Blog 123

LOCOMOÇÃO EM VIAGEM: QUAL MEIO DE TRANSPORTE VALE MAIS A PENA

locomoção em viagem: qual meio de transporte vale mais a pena

Se tem um assunto que sempre povoa a mente de quem planeja uma viagem – seja pelo Brasil ou para o exterior – é qual meio de transporte é mais vantajoso para a locomoção do turista. O que vale mais a pena: alugar um carro, andar de táxi, chamar carro de aplicativo ou usar o transporte público? Se você também tem essa dúvida, não deixe de ler este post sobre locomoção em viagem: qual meio de transporte vale mais a pena?

Respondemos desde já à pergunta tema deste artigo: cada opção de transporte tem suas vantagens e desvantagens e, além das preferências pessoais, é preciso levar em consideração alguns aspectos importantes que envolvem a cidade que você irá visitar.

Mas, claro, temos algumas dicas sensacionais para você levar em consideração na hora de escolher o melhor meio de transporte durante a sua próxima viagem! Vamos a elas?

Dica #1 – Distância entre os pontos turísticos e onde você estará hospedado

Os pontos turísticos do seu destino ficam próximos ou distantes entre eles? E se forem afastados, quanto tempo você planeja ficar em cada um desses lugares?

Às vezes, ficamos poucas horas em um atrativo e gastamos muito tempo na locomoção para outro ponto da cidade e, por isso, o dia pode não render tanto. Claro que, se você tirou férias mais longas e tem vários dias para curtir um só lugar, isso não será um grande problema e você pode optar pelo táxi, transporte público ou, até mesmo, conhecer a cidade a pé.

Caso contrário, alugar um carro pode ser uma boa alternativa para agilizar o transporte de um ponto ao outro. Principalmente se você está viajando com a família ou um grupo de amigos – que podem entrar na divisão do valor do aluguel do veículo e não deixar a conta pesada para ninguém.

Leve em consideração, também, a distância do local onde você estará hospedado e se há locais próximos para fazer refeições, por exemplo.

Dica #2 – Como é o transporte público no destino?

Pode ser que você queira economizar e utilizar os transportes públicos, que costumam ser mais baratos. Afinal, quem não gosta de poupar uma graninha?

Essa pode, sim, ser uma boa opção. Só é preciso verificar como funciona o transporte público no seu destino, horários, se é seguro, entre outros pontos.

Aconselhamos fazer essa pesquisa antes de embarcar, para não ter frustrações ou perder o seu precioso tempo de viagem.

Você pode pesquisar na internet em sites oficiais e verificar a opinião de outros viajantes. Alguns outros pontos importantes para levar em consideração são:

Se o transporte público chega até o ponto desejado e, se não, quanto é preciso caminhar;

De quanto em quanto tempo o ônibus/metrô/trem passa;

Qual é o primeiro e último horário disponível do dia para o transporte;

Se as linhas funcionam nos fins de semana (caso viaje nesse período) e quais são os horários de funcionamento.

Se esses fatores não estiverem de acordo com as suas necessidades ou você prefere um conforto maior, pesquise por preços em uma locadora de carros e compare os valores de táxis e aplicativos de transporte urbano.

Dica #3 – Táxis e aplicativos de transporte urbano

As tarifas de táxi podem variar de uma cidade para a outra e, muito mais, entre países. Pesquise o valor das bandeiras de táxi no seu destino e compare com o preço do aluguel de um carro e o combustível.

Os aplicativos de transporte urbano também são uma boa forma de se locomover no destino. No entanto, nem todas as cidades contam com essa facilidade.

Se o seu destino possuir essa opção, você pode utilizar a plataforma Vah (disponível para Android e iOS) para comparar as opções e ter uma ideia de preços. Observe também se há bastante carro e opiniões de quem já utilizou esse tipo de transporte no local, para se certificar de que essa é uma boa escolha.   

Outro ponto que vale a pena considerar aqui é o sentimento de segurança. Uma mulher sozinha, por exemplo, pode não se sentir confortável em andar de táxi ou Uber, por exemplo, principalmente em uma cidade desconhecida. 

Dica #4 – Tempo de permanência no destino

Alugar um carro pode ser uma boa solução quando precisamos ganhar tempo. Afinal, algumas das vantagens de se locar um veículo são a autonomia e a independência que ele te proporciona durante a viagem.

Você pode ir para qualquer lugar e nos horários que você achar melhor, sem depender das linhas de ônibus ou da disponibilidade de um táxi.

Com a agilidade que um veículo proporciona, é possível administrar melhor as horas do dia e encaixar mais atividades, caso o período no destino seja curto e haja muitos lugares para visitar.   

Dica #5 – Custos que envolvem um carro alugado

Antes de alugar um carro em viagem, é preciso lembrar que a locação em si não é o único custo do processo.

Algo que às vezes nos esquecemos de levar em consideração é o preço de estacionamentos, por exemplo. Em cidades grandes, é comum encontrar preços elevados para guardar o carro, seja no próprio hotel ou nos pontos turísticos e centro da cidade.

Para quem vai usar o veículo como transporte de viagem por um período curto, o aluguel costuma ser uma opção eficiente e econômica, principalmente em viagens a trabalho. Mas não se esqueça de conferir os preços dos pedágios na estrada!

Outro ponto importante é que em capitais, ou em cidades mais movimentadas, o fluxo de carros tende a ser maior. Ou seja, às vezes, enfrentar o trânsito e locomover-se de carro pode delongar ainda mais o trajeto.

E, é claro: o preço do combustível é essencial!

Viu só? São vários os fatores que podem influenciar na hora de escolher o melhor transporte para sua viagem. Por isso, avalie todos eles com cuidado e escolha a opção com o melhor custo-benefício para você!

E aí, quando o assunto é locomoção em viagem: qual meio de transporte vale mais a pena na sua opinião? Conta pra gente nos comentários!

Gostou? Compartilhe:

Comentários