Blog 123

TUDO SOBRE VIAJAR DE AVIÃO PELA PRIMEIRA VEZ

tudo sobre viajar de avião pela primeira vez

Que viajar de avião já deixou, há muito tempo, de ser algo acessível apenas à parcela mais rica da população, todos sabemos. O meio de transporte popularizou-se em todo o mundo nos anos 90/2000 e, atualmente, transporta milhões de pessoas pelos ares. Ainda assim, não é difícil encontrar entre seus conhecidos alguém que nunca entrou em um avião, tanto por não ter o costume de viajar ou por não ter tido ainda a oportunidade. E, se um dia essa hora chega, são diversas dúvidas que povoam a mente de um passageiro de avião de “primeira viagem”, ou melhor, de primeiro voo. Por isso, neste artigo aprenda tudo sobre viajar de avião pela primeira vez.

Primeiro: calma!

É bem verdade que para quem vai voar de avião pela primeira vez, essa experiência pode parecer assustadora. São vários detalhes para prestar atenção e, com sinceridade, inúmeras formas de tudo dar errado, então é fácil entender o nervosismo de quem não tem tanta prática no assunto.

Se esse é o seu caso, saiba desde já que pegar um avião não é nenhum bicho de sete cabeças. É um processo simples e, com algumas poucas diferenças entre destinos nacionais e internacionais, funciona da mesma forma no mundo inteiro. Depois de um ou dois voos você já vai ter pego o jeito.

Para te ajudar, neste post, vamos te explicar tudo sobre viajar de avião pela primeira vez. Desde os termos mais comuns usados nessa situação, até um passo de o que fazer quando chegar ao aeroporto, como embarcar e desembarcar. Partiu?

O que é e como fazer check-in 

O check-in é uma forma de avisar a companhia aérea de que você realmente vai embarcar no voo. É assim que os funcionários sabem quantas malas esperar, quantas pessoas realmente vão estar a bordo, a quantidade de comida (caso seja fornecida) que deve ser carregada no avião, quais passageiros chamar no microfone caso eles não estejam na aeronave no horário correto, etc.

O check-in pode ser feito de várias formas. Conheça todas elas com antecedência.

Escala e conexão

Dependendo da sua cidade de origem, pode ser que não exista um voo direto para o destino que você quer ir. Para resolver esse problema, você vai ter que parar em uma ou mais cidades no caminho.

Cada uma dessas paradas é chamada de escala ou conexão. No geral, o termo é usado de maneira livre, mas uma escala significa apenas que o avião vai pousar para desembarque e embarque de outros passageiros, e você vai continuar no seu assento esperando. Em uma conexão, você precisa sair da aeronave e seguir para um novo avião.

Caso a sua passagem inclua uma conexão, preste atenção se não vai ser preciso trocar de aeroporto. Algumas vezes, quando uma cidade tem mais de um aeroporto, você vai chegar em um e embarcar em outro.

Se esse for o caso, verifique se existe tempo hábil para fazer o deslocamento. Normalmente as próprias cias aéreas oferecem serviço de ônibus gratuito que faz o trajeto entre os aeroportos.

O que é uma companhia aérea parceira (Codeshare)

Muitas empresas de aviação fazem parceria umas com as outras, de forma a atender um número maior de destinos e oferecer mais vantagens para seus passageiros frequentes. Se você for comprar um bilhete aéreo operado pela LATAM, por exemplo, que é parceira da American Airlines (AA), pode ser que seu trecho de São Paulo a Dallas seja feito com a LATAM, e o trecho seguinte até Nova York seja feito pela AA.

Franquia de bagagem

A franquia é a quantidade de malas (de mão e despachada) que você pode levar sem custos extras. Atualmente, não existe nenhuma lei garantindo que as passagens incluam a franquia e a maioria das empresas cobra esse serviço a parte para itens que serão despachados.

No Brasil, as companhias aéreas permitem que você leve uma mala de até 10 quilos dentro da cabine da aeronave (sem despachar), além de um objeto pessoal (como uma bolsa) para colocar debaixo do assento à sua frente. Esse não é sempre o caso para cias internacionais.

Os tamanhos para as malas (tanto de mão quanto as que irão no porão da aeronave) também variam de acordo com a empresa, e o ideal é verificar as medidas nos sites oficiais.

Conheça as regras atuais aqui.

Documentação

Para voos nacionais é preciso um documento de identificação válido com foto, podendo ser o RG (preferencialmente com foto atual e com menos de 10 anos de expedição), carteira de motorista, carteira de trabalho ou passaporte.

