Lugares para conhecer

O que fazer em Caraíva: as principais atrações da vila

A natureza generosa do povoado de Caraíva, o mar azul-turquesa e a brisa litorânea da Bahia tornam Caraíva um destino privilegiado. Para completar, o cenário bucólico é a essência da vila. Neste post, descubra tudo o que fazer em Caraíva.

A vila pertence à cidade de Porto Seguro, localizada a 70 km de distância, e fica ao lado de Trancoso, a apenas 36 km. Faz parte de uma reserva extrativista, sediada em uma área de proteção ambiental administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). 

Atravessar o Rio Caraíva para chegar lá a bordo de uma canoa é como entrar em um portal para o passado. Por mais que o vilarejo venha crescendo e se reafirmando cada vez mais “hype”, ele continua o mesmo. Considerada a vila mais antiga do Brasil, Caraíva vivia exclusivamente da pesca até a década de 1970. Passou a se dedicar ao turismo na segunda metade do século XX. E a comunidade faz questão de preservar suas tradições. 

Então, coloque chinelo e lanterna na bagagem, pois eles são essenciais para andar nas ruelas de areia fofa e bastante escuras à noite. As singelas casinhas multicoloridas, cercadas por árvores floridas, abrigam lojas, restaurantes e pousadas. São elas que lançam pontos de luz nas ruazinhas da vila.

Durante o dia, as belas praias cristalinas e desertas convidam a viver com calma. E o sinal fraco de internet é um convite para desligar o celular. Além de caminhar, opte por passeios de barco, de buggy ou de charrete. Carros são proibidos por lá. Dá para mergulhar no Rio Caraíva, que deixa a vila ainda mais reservada. À noite, escolha entre opções de restaurantes que servem jantar à luz de vela ou casa de forró para dançar agarradinho.  

As casinhas coloridas são um retrato da simplicidade do vilarejo.

Banho de rio

Além de dificultar o acesso ao povoado e deixar o vilarejo mais reservado, é  pelo Rio Caraíva que você tem o primeiro contato com a vila ao cruzá-lo de canoa. O valor do trajeto é baratinho: R$ 5 por pessoa.  

O rio também é um dos melhores locais para visitar. Aproveite para se banhar no fluente em meio aos mangues. A recomendação é ir ao entardecer. A água escura e gelada fica ainda mais bonita quando o sol se põe. Você também pode se divertir descendo a correnteza de boia, barco ou caiaque até o encontro do rio com o mar. 

As barraquinhas localizadas na margem do rio também oferecem aperitivos e cerveja gelada. O atendimento é caloroso. 

Praias 

Praia da Barra

A praia da Barra é uma das mais frequentadas em Caraíva.

Por ser uma comunidade ribeirinha e beira-mar, você pode tirar o dia para aproveitar o rio, o mar e até os dois ao mesmo tempo. Se a terceira opção é mais a sua cara, a Praia da Barra cai muito bem. É a que mais recebe turistas na região. Você também pode assistir ao encontro das águas do Rio Caraíva com as do mar. 

Lá a maré é baixa e o mar fica de várias cores durante o dia. Em um momento, pode estar com a água mais escura com o avanço do rio para o mar. Em outro, pode estar bem clarinha, quando o rio é tomado pela água salgada.

O melhor momento para ir à Praia da Barra é no fim da tarde. O bom é que fica só a cinco minutinhos do centro de Caraíva. E você recebe um dos presentes mais belos: a vista do pôr do sol. Aproveite para escolher sua espreguiçadeira perto de um dos quiosques disponíveis para curtir essa ocasião especial. 

Praia de Caraíva

A Praia de Caraíva é uma das mais próximas ao vilarejo.

A Praia de Caraíva é banhada apenas pelo mar. Ela é a mais central e fica no coração do vilarejo. A área é a melhor para se hospedar. Você pode ficar em piscinas curtindo a vista do mar.  

A região também agrada a quem busca um pouco mais de agito ou espera ter mais tranquilidade. Caso queira curtir uma baguncinha com música ao vivo, comidas típicas e drinks à beira-mar, você pode ir ao Bar da Praia. 

É como um anexo das dependências da Pousada Casa da Praia e funciona como Day Use e consumação à beira-mar. O horário de funcionamento é das 10h às 17h, em dias de semana, e até às 18h, em fins de semana.   

Quem quer fugir dos agitos, mas permanecer na região, com uma caminhada rápida pode alcançar partes desertas e mais reservadas da praia. 

