Todos

Tem que conhecer em Goiânia

Você sabia que Goiânia é conhecida como a Capital Verde do país? Essa cidade, localizada na região Centro-Oeste, é a capital brasileira com o maior número de árvores plantadas em vias públicas. Apelidada de Gyn pelos moradores, em referência à sigla do aeroporto, pode ser sua próxima viagem! Descubra o que fazer em Goiânia neste guia da 123Milhas.

Os belos parques e amplas áreas verdes garantem o bem-estar dos moradores e visitantes nesse destino. Goiânia também tem boas opções de restaurantes e a arquitetura chama atenção. Planejada nos anos 1930, a cidade é conhecida por seus vários edifícios art déco no Centro. Sem contar que é o celeiro da música sertaneja no Brasil. Defina o melhor destino na cidade com a gente! Acompanhe:

 

Parques e jardins

 

Jardim Botânico de Goiânia

O maior parque da cidade é o Jardim Botânico, com um milhão de metros quadrados. Ele é formado por floresta semidecidual, o bioma predominante na cidade. Uma das principais atrações é a Ilha das Borboletas, um lindíssimo borboletário! 

Além disso, o parque tem três nascentes do Córrego Botafogo, que podem ser acessadas por uma trilha de 640 metros.  No entanto, por medidas de segurança, só é permitida a entrada na trilha mediante autorização do setor administrativo do parque.

O Jardim Botânico fica aberto de segunda a sábado, das 6h às 00h.

 

Parque Flamboyant

Um dos maiores parques da cidade é o Flamboyant, com 125 mil metros quadrados. Além da extensa área verde, este refúgio também tem dois lagos, pistas de corrida, ciclovias, estação de ginástica e parquinho para crianças. É muito usado para praticar esportes, fazer piqueniques, descansar e levar cachorros para passear. 

O Parque Flamboyant é um cartão postal de Goiânia, e um dos diversos espaços que proporcionam o contato com a natureza em plena capital.

 

Bosque dos Buritis

O Bosque dos Buritis é um lugar que você tem que conhecer em Goiânia! O mais antigo parque da Capital Verde, tem mais de 140 mil metros quadrados. Além da natureza rica, com três lagos artificiais, diversas espécies de árvores e plantas rasteiras e muitas aves silvestres, o bosque também é um polo cultural. Dentro dele encontramos o Museu de Arte de Goiânia e o Monumento da Paz Mundial, uma obra do artista plástico Siron Franco. 

 

Parque Vaca Brava

Outro santuário da natureza é o Parque da Vaca Brava, com quase 80 mil metros quadrados. O grande lago, pista de cooper e floresta com fauna e flora nativas são grandes atrativos. O chafariz, localizado dentro do lago, também é um ponto de destaque. 

 

Arquitetura

Que tal conhecer o maior acervo Art Déco do país? A arquitetura da cidade veio com o propósito de ser um marco na transição entre o antigo estilo colonial e o novo estilo arquitetônico moderno, sofisticado e elegante da Era Vargas.

O trajeto entre tantos edifícios dos anos 1930 pode ser realizado a pé, começando do Colégio Lyceu e indo até a Estação Ferroviária. Dentre os pontos mais famosos estão o Museu Pedro Ludovico, Teatro Goiânia, Praça Cívica e a Torre do Relógio.

O Colégio Estadual Lyceu de Goiânia também segue o padrão arquitetônico do período. A fachada reta, o pórtico na entrada principal, os pilares e os belos portões de ferro marcam o estilo Art Déco. É o primeiro colégio construído na capital de Goiás. O edifício é tão importante que foi tombado como patrimônio histórico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2003.

A antiga casa de Pedro Ludovico, político responsável pela construção da cidade, hoje é um museu. O acervo conta com documentos, objetos, biblioteca particular, vestimentas, móveis, dentre outros itens. O Museu Pedro Ludovico fica aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 14h.

Museu Pedro Ludovico. Crédito: Prefeitura de Goiânia.

O marco de construção da cidade é a Praça Cívica, primeira praça a ser construída na capital. Ela abriga diversas edificações importantes, como o Palácio das Esmeraldas, Monumento às Três Raças e Palácio Pedro Ludovico

 

Centro Cultural Oscar Niemeyer 

Além da arquitetura Art Déco, uma construção modernista chama a atenção na cidade. O Centro Cultural Oscar Niemeyer é um grande complexo, com uma praça destinada a apresentações e exposições, biblioteca, auditório, Museu de Arte Contemporânea, Palácio da Música, Monumento aos Direitos Humanos e jardim de inverno.

O estilo das construções em formas geométricas,como a estética de um prédio triangular, ganha destaque na paisagem.

Complexo Cultural Oscar Niemeyer.

