Lugares para conhecer

Os melhores lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro

“Quem não gosta de samba bom sujeito não é.” Dorival Caymmi, um dos grandes nomes da música brasileira, que deu o papo: é difícil encontrar alguém que não seja apaixonado pelo estilo. E não há melhor lugar para curtir um samba do que a Cidade Maravilhosa! 

Com tradição no Rio de Janeiro, o gênero musical começou a circular logo após a Abolição da Escravatura, e as rodas de samba se tornaram uma tradição carioca. As pessoas libertas foram viver em lugares como a praça Onze e a Pedra do Sal, e lá deram origem, com inspiração no maxixe e outros ritmos africanos, ao nosso querido samba de roda!

E, hoje, o Conexão123 apresenta alguns dos melhores lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro. Bora lá! 

Você vai ler sobre

Roda de samba no Rio de Janeiro

Dos morros do Rio de Janeiro, as rodas de samba começaram a integrar a cena cultural carioca,  e foram ganhando a cidade e o Brasil todo com a sua melodia. São muitas as rodas que acontecem na capital, como a tradicional roda de samba da Pedra do Sal, uma enorme rocha com degraus que dão acesso ao Morro da Conceição. 

Atualmente, esses eventos atraem pessoas de diferentes lugares e origens: moradores da região, estudantes universitários da classe média da Zona Sul, hipsters, turistas… Uma verdadeira mistura boa! E agora, vamos conhecer as melhores rodas de samba da cidade carioca? 

Samba no Rio de Janeiro: Roda do Cacique de Ramos 

O famoso samba do Cacique de Ramos nasceu de encontros e grupos carnavalescos de jovens sambistas da zona norte do Rio de Janeiro. A primeira roda de samba do movimento aconteceu em 1961, e em 1963 ele passou a fazer parte oficialmente do carnaval da cidade. 

O bloco se tornou referência nacional, com seus desfiles vibrantes e fantasias estilizadas com inspirações indígenas, como o próprio logo da bandeira do Cacique de Ramos.

O grupo promove uma roda de samba com feijoada todos os domingos, das 15h às 23h30, na Rua Uranos, 1326 – Olaria. Quem tem vontade de prestigiar um dos sambas mais antigos e raiz da cidade do Rio não pode perder esse evento. Além disso, a entrada é gratuita para todos, e das 17h às 23h é possível alugar uma mesa por R$ 10 e pedir alguns petiscos e uma cerveja bem gelada para curtir a festa.

Lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro | Cacique de Ramos | Conexão123

O famoso samba do Cacique de Ramos nasceu de encontros e grupos carnavalescos de jovens sambistas da zona norte do Rio de Janeiro

Samba no Rio de Janeiro: Roda do Trabalhador 

O Samba do Trabalhador virou reduto de grandes sambistas cariocas, como Martinho da Vila, há cerca de 10 anos. As rodas são comandadas por Moacyr Luz, que tem o costume de convidar a velha guarda carioca para colocar os pandeiros para tocar e divertir a galera. 

Grandes nomes do gênero já passaram por essa roda incrível, como a famosa Beth Carvalho. Conhecida como madrinha do samba, ela esteve presente em diversos momentos com o grupo. 

Grupo que, aliás, já ganhou diversos prêmios, entre eles, o Prêmio da Música Brasileira com melhor álbum e grupo de samba.

A atração acontece no Renascença Clube todas as segundas-feiras a partir das 16h com entrada gratuita, na Rua Barão de São Francisco, 54. 

Lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro | Samba do Trabalhador | Conexão123

O Samba do Trabalhador virou reduto de grandes sambistas cariocas há cerca de 10 anos, como Martinho da Vila

Samba no Rio de Janeiro: Pedra do Sal 

O samba da Pedra do Sal tem uma história diferente dos demais. Primeiro, é preciso explicar de onde veio o nome Pedra do Sal: Na época da escravidão, o Morro da Conceição era o lugar onde as pessoas escravizadas descarregavam o sal vindo da Europa, para depois ser distribuído pela cidade. Como era um ponto conhecido, principalmente por razões econômicas, os primeiros sambistas e famílias quilombolas se encontravam no local para colocar os pandeiros em ação.

Até hoje os gêneros samba e choro convivem em harmonia nas festas que ali acontecem, especialmente as da Tia Ciata, que recebia até Pixinguinha para tocar choro na frente da sua casa, com o intuito de distrair os policiais, enquanto as batucadas aconteciam a todo vapor nos fundos. 

Além disso, o grupo promove diversas palestras sobre a história e as lutas sociais da Pedra do Sal. Já foram produzidos dois musicais de sucesso a respeito do tema: o primeiro sobre a história dos trabalhadores do local, apresentado no Teatro Rival, e outro com foco nos orixás, da religião afro-brasileira. Aliás, todo dia 2 de dezembro, quando se comemora o Dia Nacional do Samba, a Pedra do Sal vira um espaço de rituais que misturam música, devoção aos orixás e lavagem de pedras em homenagem aos antepassados. 

As rodas ocorrem às segundas, das 18h às 22h, no Largo João da Baiana, na Rua Argemiro Bulcão, com entrada gratuita.

Lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro | Pedra do Sal | Conexão123

Todo dia 2 de dezembro, quando se comemora o Dia Nacional do Samba, a Pedra do Sal vira um espaço de rituais que misturam música, devoção aos orixás e lavagem de pedras em homenagem aos antepassados

Samba no Rio de Janeiro: Mangueira 

A Mangueira pode ser considerada uma das maiores escolas de samba do Rio de Janeiro. De origem africana, carregando consigo batuques, cantorias e tradições das culturas  indígenas, do candomblé e da umbanda, sua história é um marco do samba no Brasil. 

Nomes importantes da música, como Cartola, Seu Maçu, Pedro Paquetá e Carlos Cachaça, entre outros, fundaram o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira. O nome já foi até tema de faixa do cantor Chico Buarque: “Mangueira, estação primeira”. Além dos sambas-enredo e dos desfiles exuberantes, a Mangueira adota diversas ações sociais para moradores dos morros no Rio de Janeiro. 

Para 2023 a Mangueira promete um carnaval incrível, com um trecho do samba-enredo que começa assim: “Ela que veio de longe. Ela que veio do vento, guerreando contra todo sofrimento, de quem um dia foi obrigado a traçar um novo destino além-mar. Bantu, Haussá, Gegê, Iorubá…tantas Áfricas que na Bahia vieram a aportar.”

E os ensaios já estão a todo vapor, começando sempre no Buraco Quente, na rua Saião Lobato, indo em direção à Visconde de Niterói, onde a população pode apreciar e se divertir com ensaio da escola. Normalmente, as datas e horários do ensaio são divulgadas alguns dias antes no Instagram ou na página oficial da Mangueira, então fique atento! 

Lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro | Quadra da Mangueira | Conexão123

Nomes importantes e renomados da música, como Cartola, Seu Maçu, Pedro Paquetá e Carlos Cachaça e entre outros, foram os que fundaram o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira

E se você quiser curtir e aproveitar os desfiles de carnaval da Cidade Maravilhosa, não deixe de pesquisar e saber onde se hospedar no Rio de Janeiro

E aí, gostou dos melhores lugares para curtir um samba no Rio de Janeiro? Conte com a 123milhas para garantir sua passagem aérea, hotéis, aluguel de carros e seguro-viagem!