Lugares para comer

Onde comer em Rio Branco

Gastronomia também é história. A culinária típica de algumas regiões se relaciona intimamente com as raízes de seu povo. Os pratos e os quitutes que você vai experimentar em Rio Branco são prova (se não viva, bem fresquinha) disso. Confira nossa lista com os melhores restaurantes onde comer em Rio Branco.

A cozinha singular da capital do Acre é resultado da mistura de muitas culturas. Os ingredientes frescos da floresta amazônica; a influência da migração dos nordestinos; os toques culinários de civilizações do Peru e da Bolívia – países com os quais o estado faz fronteira – e mesmo a forte presença da comunidade árabe combinam-se em comidas saborosas e surpreendentes. Da rabada no tucupi ao quibe de arroz, veja os pratos típicos que você tem que comer em Rio Branco e onde encontrá-los.

 

Mercado Velho

O passeio ao Mercado Velho é também uma viagem gastronômica. Para isso, você precisa separar pelo menos uma refeição durante sua estadia a fim de saborear os pratos de lá. Enquanto os barzinhos e os estabelecimentos mais descontraídos ficam ao ar livre, às margens do Rio Acre, os restaurantes no interior do Mercado são uma boa pedida para o almoço. São balcões simples e bem ao estilo “raiz” mesmo.

Aberta das 6h da manhã às 5h da tarde, a Praça de Alimentação do Mercado Velho fica lotada no horário do almoço

No complexo interno, você vai encontrar diversas opções de restaurantes, como o Cantinho da Morena, onde dá pra comer pratos bem servidos por menos de R $20. Uma dica é provar o peixe mais famoso da região, o Tambaqui. Lá ele é servido com macaxeira (aipim ou mandioca) e sem espinha!

Outro prato típico que você vai encontrar em praticamente todos os restaurantes do Mercado é a Rabada no Tucupi. Sim, em Rio Branco o caldo amarelo extraído da raiz da mandioca também faz sucesso, mas, em vez de ser um ingrediente para se juntar ao pato, ele é muito apreciado com rabada e camarão. Claro, as folhas de jambu, que dão aquela sensação de dormência característica na boca, não ficam de fora da receita.

Praticamente todos os pontos gastronômicos da região oferecem a Rabada no Tucupi

Se estiver no clima para tomar uma cerveja, pode harmonizar a iguaria com uma gelada na Chopperia Ponto do Café, na parte externa do complexo. Lá você também vai encontrar petiscos, tábua de frios e até pizzas.

O clima está pedindo algo mais refrescante? Na área aberta do Mercado Velho, você vai encontrar boas opções para tomar um sorvete, ou melhor ainda: “mandar pra dentro” o açaí, um dos pratos originais da região amazônica.

Se você já ouviu falar e estranhou o fato de que no Norte as pessoas costumam consumir o alimento com pratos salgados, pode se acalmar. Em Rio Branco é fácil encontrar a delícia sendo vendida como sobremesa em muitos lugares. Os moradores costumam comprar o extrato do produto em saquinhos plásticos e bater em casa com um pouco de açúcar, mas uma tigela com confeitos e coberturas é sempre bem-vinda.

Uma sugestão é se deliciar com o açaí da H Gelato. A maior barca custa em torno de R$ 35, mas existem opções de bowls a partir dos R$ 10.

Os turistas podem aproveitar o açaí da H Gelato, no fim de tarde, às margens do Rio Acre

O Mercado fica bem na região central da cidade, na Avenida Epaminondas Jácome. Antes da pandemia, só a Praça de Alimentação do local costumava servir mais de 500 refeições por dia.

 

Mercado do Bosque

O Mercado do Bosque é o lugar da Baixaria. Calma, não estamos falando de nenhum assunto pesado aqui. Esse é o nome de um dos pratos mais amados pelos acrianos. A refeição é composta de uma base de carne moída e farinha de milho, com cheiro-verde e um ovo frito por cima.

A típica Baixaria pode levar também um pouco de vinagrete

Poderia ser um pratão de almoço, mas na verdade os moradores têm o costume de comê-lo no café da manhã. Sabe aquele lanche pós-balada? Então! Um dos points para encontrá-lo é o Mercado do Bosque, mais um desses estabelecimentos “raiz”, que fica aberto 24 horas por dia.

O local é uma galeria composta de várias lojas e conta com uma área de alimentação com uma série de restaurantes. Em todos você vai encontrar alguns dos pratos típicos da região, com preços super em conta. No Café da Toinha, por exemplo, os valores costumam ficar entre R$ 20 e R$ 30.

 

Jarude

A influência árabe marca presença na culinária de Rio Branco. Atraídos pela extração do látex, muitos sírios e libaneses imigraram para a região no século XX. Essa história também está representada na gastronomia da cidade.