Junto com Niemeyer, o conjunto também tem setores que homenageiam o ex-presidente Juscelino Kubitschek, o escritor Bernardo Élis, o pesquisador Paulo Bertran, dentre outros nomes importantes na história do estado e do Brasil.

 

Lazer

 

Parque Mutirama

O Parque Mutirama, inaugurado em 1969, está em uma área criada e planejada desde a fundação de Goiânia, na região central da cidade. É considerado o maior parque público da América Latina, o Mutirama abriga o planetário, que pertence à Universidade Federal de Goiás (UFG), e o Parque dos Dinossauros, contendo réplicas em tamanho real. 

Com mais de 21 atrações em funcionamento, entre elas, teleférico e volta ao mundo, o parque recebe também exposições de carros e outros eventos sazonais da cidade. 

Créditos: Prefeitura de Goiânia
Parque de Diversões Mutirama

Três Ilhas Acqua Park

Para famílias que querem aproveitar o verão, uma sugestão é o Três Ilhas Acqua Park. O local é dividido em três ilhas, e é daí que veio o nome. Em uma delas há um restaurante, em outra são realizados casamentos e demais eventos e, na terceira, tem um grande lago natural para pesca esportiva.

O parque funciona das 9h às 17h, e é obrigatório usar trajes de banho nas atrações aquáticas. A pesca esportiva acontece das 9h às 18h, e é proibido usar o anzol com fisga, mediante a multa de R$20* por equipamento incorreto.

O valor do ingresso ou passaporte é variado. Acesse o site para conferir mais detalhes

Aeroclube Santa Rosa

A maior pista de aeromodelismo do estado de Goiás, com mais de 200 metros de comprimento, pertence ao Aeroclube Santa Rosa e fica aproximadamente a 30 km de Goiânia.

Para os apaixonados por aviões, vale a visita! O local oferece aulas de aeromodelismo e o serviço de day use, que custa, em média, R$50.*

A estrutura das aulas é bem prática e os alunos podem usar os modelos do Aeroclube, com disponibilidade de protótipos elétricos, híbridos e à gasolina. Os alunos têm acesso tanto às aulas teóricas como práticas. Na modalidade prática, as aulas duram em média 45 minutos, com preços que variam entre R$100 a R$150*. Associados ao clube ganham descontos. 

O clube fica aberto das 9h às 18h aos finais de semana e feriados. 

 

Salto de Corumbá

Salto do Corumbá não é um destino qualquer. O principal paraíso do ecoturismo em Goiás está localizado no município de Corumbá, a 123 km de distância de Goiânia. Outros 31 km separam Salto do Corumbá da pequena cidade histórica Pirenópolis. Vale muito a pena esticar até lá.

O complexo natural abriga sete cachoeiras com lagoas, poços e grutas. Várias trilhas levam os visitantes até os atrativos do lugar, no meio da paisagem maravilhosa, repleta de muita área verde do cerrado goiano. Também dá para mergulhar nas águas do Rio Corumbá e se divertir praticando tirolesa, escalada, rapel, arvorismo, boia cross e muito mais.

Quem não dispensa água também pode se refrescar no parque aquático, com piscinas no padrão adulto e infantil, além de toboáguas. Famílias com crianças pequenas e idosos ainda podem aproveitar a fazendinha criada no espaço, alimentar e fazer carinho em vários bichos do mundo rural.

A principal queda d´água de Salto do Corumbá é a Cachoeira do Salto com 50 metros de altura.

A principal queda d´água de Salto do Corumbá é a Cachoeira do Salto com 50 metros de altura.

 

Cachoeiras de Salto do Corumbá

Os principais atrativos de Salto do Corumbá são o complexo de cachoeiras. A mais bela da região de Goiás é chamada Cachoeira do Salto, com 50 metros de altura de queda d´água que deságua num poço. Leve roupa de banho para dar um mergulho. O acesso é feito por uma caminhada de 1.600 metros de trilha considerada moderada, boa para todas as idades.

Outras atrações são a Cachoeira da Gruta, a Cachoeira da Garganta, a Cachoeira do Ouro e as Três Cachoeiras do Rasgão. A trilha para a Cachoeira do Rasgão é a mais difícil de percorrer, pois é preciso descer por várias rochas. Já a mais fácil de ser visitada é a Cachoeira do Ouro, que fica perto da sede do parque.

O ideal é reservar dois dias de passeio para quem quer conhecer toda a área. Mas é possível visitar todas as cachoeiras em um só dia, desde que a rota comece bem cedinho. Se der para visitar apenas uma delas, escolha a Cachoeira do Salto.

 

O que fazer em Salto do Corumbá

Salto do Corumbá começou a atrair visitantes pela beleza das cachoeiras e da vegetação. Mas o complexo natural ganhou estrutura completa de lazer na natureza. Dá para se divertir em várias piscinas, andar a cavalo e praticar tirolesa, escalada, rapel, arvorismo e boia cross.

