Lugares para conhecer

Curiosidades sobre o frevo: dança, cultura e comemoração

De origem pernambucana, há mais de 100 anos levando emoção, alegria e muita cultura a festas e foliões, o frevo é reconhecido como patrimônio imaterial pela Unesco. De raízes nordestinas, surgiu oficialmente no Carnaval de 14 de setembro de 1882, recebendo o nome de frevo pelo jornalista Osvaldo Silva Almeida. 

Destrinchando a palavra, o frevo vem do verbo ferver, devido ao seu ritmo frenético e acelerado. E claro, em homenagem ao Dia do Frevo, comemorado no dia 14 de setembro, o Conexão123 separou algumas dicas, curiosidades sobre o frevo e destinos para quem deseja curtir integralmente essa festa da cultura brasileira. Bora lá! 

Você vai ler sobre

Importância cultural do frevo 

A origem do frevo, ritmo e dança folclórica, completa 115 anos em 2022. Criado no nordeste brasileiro, em Pernambuco, o frevo constitui raízes importantes para a história do Brasil. Começando pelas fantasias e caracterizações dos foliões, os guarda-chuvas coloridos, os passos largos e eufóricos e chegando até mesmo  nas expressões corporais dos que festejam. 

As manifestações de alegria e criatividade nas ruas de Recife (PE) remetem a mudanças sociais vividas no fim do século XIX, um movimento de descontração e liberdade que marcava a abolição da escravidão, o início da urbanização da cidade e a Proclamação da República do Brasil. A expressão “olha o frevo!” tornou-se popular para todo e qualquer folião que estivesse nas ruas, até mesmo despreparado, mas que ao ouvir fosse levado pelos dançarinos e festeiros ao meio do fuzuê da celebração. 

Historicidades à parte, o frevo é a cara dos brasileiros e das brasileiras. E Recife é famosa mundialmente em razão dessa manifestação cultural, pois é a cidade onde encontramos o frevo em todos os cantos, inclusive na conhecida Praça do Frevo, que, na verdade, é a Praça do Arsenal da Marinha, ao lado do Cais do Sertão, polo cultural e turístico da cidade. 

Curiosidades sobre o frevo | Guarda-chuva colorido | Conexão123

O guarda-chuva colorido é um dos principais símbolos do frevo, a maior festa temática e cultural do nordeste brasileiro

Curiosidades sobre o frevo: ritmo e dança

O ritmo alucinante pode até fazer parecer que você está em um show da Ivete Sangalo, em Pernambuco, curtindo a agitação e a vibração coletiva da galera. Esse é um dos propósitos da música e dança do frevo

O estilo mistura a marcha e o maxixe, dança de origem africana, com algumas pitadas de capoeira. Os foliões vestem roupas coloridas, curtas, justas e algumas amarradas na cintura. O figurino também é acompanhado de sombrinhas e estandartes, com bandeiras de cada grupo de dança do frevo

Na música, uma das representantes mais importantes é a canção ‘Vassourinhas’, dos compositores Matias da Rocha e Joana Batista, ritmistas e multi-instrumentistas do cenário musical de Recife. A canção, mesmo antiga, toca em todos os carnavais e festas do frevo. Além dos compositores, Alceu Valença, cantor nordestino e com o frevo “em seus pés”, é presença constante nos eventos, curtindo junto dos foliões as músicas Voltei, Recife e Frevo Da Lua.

Considerado um dos precursores do frevo em Recife, Alceu Valença tem uma carreira que converge com a história do frevo. O cantor, em sua juventude, ganhou um concurso  de frevo em Olinda e, ao descobrir, deu cambalhotas e pulos de excitação, levando a plateia a rir e aplaudi-lo de pé. 

Curiosidades sobre o frevo | Galo da madrugada | Conexão123

O Galo da Madrugada é um dos maiores blocos de frevo do nordeste brasileiro. Segundo o Guinness Book, foi considerado o maior bloco festivo do mundo

O Galo da Madrugada 

Pegando o embalo da música, os blocos de rua do frevo são paradas obrigatórias para todo turista que deseja conhecer o ritmo de perto. Com aglomerações focadas em Recife e Olinda, o bloco carnavalesco mais expressivo é o Galo da Madrugada, com mais de 40 anos de existência e história. Inaugurado em 1978, saiu às ruas e calçadas da cidade com 75 pessoas caracterizadas e acompanhadas de uma orquestra sinfônica de 22 músicos, colorindo e esquentando as avenidas repleta de foliões.

