Guia turístico

Singularidade da culinária de Belo Horizonte

A singularidade da culinária de Belo Horizonte é um dos maiores atrativos turísticos da capital mineira. Não é à toa que Beagá ganhou o título de Cidade Criativa da Gastronomia da UNESCO. Apenas outras três cidades brasileiras detêm essa qualificação: Florianópolis (SC), Belém (PA) e Paraty (RJ). 

O queijo pode acompanhar goiabada ou doce de leite de Minas Gerais.

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO foi criada em 2004 com o objetivo de promover a cooperação entre cidades que têm a criatividade como princípio estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. Além da gastronomia, a iniciativa também contempla artesanato e artes folclóricas, design, cinema, literatura, música e arte midiática. 

Feijão tropeiro é um dos pratos mineiros mais famosos.

A autenticidade da culinária mineira impulsiona o crescimento socioeconômico da cidade e permite que os saberes e os sabores do povo marquem presença na cultura de BH. 

A gastronomia de Minas tem influência indígena, africana e portuguesa, mas, a partir do século XVIII, desenvolveu suas próprias técnicas e preparos únicos. O uso dos ingredientes mais comuns na região como feijão, milho, mandioca e derivados, folhagens, leite e tubérculos unidos à criatividade criaram receitas e combinações originais. Os conhecimentos foram passados de geração em geração e compõem os costumes dos mineiros. 

 

Mercado Central

O Mercado Central é um dos pontos mais importantes em qualquer roteiro para BH e participa ativamente da vida dos moradores da capital. É um lugar de história, tradições e características únicas, que abraçam a individualidade da culinária e cultura da cidade.  

O queijo de Minas é considerado patrimônio cultural brasileiro.

Fígado acebolado com jiló, feijão tropeiro, linguiça artesanal, pão de queijo, broa, biscoitos caseiros, café, goiabada, doce de leite, queijo e cachaça são alguns dos quitutes famosos dos boxes. Não vá de barriga cheia e aproveite para experimentar várias delícias. 

Pão de queijo e broa são quitutes imperdíveis de BH.

O Mercado Central abre todos os dias da semana. De segunda a sábado, das 8h às 18h. Aos domingos e feriados, das 8h às 13h. 

 

Capital Mundial dos Botecos

Belo Horizonte é conhecida como a Capital Mundial dos Botecos e já foi citada com o título até pelo jornal The New York Times. O título surgiu por ser a cidade brasileira com maior número de bares per capita

Os tira-gostos podem ser acompanhados de cachaça.

Ir a um boteco para tomar uma cerveja gelada e comer petiscos, jogar conversa fora com os amigos ou assistir ao jogo do time do coração faz parte da cultura dos belorizontinos. Se você perguntar a um morador, ele certamente terá alguns para te indicar. A vida noturna é um dos grandes charmes do destino.

 

Festivais gastronômicos

 

Comida di Buteco

Um dos destaques da potência gastronômica de Belo Horizonte é o Comida di Buteco. O concurso foi lançado em 2000 e propõe que os bares da cidade criem um tira-gosto especialmente para a ocasião, usando um ingrediente escolhido pela organização. 

A temperatura das bebidas é um critério analisado no Comida di Buteco.

Além do petisco também avalia-se o atendimento, temperatura da bebida e higiene. Uma equipe de jurados e o público participam da votação para eleger o melhor boteco da cidade

O evento é realizado anualmente e tem duração de um mês. 

Atualmente, o Comida di Buteco acontece em 20 cidades do Brasil. 

 

Bar em Bar

Outro festival que celebra a cultura dos botecos é o Bar em Bar, que teve sua 15ª edição em 2021. A partir de um tema previamente definido, os estabelecimentos participantes devem criar um petisco que represente a especialidade da casa. 

O evento é promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e acontece em 18 estados e 50 cidades do país. Além de estimular que as pessoas frequentem os bares dos municípios, o Bar em Bar também estimula a produção e economia local e valoriza o patrimônio

 

Brasil Sabor

O Brasil Sabor também foi criado pela Abrasel e teve sua 15ª edição em 2015. Mas, diferentemente do Comida di Buteco e do Bar em Bar, que são focados nos petiscos, esse festival direciona-se para refeições de forma geral. Participam do evento pratos principais, hambúrgueres, pizzas, carnes, tira-gostos e outras variedades do menu. O importante é que a comida criada siga o estilo gastronômico do estabelecimento. 

O Brasil Sabor acontece em 12 estados, no Distrito Federal e em 85 cidades. 

 

Chefs renomados

Claro que, com a deliciosa gastronomia, BH conta com chefs renomados. Um dos mais notórios é Leonardo Paixão, proprietário de cinco restaurantes na capital mineira e jurado do programa Mestre do Sabor da Rede Globo.

Leo Paixão une a tradicional cozinha de Minas com a alta gastronomia francesa, com graduação em Paris. O resultado é a chamada Nova Cozinha Mineira, com pratos sofisticados, autorais e baseados nas receitas típicas do estado. 

O Glouton se destaca pela alta gastronomia.

O primeiro restaurante inaugurado pelo chef foi o Glouton, que segue o estilo da culinária sofisticada. Trabalha com menu degustação único com snacks, entradas, pratos principais e sobremesas. Tudo é servido numa ordem específica e por etapas. 

O Nicolau Bar da Esquina tem a proposta de popularizar a alta gastronomia, com releituras criativas de pratos mineiros de forma mais acessível. Outro empreendimento é o Ninita, um restaurante italiano com o “pé na roça”. O nome é uma homenagem à bisavó de Leo Paixão, descendente de italianos, confeiteira e cozinheira. 

O Nicolau Bar da Esquina é o restaurante mais despojado de Léo Paixão.

O Nico Sanduíches é especializado em hambúrgueres, num estilo de fast-food com um quê de sofisticação. Um dos diferenciais é o pão de rosca usado nos lanches, cujo sabor adocicado contrasta com a carne, queijo e temperos. 

A Pizzeria Popolare também segue a ideia de popularizar a culinária, porém direcionada para as pizzas artesanais italianas. O preparo segue o estilo da longa fermentação, com massa leve e porção individual. 

A Pizzeria Popolare serve pizzas artesanais italianas.

Inclua um ou mais restaurantes do Leo Paixão em seu roteiro por BH e experimente a nova e autoral comida mineira

Deu vontade de viajar para explorar toda a singularidade da culinária de Belo Horizonte? Confira passagens pelos melhores preços e embarque para este destino tão especial e que também é a casa da 123milhas