Praia do Satu

A 3 km ao norte do vilarejo de Caraíva, conheça a Praia do Satu. Ela faz parte de uma das mais belas paisagens do local. Já viu aquelas cenas de filme com areia branquinha, falésias, piscinas naturais, coqueiros e água cristalina? Tudo isso está lá! 

A Praia do Satu é uma das regiões mais desertas e isoladas de Caraíva. É dividida por três lagoas de água doce: Satu, Luara e Mucaba. Para chegar ao local, dá pra ir andando em época de maré baixa.

Durante a maré alta, alugue uma lancha. Sai a R$ 150 por pessoa, ida e volta. Ir a pé é garantia de belas fotos na Praia do Lontra e na Praia do Camarão, que ficam no caminho. A praia tem poucos bares. 

Praia do Espelho

As águas da Praia do Espelho ficam ainda mais bonitas sob o sol.

A Praia do Espelho faz parte da lista de destinos mais bonitos do Brasil. Tanto que é cenário frequente de fotos de celebridades e influencers. A paisagem é composta de  falésias coloridas, coqueirais e piscinas naturais. Além de ótimas opções de restaurantes, quiosques e pousadas. 

O nome tinha de refletir o lugar! O mar transparente fica espelhado pelos raios solares. Tire um dia à parte para visitar a Praia do Espelho. Dá para escolher entre ir a pé pela praia, de lancha (cerca de R$ 200 por pessoa) ou sair do vilarejo e fazer o trajeto de carro ou ônibus. 

Se decidir ir a pé, carregue seu celular em 100%. Você vai querer tirar tantas fotos quanto o seu aparelho suportar. Vai começar na trilha. O destino fica na direção de Trancoso. O trajeto tem cerca de 9 km e pode ser feito em até duas horas e meia. Mas reserve umas horinhas a mais… A sequência de praias e atrativos no percurso são lindos. 

Caso escolha ir de carro, a distância é de 22 km. E é claro que a estrada é tão rústica quanto o lugar. Então dê preferência a veículos 4×4, especialmente se chover. 

Mergulho da Ponta de Corumbau

Percorra 8 km de buggy, pela faixa de areia, até a Ponta do Corumbau. A praia fica no distrito de Prado, entre Caraíva e Cumuruxatiba. São 15 km de extensão de areia fina, mar calmo e cristalino, protegido por um cinturão de corais. O difícil acesso ao local preserva sua tranquilidade. 

A Ponta do Corumbau é um dos destinos mais isolados e paradisíacos do Brasil.

Uma das atividades mais atraentes da Ponta de Corumbau é o mergulho com snorkel no recife de Itacolomi. Basta fretar um barco de passeio e, em meia hora, chega-se ao local. O mergulho é feito em piscinas naturais com a companhia de peixinhos coloridos e tartarugas. É possível avistar o Monte Pascoal (a 536 km) da perspectiva dos portugueses quando alcançaram a costa brasileira pela primeira vez. 

O horário de saída dos passeios varia com a maré. Fora de temporada, quando a região recebe menos turistas, as opções acabam ficando reduzidas pela dificuldade para formar grupos de pessoas para o passeio. E os valores aumentam, é claro. 

Igreja de São Sebastião

A Igreja de São Sebastião é uma das mais antigas do país.

São Sebastião, protetor da terra contra a guerra, fome e a peste, é o padroeiro de Caraíva. Na província há uma capela dedicada ao santo católico construída no século XVI. Ela foi feita com óleo, ossos de baleia, areia e pedras. O pequeno santuário propicia momentos de oração, reflexão e reencontro com a espiritualidade.

Em 20 de janeiro, dia do santo, Caraíva promove uma programação exclusiva em comemoração à data. Alguns bares e restaurantes podem mudar o horário de funcionamento devido às festividades. 

Forró em Caraíva

O Forró do Ouriço fica com a casa cheia, especialmente sexta e domingo.

Sossegada durante o dia, Caraíva costuma ter noites animadas. Tudo por causa do tradicional forró arrasta-pé, uma verdadeira tradição dos bares do vilarejo. Tire seu par para dançar e aproveite o embalo, pois os bailes pegam fogo por toda a madrugada. Só lembre-se de se inteirar com os nativos para saber onde será o point da vez. 

Os principais pontos geralmente são o Forró do Ouriço e o Forró do Pelé, considerados os mais “raízes” da região. Enquanto o primeiro funciona nas quartas, sextas e domingos, o segundo abre nas terças, quintas e sábados. Durante a pandemia de Covid-19, as tradicionais casas de forró estão fechadas. 