Em 1994, o Galo da Madrugada arrastou 1,5 milhão de foliões e entrou para o Guinness Book como o maior bloco de carnaval do mundo. E em 2018, o público voltou a surpreender: o evento recebeu cerca de 2 milhões de festeiros, que marchavam em direção ao centro de Recife. 

Os bloquinhos de frevo seguem três variações durante a celebração, mesclando frevo de rua, frevo de bloco e frevo canção durante a marcha. Cada uma com suas particularidades, dando maior atenção à música, aos passos e à instrumentalidade do gênero musical. Conheça o que diferencia cada um:

  • Frevo de rua — as duas principais características do frevo de rua são ser instrumental e acelerado. É aquele que não tem letra, muito executado pelas orquestras nas ladeiras e ruas. É o mais efervescente de todos
  • Frevo de bloco – enquanto o frevo de rua é tocado por uma orquestra de percussão e metais, o de bloco, por sua vez, é executado por uma orquestra de pau e corda, composta de violões, bandolins, flautas e cavaquinhos. Esse é um frevo mais lento, poético
  • Frevo canção – o frevo canção é uma vertente surgida provavelmente na década de 1930, com melodia mais cantável e andamento mais lento que o frevo de rua. Os intérpretes mais conhecidos dessa modalidade são Alceu Valença e Claudionor Germano

Locais em Pernambuco para comemorar a festa do frevo

E agora chegamos na melhor parte! O momento que você vai conhecer os lugares ideais para aproveitar a comemoração do frevo, saber as datas certinhas para viajar e ficar por dentro de algumas hospedagens incríveis para aproveitar com estilo, conforto e tranquilidade. 

O Conexão123 elencou três destinos em Pernambuco para os foliões de plantão curtirem o frevo com estilo. A época ideal para visitá-los, todos no estado de Pernambuco, é durante o Carnaval, quando as ruas são tomadas pelos foliões. 

  • Recife
  • Olinda
  • Ipojuca

Em Recife você encontra o espaço cultural Paço do Frevo, na Rua da Guia. Além de apresentações e desfiles de frevo, no Carnaval, diversos bloquinhos de rua se concentram nos arredores. E para te ajudar, que tal um hotel em Recife para se hospedar e curtir esse festão? O Altante Plaza, em Boa Viagem, é uma ótima opção! Com vista para o mar, café da manhã incluso e muita tranquilidade. 

Já em Ipojuca, podemos encontrar o Bloco Morro do Cuscuz e a Orquestra Frevo Litoral! E para aproveitar o Carnaval ao som do frevo, o Samoa Beach Resort é uma excelente opção. Com uma vista privilegiada para as praias, o espaço conta com spa, academia, café da manhã e muito mais!

Além de diversos resorts em oferta para curtir o carnaval na região, a Pousada dos Quatro Cantos é perfeita para a sua estada em Olinda, proporcionando tudo de melhor para você curtir os bloquinhos de frevo.   

A pousada, localizada na Rua Prudente de Morais, no Carmo, centro da cidade, conta com uma típica arquitetura colonial e barroca. Na área externa, uma piscina envolta de jardins com flores, mesinhas e cadeiras para um momento de descanso depois de curtir os bloquinhos na cidade. O estabelecimento ainda conta com wi-fi, café da manhã incluso na diária, lavanderia e restaurante. 

Curiosidades sobre o frevo | Pousada dos Quatro Cantos | Conexão123

A Pousada dos Quatro Cantos, localizada na Rua do Carmo, em Olinda, é uma ótima dica de hospedagem para os turistas

Na 123milhas você ainda encontra pacotes de viagem, aluguel de carros e seguro-viagem para você aproveitar e desfrutar dessa aventura com todo conforto possível! 

E aí? Gostou das sugestões de hotéis e curiosidades sobre o frevo? Se organizar direitinho, todo mundo consegue aproveitar aquela festa do frevo nos melhores locais em Pernambuco. Conte com a 123milhas para garantir os melhores preços e realizar seus sonhos turísticos!