Guia turístico

Onde ir em Pipa: roteiro por falésias e praias paradisíacas

Pipa e suas praias paradisíacas ficam no município de Tibau do Sul, no Rio Grande do Norte, a cerca de 85 km da capital Natal. Conhecida por suas falésias à beira-mar, é um verdadeiro paraíso da natureza, com areia branca, golfinhos e piscinas naturais. Para quem gosta de baladas e agitação, a vida noturna local surpreende. Esse é um dos destinos mais famosos do Nordeste. Neste texto, descubra onde ir em Pipa.

 

Como chegar em Pipa

Diariamente, há voos das principais capitais do país para Natal. Outra possibilidade é pegar um avião até João Pessoa, na Paraíba, que fica a 140 km de Pipa. E seguir de carro até o local. Para ver qual opção vale mais a pena para você, confira as promoções de passagens aéreas na época de sua viagem. Aproveite os melhores preços com a 123milhas.  

Pipa fica a aproximadamente 90 km do aeroporto de Natal. O trajeto pela BR-101 dura cerca de uma hora e meia de carro. Você pode alugar um automóvel. Também existem vans e empresas que realizam o serviço de transfer do aeroporto até o destino, além de ônibus intermunicipais. 

Se preferir fazer todo o trajeto já pela praia, curtindo a paisagem, contrate o serviço a bordo de um 4X4 (a diária custa, em média, R$ 800) ou passeio de quadriciclo (R$ 140 por hora). 

Do aeroporto de João Pessoa, a mais de 100 km ao sul do balneário, a viagem dura pouco mais de duas horas e também passa pela BR-101. Se essa for sua escolha, não há oferta de  ônibus direto nem serviços de deslocamento. O jeito é alugar um carro ou ir de táxi. 

 

Quando visitar Pipa

Para fugir das chuvas, o ideal é evitar viajar para Pipa entre os meses de abril e julho, quando ocorre a maior parte das precipitações. Mas, mesmo na época dos temporais, as temperaturas são altas – afinal de contas, essa é a rotina no litoral do Nordeste. Os termômetros chegam a marcar 28 graus mesmo no inverno. 

A alta temporada em Pipa ocorre nos meses de verão, quando a cidade recebe mais turistas, especialmente no ano-novo e no carnaval. Se você quer aproveitar para curtir muitas festas e conhecer gente nova, essa é a época ideal para planejar a sua viagem. 

Se sua intenção é fugir da “muvuca”, o melhor é ir a partir de setembro para Pipa. Viaje até, no máximo, na primeira quinzena de dezembro, quando o público jovem começa a tomar conta do local.

A “Praia de Pipa” reúne um conjunto de praias maravilhosas, espalhadas por um trecho curto do litoral sul potiguar.

 

Conheça as principais praias de Pipa

 

Praia do Centro

Também chamada de “Praia de Pipa”, essa é a praia que fica mais próxima do centro da vila. Por isso mesmo, é onde você vai encontrar mais movimento. Com diversas barracas que comercializam frutos do mar, drinks e petiscos, é um dos melhores lugares para ir com a família. 

A larga faixa de areia e as piscinas naturais, formadas na maré baixa, transformam-se no local ideal para quem está com crianças. Os barcos de pesca e as jangadas completam a paisagem. Qualquer pessoa esquece do mundo nesse paraíso.

O mar calmo e de água transparente é um convite ao mergulho. Você pode aproveitar para realizar um passeio de barco ou de lancha. E, quem sabe, ver um golfinho bem de perto! 

Além dos turistas, os moradores também se concentram na Praia do Centro de Pipa, uma das mais agitadas da região.

 

Praia do Amor

Se você olhar do alto das falésias que enfeitam a beira do mar, vai entender o porquê do nome. Na maré alta, é possível observar que o desenho das pedras das piscininhas naturais tem o formato de um coração. Engana-se quem pensa que, por conta do nome romântico, o point é só calmaria. 

Com ondas grandes e um mar agitado, a praia é uma das favoritas dos surfistas na região. A areia é fina e a temperatura da água gira em torno de 28ºC. O local conta com algumas barracas de boa estrutura na areia da praia. Para acessá-las, é preciso descer uma escadaria bem íngreme.