Aldeia Barra Velha

Durante sua estada em Caraíva, tire um tempinho para visitar a Aldeia Barra Velha. Fica no Parque Nacional do Monte Pascoal. Ela também é chamada de Aldeia-Mãe por ser a primeira da região. O local remonta ao descobrimento do Brasil, em 1500. Lá ainda vivem cerca de 100 famílias pataxós. Os nativos preservam práticas artesanais desde antes do período da chegada dos portugueses. 

A aldeia fica a 6 km da Praia de Caraíva. Você pode chegar até lá caminhando, de buggy ou montado a cavalo. Nas três formas, uma coisa é certa: você vislumbra belíssimos cenários durante a trajetória. Os índios pataxós celebram sua chegada com seus ritos tradicionais: dança, cânticos harmônicos e muita pintura. 

Jantar à luz de velas ou almoço na beira do mar?

Desfrute das comidas típicas do litoral baiano, como os peixes e frutos do mar, em um belíssimo jantar à luz de velas sob o brilho das estrelas. Os restaurantes de Caraíva aproveitam da simplicidade da região para deixar esse momento ainda mais charmoso.

A parte ribeirinha do distrito, na rua Sete de Setembro, é a que oferece a melhor variedade gastronômica. Outra recompensa é a bela vista do Rio Caraíva e sentir a brisa fresca da noite. 

O Bar do Porto é a junção de todas essas características: simples, aconchegante e com mesinhas à luz de vela na beira do rio. O ponto forte de lá são as massas. A pizza mais pedida é a Da Casa (R$ 85), feita com muçarela, parmesão, provolone, gorgonzola, pimenta calabresa e pimenta-doce. Ela tem uma massa bem fininha.

Por lá você também saboreia opções com frutos do mar e uma carta diversificada de vinhos e drinks. O Bar do Porto abre de segunda a sábado, das 17h às 23h. Ele fica na Rua dos Navegantes, 02. 

O charme do Bar do Porto são as mesinhas iluminadas por velas.

Ainda na beira do rio, na Rua dos Navegantes, outra ótima opção é o Jacarandá da Bahia. Abre à noite, das 18h às 22h. Então é exclusivo para jantares. Um dos pratos mais convidativos é a costela assada na cachaça. O preparo inclui melaço, cebola queimada, mostarda fermentada e pão de leite da casa com pasta de alho.

Quem prefere ficar próximo ao mar e curtir a luz do sol  pode escolher o Bar da Praia. Está a 400 metros da travessia, na rua Sete de Setembro. O bar é anexo às dependências da Pousada Casa da Praia e funciona como Day Use e consumação à beira-mar.

Outra ótima escolha é o Satu Beach Club. É o mais afastado do vilarejo e fica na Praia de Satu. A caminhada é longa, mas compensa ao final. Além de saborear deliciosos petiscos, frutos do mar e curtir a ótima estrutura do bar (e da pousada), você conhece uma das praias mais lindas e desertas de Caraíva. 

Ter essa vista durante o almoço é uma das atrações do Satu Beach Club.

Melhores épocas para visitar Caraíva

A alta-temporada de Caraíva é entre o Réveillon e o Carnaval, de janeiro a março, e nas férias de julho. O vilarejo e as praias costumam se encher de turistas do mundo inteiro por causa do calor nessas épocas. Esse período também é o menos chuvoso. 

Mas fique tranquilo: por mais que seja possível ir à praia e chover, o vilarejo continua atrativo. Tire um tempo para visitar a Igreja São Sebastião, experimentar novos sabores nos restaurantes e conhecer os souvenirs. Lá, os locais são bastante adeptos da arte.

No Canto da Duca, por exemplo, você tem a opção de comer enquanto prestigia o ateliê, com peças feitas de materiais reutilizados. A produção vem toda da criatividade e das mãos da Dona Duca, uma moradora de 86 anos. Ela também é uma artista na cozinha. É quem faz o doce Nega Maluca – uma sobremesa de cajuzinho com banana e sorvete de chocolate. O doce é um dos mais famosos de Caraíva.

Por mais que seja uma pequena comunidade com cerca de dois mil habitantes, Caraíva consegue oferecer aos visitantes diversas atrações. Aproveite a oportunidade de conhecer esse destino encantador do litoral baiano. Para saber mais sobre o vilarejo, acompanhe mais dicas sobre onde comer em Caraíva.