Um dos restaurantes que carregam essa tradição é o Jarude. A proprietária, Nádia Jarude, é neta de um libanês e de uma índia e leva a cultura de seus antepassados aos pratos da casa. Os típicos homus, kibes, esfihas e kebabs são algumas das delícias do local. Mas por lá você também verá ingredientes muito brasileiros, como arroz, camarão e filé.

Se você quiser experimentar um pouco dessa cozinha internacional com toques tupiniquins, vai encontrar o restaurante Jarude, na região central (Rua Martiniano Prado, 88). Um pouco mais ao norte do município ficam o Café Jarude (Avenida Antônio da Rocha Viana, 1.843) e o Mrs. Jarude (Rua Fátima Maia, 1.027). As opções que servem uma pessoa geralmente ficam na casa dos R$ 40 a R$ 50, mas podem subir, dependendo dos pratos!

De variados sabores, os kebabs no Jarude costumam custar em torno de R$ 35

 

Casa do Rio Gastrobarzar

Um barzinho descontraído com clima e público jovem às margens do Rio Acre. Bem-vindo à Casa do Rio Gastrobarzar. Esse é o lugar ideal para tomar uns drinks e comer petiscos bem regionais, como o quibe de arroz e de macaxeira. Esses quitutes são mais populares que a coxinha por lá! “Culpa” dos imigrantes árabes, que, ao chegarem à região, não encontraram os ingredientes para reproduzir a massa dessa famosa iguaria. Decidiram usar o arroz e a mandioca, e o resultado virou um sucesso.

Os acarajés também estão no cardápio, assim como a maioria das refeições típicas do estado, como o Tacacá e a Rabada no Tucupi. Os pratos executivos custam entre R$ 30 e R$ 60. Além da gastronomia, outro toque regional são as exposições de alguns itens de artesanato no local, que ainda funciona como um pequeno bazar e espaço cultural.

O local abre de quarta a domingo, a partir das 14h, e tem até música ao vivo em alguns dias da semana. Fica literalmente à beira do rio que cruza a cidade, na Rua Barbosa Lima, 146, bem perto do centro e do badalado Mercado Velho.

O ambiente despojado da Casa do Rio é o cenário ideal para tomar alguns drinks e petiscar

 

Cantinho Lanche do Pastor

E lá vamos nós para mais uma história gastronômica… O prato que faz sucesso no Cantinho Lanche do Pastor é a Saltenha. A iguaria é uma espécie de pastel assado, tipo uma empanada, que pode ser recheada de sabores como carnes de boi e porco, mas a clássica é de frango com pedacinhos de batata. É um quitute típico da Bolívia; e, pela proximidade dos territórios (o estado até pertenceu aos domínios bolivianos até 1903), foi adotado pelo povo do Acre.

Em Rio Branco, você vai encontrar a Saltenha em todos os lugares, desde quiosques de esquina até restaurantes conceituados. Uma das mais famosas da capital é a do Lanche do Pastor. Abrasileirada, a delícia é frita em óleo quente e muito pedida na casa, que chega a vender mais de 500 desses salgados num dia “bom”.

Além das Saltenhas, que custam cerca de R$ 10, o local oferece uma diversidade de salgados, como pastéis, coxinhas e kibes, com valores que variam de R$ 7 a R$ 25, dependendo dos sabores escolhidos. O Cantinho fica ao lado do Mercado Velho e abre de segunda a sexta-feira.

 

O Acre foi o primeiro estado do Brasil a reproduzir o lanche típico da Bolívia

 

Royal Gastrobar

O Royal Gastrobar é ideal para passeios românticos ou para quem está buscando um espaço mais sofisticado. Com decoração clássica e estilo moderno, a casa é especializada em frutos do mar. Há até mesmo um rodízio de peixes e camarão, para os que querem provar um pouco de tudo. A opção custa por volta de R$ 90 por pessoa e é oferecida em determinados horários e dias da semana.

Os drinks do bar também fazem sucesso e têm apresentações super caprichadas. Para quem prefere um bom vinho, a carta do local é variada e cheia de alternativas para harmonizar com os pratos.

O ambiente é tranquilo e bem localizado, a poucos quilômetros do centro histórico da cidade, na Avenida Getúlio Vargas, 1.832. O estabelecimento abre de quinta a sábado para o jantar, a partir das 19h. O almoço é servido, aos sábados e domingos, das 11h às 15h.

Pratos sofisticados e bons vinhos não faltam no menu do Royal Gastrobar

Ingredientes frescos, culinária peculiar e cheia de identidade marcam a gastronomia da capital do Acre. Agora que já sabe onde comer em Rio Branco, a 123milhas te ajuda a encontrar onde se hospedar na cidade!