É lá também que você vai encontrar, ao fundo, o famoso Chapadão. O platô alto funciona como uma espécie de mirante perfeito para contemplar o visual (e ver as tais pedras que formam um coração).  A Praia do Amor fica ao lado da Praia do Centro.  Quando a maré está baixa, dá para chegar até ela caminhando pela areia. 

Antes de descer para um mergulho, contemple a vista de cima da falésia e aproveite para tirar foto na placa da Praia do Amor.

 

Praia do Madeiro

O acesso não é dos mais fáceis: é feito por uma escadaria de 160 degraus. Mas o visual e a tranquilidade valem o esforço. A Praia do Madeiro está localizada logo abaixo do Santuário Ecológico de Pipa. 

Do alto, já é um paraíso. É cercada pela mata atlântica e o vermelho das falésias.  Andar sobre a areia branca e dar um mergulho no mar verde-esmeralda são convites irresistíveis. Para completar, as águas são quentes e calmas. Ela é um dos destinos mais paradisíacos de Pipa e queridinho dos turistas.

A orla possui cerca de 1 km de extensão, perfeita para fazer caminhadas e estar sempre em contato com a natureza. O mar tem uma parte calma, ideal para banhistas e esportes como caiaque e stand up paddle (remo em pé). 

Em outra parte é agitado, próprio para surfistas. Não por acaso, você vai encontrar vários instrutores e pontos de aluguel de equipamentos de surf para subir na prancha. 

Cercada por grande faixa de Mata Atlântica, a Praia do Madeiro proporciona um verdadeiro encontro com a natureza.

 

Baía dos Golfinhos

Se você quer observar golfinhos, esse é o melhor lugar para tentar a sorte. É nessa praia pouco movimentada e de mar calmo que existem as condições ideais para o aparecimento dos mamíferos. Eles costumam ir até a baía em busca de alimentos, surgem rapidamente e logo somem atrás dos cardumes. 

Embarque numa lancha que leva os turistas ao alto-mar. O passeio sai da Praia do Centro ou da própria Baía dos Golfinhos. Além deles, tem mais cenários paradisíacos no caminho e parada para mergulhar. 

Com menos opções de barracas, a Baía dos Golfinhos apresenta estrutura mais tímida e não recebe tantos visitantes no dia a dia. Isso porque a única forma de chegar até lá é pela areia da praia. A partir da Praia do Centro, é preciso caminhar  cerca de 30 minutos para o norte. Se o ponto de partida for a Praia do Madeiro, o trajeto a pé durante 20 minutos para o sul. 

Para visitar a Baía dos Golfinhos, é necessário conferir a tábua das marés com antecedência, já que a única forma de acesso é pela areia.

 

Tibau do Sul

Essa praia leva o nome do município. Ela se destaca pelo encontro do mar com a Lagoa de Guaraíras. A mistura entre a água doce e salgada proporciona o lazer perfeito para crianças, principalmente devido ao muro de contenção criado na área. É onde as ondas quebram e formam uma enorme piscina natural.

Dessa praia, dá para observar a movimentação dos jeeps e buggys que vêm de Pipa. A Praia de Tibau do Sul é o ponto final do trajeto ou, então, de partida em direção às dunas. Para completar, os turistas agitam as barracas que comercializam os melhores pratos da culinária regional e frutos do mar. 

O pôr do sol é uma das atrações do encontro do oceano Atlântico com a Lagoa de Guaraíras, na Praia de Tibau do Sul.

 

Sibaúma

Sibaúma é um vilarejo originado de um antigo quilombo, que guarda suas tradições e o espírito de resistência de seu povo. Com uma estrutura mais simples – sem bares e quiosques na areia –, a praia é uma das mais afastadas do centro de Pipa, a 12km de distância da agitação. Também uma das menos frequentadas.

Seja como for, é uma boa pedida para aqueles que gostam da calmaria e preferem faixas de areia mais desertas. Além da água salgada, os banhistas podem dar um mergulho no Rio Catu, que deságua no mar.

Quer fugir da muvuca e da agitação de Pipa nos dias de alta temporada? Sibaúma, a 12km do centro, pode ser a escolha certa.

Deu para perceber por que você tem que ir para esse destino deslumbrante, não é? Espere até a gente te contar o que fazer em Pipa, com dicas dos principais passeios turísticos neste paraíso!