Cada atividade é paga à parte e não estão incluídas no ingresso. As entradas custam a partir de R$30 para crianças e R$60 para adultos no site oficial do parque. Entre tantos atrativos e caminhada, o parque conta com restaurante que oferece deliciosa comida caseira. O buffet self-service por quilo sai a R$44,90. Quem quiser passar uma noite por lá, opte pela pousada ou pela área de camping interna de Salto do Corumbá.

 

Como chegar a Salto do Corumbá

Situado no município de Corumbá de Goiás, bem perto de Pirenópolis, quem estiver na cidade histórica basta pegar a BR-414, no sentido de Brasília, para chegar a Salto do Corumbá. Os aeroportos mais próximos do parque natural ficam em Goiânia e Brasília.

Lembre-se que os voos para Brasília costumam ser mais baratos.

Para quem vai de carro, a capital de Goiás está a 123 km de distância. O trajeto é feito pela BR-153 e continua pela BR-414. Já quem parte da capital federal, a 119 km, o acesso se dá pela BR-070 e depois pela BR-414.

 

Livrarias

Você sabia que Goiânia pode ser o paraíso dos livros? Isso mesmo! A cidade possui uma enorme variedade de livrarias para todos os gostos, acervos de novos e usados, além de livrarias delivery. Aqui separamos algumas para os apaixonados por livros não deixarem de visitar:

Livraria Palavrear

A Livraria Palavrear é um portal do conhecimento que abriga um amplo acervo, além de ser ponto de encontros literários, o que torna o local um dos principais marcos de cultura da cidade. A curadoria de títulos é criteriosa e rica, com atendimento de alto nível e a cafeteria oferece diversas opções no cardápio.

 

A Palavrear é uma livraria independente, localizada em um sobrado histórico da década de 1950, totalmente reformado para receber o público. O espaço é decorado no estilo vintage com um toque especial da natureza, e chama a atenção pela vista do pôr do sol no segundo andar. 

Mesas e cadeiras estão instaladas na parte externa no primeiro andar, onde os visitantes podem ler, conversar e até mesmo tomar um café ao ar livre. 

Livraria Opção Popular

Com mais de 20 anos de existência, a livraria Opção oferece um leque de variedades de títulos. Além da venda, ela também compra livros usados, discos de vinil, artigos antigos, sendo este o lugar perfeito para encontrar objetos raros. Alô, apaixonados por antiguidades! Quer encontrar um presente diferente? A Livraria Opção tem! 

Créditos: www.instagram.com/opcaocultural

Se você é dos que adoram andar em livrarias procurando códigos ocultos da cidade que provavelmente explicariam a história local, achou o lugar certo para garimpar esses mistérios. O estabelecimento fica no centro da cidade, e fica aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados das 8h às 13h. 

Música

Muitas pessoas conhecem Goiânia como terra de nomes importantes da música sertaneja. Muitos artistas ou duplas deste estilo musical nasceram ou formaram carreira na cidade. As duplas Zezé di Camargo & Luciano, Leandro & Leonardo, Bruno & Marrone e Chrystian & Ralf são alguns exemplos marcantes. 

Além das duplas, Gyn também marca presença no sertanejo pelo VillaMix Festival, um evento de música sertaneja que acontece desde 2011. Atualmente, o festival expandiu-se para muitas outras cidades e tipos de música, e recebeu, inclusive, artistas internacionais. 

Rock

Mas nem só de sertanejo vive o povo goianiense! A cidade também marca presença no rock independente, sendo também uma referência deste nicho. O Goiânia Noise Festival acontece na cidade desde 1995. É o maior evento de rock independente do Brasil, e recebe artistas e bandas de vários estados e países. 

 

Vida Noturna

A vida noturna é bem agitada em Goiânia. Há uma grande variedade de boates, bares, cervejarias e pubs. Além dos marcantes sertanejo e rock independente, você encontra muitas opções de todos os outros estilos musicais. 

Se você quer conhecer uma balada bem típica da cidade, uma ótima Azzure. A boate é dividida entre 14 lounges e pista, com ambiente espaçoso, sofisticado e moderno. O foco é o sertanejo, e é frequentado por muitas celebridades da região. A casa tem capacidade para receber até 1.200 pessoas, mas ainda seguindo as normas devido à Covid-19, está recebendo apenas 50% da capacidade máxima por show. 

Créditos: www.instagram.com/azzureclub

E aí, suas malas estão prontas? Não se esqueça da hospedagem, e já saiba onde você tem que ficar em Goiânia. Preparados para se apaixonarem pela recepção, cultura e culinária goiana? Planeje sua viagem agora mesmo e viva a experiência de explorar novos horizontes em Gyn!

 

*Valores em: 24 de outubro de 2021