Todos

Setor de turismo no Brasil acena com otimismo após pandemia

Com o fim das restrições impostas na pandemia de Covid-19 e a volta da circulação de pessoas, o setor de turismo no Brasil começa a apresentar sinais de recuperação. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o faturamento das atividades turísticas já se aproxima dos níveis verificados antes da crise sanitária.

A taxa de ocupação dos hotéis no feriado de Corpus Christi é mais um sinal de retomada da economia como um todo e do segmento turístico em particular. 

Confira a seguir os dados apresentados na análise da CNC.

 

Você vai ler sobre


Setor de turismo tem crescimento no faturamento

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revisou suas projeções para cima e estimou crescimento para o setor de turismo nacional em 2022. De acordo com a entidade, o faturamento do segmento está prestes a alcançar os níveis pré-pandemia. 

A análise da CNC foi baseada nos dados divulgados em 14 de junho pela Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ela mostra que no terceiro trimestre deste ano o volume de receitas das atividades turísticas deve alcançar o nível apurado em fevereiro de 2020, encerrando com alta de 2,8% em relação a 2021.

Outro dado positivo da pesquisa diz respeito à criação de empregos formais. A diminuição repentina do fluxo de viajantes se traduziu em perda de postos de trabalho: foram mais de 500 mil demissões, o que equivale a 15% da força de trabalho do setor. Desde maio do ano passado, no entanto, o saldo mensal, entre admissões e desligamentos, tem sido positivo, com a criação de 290 mil vagas. Com destaque para bares e restaurantes (220 mil) e serviços de hospedagem (60 mil).

Todos os estados onde o indicador é apurado mostraram avanço nos serviços voltados ao turismo. Minas Gerais (132,7%), Bahia (105,7%), Rio Grande do Sul (105,4%) e São Paulo (82,4%) obtiveram os melhores resultados.

Para Hedel Dias, gerente de produtos, hotéis e pacotes da 123milhas, o maior e-commerce de turismo do Brasil, o momento é bom para o setor e exige investimentos para avançar. 

Nós da 123milhas fazemos um trabalho incansável na busca por novos produtos, novas maneiras e novas tendências no mercado de turismo. Nossa retomada se deu bem antes do fim da pandemia, justamente por acreditarmos que ‘Viajar é pra todos’, e que precisamos dar condições para os viajantes realizarem seus sonhos.

Setor de Turismo no Brasil | Rede hoteleira | Conexão123

Rede hoteleira se anima com o feriado de Corpus Christi

 

“A honestidade, a simplicidade e a busca da melhor condição para o nosso cliente são valores inegociáveis da 123milhas. Utilizando a tecnologia como aliada, estamos trabalhando no desenvolvimento e diversificação do nosso portfólio, para que o turismo possa se desenvolver cada vez mais”, finaliza Hedel Dias.

 

Feriado de Corpus Christi anima rede hoteleira

Com o fim das restrições da pandemia, as pessoas estão ávidas por viajar. E a boa ocupação dos hotéis durante os feriados confirma o otimismo do setor de turismo em relação à retomada das atividades. 

A busca por hotéis no feriado de Corpus Christi quase atingiu a capacidade máxima.

“Este é um feriado historicamente de muita procura. Resorts com programação para toda a família e hotéis em cidades com festas temáticas tendem a ser os mais procurados”, afirma Alexandre Sampaio, presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação.

A expectativa é de 80% de ocupação dos hotéis durante o feriado prolongado, segundo a FBHA. Nos pontos turísticos mais requisitados, como a Serra Gaúcha, esse índice alcança 90%. 

Um nicho que também se destaca nesse cenário de recuperação do setor de turismo é o das viagens corporativas, que faturou R$ 869 milhões, somente em março de 2022. Serviços aéreos, com R$ 576 milhões, hotéis, com R$ 225 milhões, e aluguel de carros, com R$ 26 milhões, perfazem o número.