relacionadas a esse apelido remonta à menção do termo “Cidade Maravilhosa”, em 1904, no jornal O Paiz, circulante no Rio de Janeiro até 1930.

Posteriormente, muitas obras de arte e canções compostas por artistas brasileiros vieram para reforçar o título. É caso da letra eternizada por Caetano Veloso: “Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil. Cidade Maravilhosa, coração do meu Brasil”.

Por tudo isso e por toda a beleza estonteante do Rio de Janeiro, há quem garanta: a alma do Brasil é carioca. Se você não conhece a cidade ou se é completamente apaixonado por ela e pretende voltar outras milésimas vezes, preparamos uma lista, digamos básica, para você não perder um segundo do encanto da capital em seu próximo passeio à cidade:

Morro Dois Irmãos

É do Morro Dois Irmãos que você terá uma das visões mais lindas de todo o Rio de Janeiro – a Cidade Maravilhosa por excelência. Para quem vê os Morros de baixo, é possível apreciar o principal – e clássico – cartão postal da cidade.

Para os aventureiros de plantão, conhecer o Morro bem de pertinho é fundamental.

Com cerca de 1,5 km de extensão, a trilha que dá acesso ao cume dos Dois Irmãos é considerada tranquila e pode ser percorrida em média entre 45 minutos e 2 horas, dependendo do condicionamento físico do visitante. Apesar disso, devido à pouca sinalização da trilha, é indicada a presença de um guia turístico ou de um morador que conheça o lugar.

O início da trilha está no meio no Vidigal e, para chegar até lá, é possível ir caminhando ou por meio de moto-táxi ou kombi credenciada, que ficam estacionados na entrada da comunidade. Escolhida a melhor forma de acessar o início da trilha, é só subir e aproveitar cada segundo da beleza da vista estonteante com a qual você será agraciado.

Escadaria Selaron

Quando aqui resolveu fazer uma obra de arte em público, na década de 90, o artista plástico chileno Jorge Selarón talvez não soubesse que estava construindo um cenário digno de fotos imensamente famosas e desejadas. No Instagram, ao buscar pela hashtag #escadariaselaron são localizadas mais de 126 mil imagens. Haja clique!

Composta por 250 degraus personalizados com azulejos trazidos das mais variadas partes do mundo, a escadaria Selarón representa um dos pontos turísticos mais visitados do Rio. Além da charmosa decoração ao longo de toda a extensão da escadaria, as muretas que circundam a lateral do morro também são revestidas de um encanto especial, com imagens de bandeiras, frases e desenhos geométricos.

Localizada no centro da cidade, entre os bairros da Lapa e de Santa Teresa, é fácil chegar até o ponto, porém, na alta temporada, em função do enorme fluxo de visitantes, chega a ser difícil circular e, principalmente, encontrar um espacinho vazio entre os degraus da escadaria Selarón para tirar uma foto arrasadora. Por isso, escolha bem a época de sua visita e aproveite com tudo que tem direito!

Cristo Redentor

Chegou, enfim, no nosso roteiro o aguardado e desejado passeio pelo Cristo Redentor. Afinal, trata-se de um dos destinos mais procurados de todo o Rio de Janeiro, consagrado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade e mundialmente conhecido como uma das 7 maravilhas do mundo moderno.

Inaugurada em 1931, a estátua do Cristo está localizada no alto do Morro do Corcovado e é aberta à visitação todos os dias da semana, das 8h às 19h. O local pode ser acessado de duas formas: pelo trem do Corcovado ou por vans credenciadas. Ambos meios de transporte custam entre R$40,50 e R$74, dependendo de fatores como temporada, idade e residência carioca.

Haja fôlego e disposição para subir a escadaria que dá acesso aos pés do Cristo, mas, certamente, a subida valerá cada passo graças à vista deslumbrante e às fotos lindíssimas que poderão ser capturadas. Pessoas com dificuldade de locomoção ou mesmo os preguiçosos de plantão podem aderir ao elevador durante uma parte do trajeto, sem nenhum custo adicional pelo passeio.

Pedalar de bike na orla das praias da zona sul

Sua visita à Cidade Maravilhosa tem tudo para ser, como o próprio apelido da capital sugere: incrível. As praias da zona sul (Arpoador, Ipanema, Joatinga, Leblon, Leme e Copacabana, Praia do Diabo, São Conrado e Vermelha) são uma visita mais do que obrigatória do seu roteiro. As águas de tom azul esmeril, com um fundo paradisíaco, são capazes de hipnotizar qualquer um.

Há quem garanta que pedalar uma bike pelas praias citadas acima é um passeio puro-prazer. A boa notícia é que em boa parte da região sul carioca são disponibilizados pontos de empréstimo de bicicletas credenciadas.

Além disso, as ciclovias são seguras e bem projetadas ao longo de toda a extensão da orla, o que garante que passeio seja não só agradável, como protegido. Você vai se sentir num verdadeiro cenário de filme, com o vento batendo nos cabelos e uma visão espetacular bem ao seu lado.

Trilha da Pedra da Gávea

Rodeada de lendas e histórias populares, a Trilha da Pedra da Gávea é um passeio completo e promete muitas emoções.

Antes de se aventurar pelo caminho do sucesso, certifique-se do seu preparo físico. Afinal, a atividade é intensa e exige condicionamento em dia. Primeiramente, antes de sair rumo à Pedra da Gávea, prepare um kit com bastante água, isotônicos, frutas, barras de cereal e alimentos capazes de recompor a energia.

Primeiramente, antes de sair rumo à Pedra da Gávea, prepare um kit com bastante água, isotônicos, frutas, barras de cereal e alimentos capazes de recompor a energia.

Apesar de ser bem sinalizada e com boas indicações, trata-se de uma trilha desafiadora, considerada pesada e longa. São necessárias no mínimo duas horas de caminhada e escalada bem intensas, com trechos que exigem concentração, calma e muita cautela.

No alto da pedra, que é o maior bloco de rocha à beira mar do mundo, uma coisa é certa: você terá uma vista jamais imaginada e que vão render fotos e memórias de outro mundo.

Museu Nacional de Belas Artes

Considerado um dos mais importantes centros de arte do Brasil, o Museu Nacional de Belas Artes apresenta um acervo de cerca de 70 mil peças e pinturas que representam os mais variados períodos da arte e da contemporaneidade brasileira, a começar por produções artísticas ainda dos séculos XIX e XX, com obras trazidas da Europa por D. João VI.

Localizado no centro do Rio, em frente ao Teatro Municipal, o acesso ao museu é facilitado e a entrada aos domingos é gratuita. Já nos demais dias da semana, a inteira custa R$8 e a meia R$4. Para chegar ao local, desça na estação Cinelândia do MetrôRio ou opte pela linha 1 Laranja ou linha 2 Verde.

Gostou desta publicação? Comente aqui o que você mais ama na Cidade Maravilhosa e o que você adoraria conhecer. <3

Gostou? Compartilhe:

Comentários