Para destinos internacionais os documentos necessários variam. Para países que fazem parte do Mercosul, apenas a identidade (com menos de 10 anos) é suficiente. Para os restantes é obrigatório passaporte, e, dependendo do país, pode ser preciso que ele seja válido por mais 6 meses antes de vencer. Também pode ser necessário um visto (documento que te autoriza a visitar um país), e em alguns casos comprovante internacional de vacinação.

Com exceção da vacina, que geralmente pode ser providenciada rapidamente, o ideal é reunir a documentação antes de comprar as passagens. Dependendo do país, no entanto, é possível que o processo para tirar visto exija que você já tenha comprado a parte aérea da viagem.

Hora do voo

Como mencionamos, a rotina para voar de avião é praticamente a mesma em qualquer lugar do mundo. Listamos o passo a passo do que você deve fazer, mas esses passos podem variar dependendo de alguns detalhes como check in antecipado e despacho de bagagens.

#1 Chegada ao aeroporto

O recomendado é chegar duas horas antes ao aeroporto para voos nacionais, e de três a quatro horas antes para os internacionais. O segundo caso precisa de mais tempo pois você vai passar pelo controle de passaporte (ou RG), além de o processo de raio-x ser mais detalhado.

Se você fez check-in com antecedência e não vai despachar mala, pode chegar um pouco depois.

#2 Faça o check-in

Escolha uma das opções oferecidas pela companhia aérea que irá operar o seu voo e realize o check-in com antecedência. 

#3 Despache a bagagem (caso tenha)

Se for despachar alguma mala, dirija-se ao balcão da cia aérea. Normalmente existe uma fila específica apenas para quem já fez check-in e quer apenas deixar a mala. Nessa hora será preciso mostrar sua passagem e documento de identidade.

Mesmo que você tenha feito check-in online, é possível despachar nessa fila normalmente.

Se for fazer o check-in no balcão, é provável que eles cuidem do despacho de bagagem no mesmo momento.

#4 Embarque e raio-x

Depois do processo de check-in e bagagem, é hora de se dirigir ao portão de embarque. Caso falte muito tempo para o seu voo, você pode ficar andando pelo aeroporto para se distrair.

Para acessar a área de embarque, só é necessário apresentar a passagem. Em alguns aeroportos funcionários escaneiam e liberam sua entrada, enquanto nos mais modernos esse processo é feito por máquinas, sendo necessário apenas virar o código de barras para o leitor.

Em seguida, você passará pelo raio-x, que irá te escanear e verificar o conteúdo da sua bagagem de mão. Se estiver levando um notebook, é necessário retirá-lo da mochila ou bolsa e colocá-lo na bandeja separadamente. Em alguns casos, pode ser necessário tirar os sapatos, cintos e casacos.

As restrições para bagagem de mão variam entre destinos nacionais e internacionais, mas no geral nesse segundo você não pode levar líquidos em embalagens maiores do que 100ml. Outros produtos dessa consistência devem estar dentro de embalagens transparentes. No site da ANAC você encontra todas as restrições.

#5 Controle de passaporte

Se seu destino for para fora do Brasil, depois (ou até antes) do raio-x você passará pelo controle de passaporte.

Dependendo do aeroporto pode ser que você passe por um funcionário, mas, normalmente, ele só pergunta para onde você está indo. Caso seu passaporte seja o mais atual, é possível que você só precise escaneá-lo em uma máquina e tirar uma foto para comprovar que era você mesmo.

Se estiver com crianças desacompanhadas de um dos pais, será necessário apresentar as autorizações caso elas não estejam já no passaporte.

#6 Portão e embarque

Agora é hora de seguir para o seu portão e aguardar o embarque. O número deve estar escrito na sua passagem, mas em aeroportos grandes mudanças são frequentes, por isso é melhor se guiar pelo que está escrito nos painéis de informação.

Se seu destino for internacional, também é nessa hora que você irá passar no free shop (loja com produtos sem impostos). 

No portão, fique atento aos avisos  nos painéis e dos funcionários (às vezes os portões mudam) e aos tipos de fila. É comum elas estarem separadas por prioridade e por fileiras de assentos. O embarque também pode ser realizado por grupos, e se for o caso essa informação também estará na passagem. Para entrar no avião é preciso apresentar seu ticket junto com um documento válido.

Dentro do avião não existe muito mistério. No geral, você vai passar a maior parte do seu tempo sentado curtindo alguma opção de entretenimento (séries, livros, música), dormindo ou conversando com outros passageiros.

Sendo assim, se você nunca viajou pelos ares, agora já está por dentro de tudo o que você precisa saber sobre viajar de avião pela primeira vez, né? Mas, se ainda tiver dúvidas, é só chamar a gente nos comentários!

E quando for comprar seus voos, encontre-os sempre com até 50% de desconto aqui, na 123Milhas!

Gostou? Compartilhe:

Comentários