Lugares para conhecer

Aniversário de Santos: três curiosidades sobre a cidade

O aniversário de Santos é celebrado no dia 26 de janeiro. Em 2023, a cidade do estado de São Paulo completa 477 anos de história. Brindado por praias de águas calmas, o município também oferece toda a comodidade de uma importante metrópole. 

Com cerca de 400 mil habitantes, é considerada a maior cidade do litoral paulista, e fica a cerca de 73 km da capital. Quer saber mais curiosidades sobre Santos? Confira no Conexão123!

Você vai ler sobre

História de Santos

A história de Santos começou no ano de 1532, quando Brás Cubas, fundador da cidade, chegou ao Brasil. Ele adquiriu as terras de Jurubatuba e de Enguaguaçu, onde já existia uma igreja no Outeiro de Santa Catarina. Brás Cubas construiu sua residência ao lado do Outeiro, na década seguinte à sua chegada. 

Assim, Santos é um dos poucos municípios brasileiros sobre o qual se sabe exatamente seu ponto de fundação: o Outeiro de Santa Catarina, no Centro. Na rocha ainda existente, uma placa indica como início da povoação o ano de 1543.

Santos foi elevada à categoria de Vila em 1546 e, em 1839, tornou-se, efetivamente, uma cidade. 

Três curiosidades sobre a cidade 

Para comemorar os 477 anos de Santos, nada melhor do que lembrar e conhecer curiosidades sobre a cidade, tão amada por quem mora e tão especial para quem visita.

O Conexão123 elencou algumas curiosidades sobre Santos. Bora conhecer? 

Pioneirismo no surfe

Poucos sabem, mas a cidade de Santos foi pioneira no país quanto à prática do surfe. Em 1938 o norte-americano Thomas Rittscher, que se mudou para o Brasil em 1930, tornou-se a primeira pessoa a praticar surfe no país, em uma praia da cidade.

Para alcançar tal feito, Rittscher construiu sua própria prancha de surfe, à qual deu o nome de “Blake” – em referência a Tom Blake, lenda do surfe mundial. Tom Blake escreveu um artigo para a revista “Popular Mechanics”, ensinando como confeccionar o objeto, inspirando o norte-americano Thomas Rittscher.

Também foi em Santos que surfou, ainda em 1938, o primeiro brasileiro: Osmar Gonçalves. Com alguns amigos, ele construiu a primeira prancha autenticamente brasileira, com a colaboração do engenheiro naval Júlio Putz, e a “estreou’’ na Praia do Gonzaga.

Santos também é a primeira cidade do país a ter uma escola pública de surfe, inaugurada em 1992, além de contar com vários outros programas inovadores: Omelca, para crianças com deficiências intelectuais, Surfe para a terceira idade, Surfe para pessoas com deficiências visuais, Cine Surfe e Surfe Noturno. 

Em 2008, Santos entrou no Guiness Book, o livro dos recordes, ao colocar 100 surfistas em pé na mesma onda.

Se você quer se aventurar no esporte, confira as melhores praias de Santos para surfar:

  • Praia do José Menino 

Situada na divisa entre Santos e São Vicente, essa praia conta com uma arquibancada, montada no emissário, para acompanhar campeonatos de surfe. Geralmente, seu mar é agitado. 

Pioneirismo no surfe | Praia do José Menino | Conexão123

Praia do José Menino – Santos-SP

  • Praia do Boqueirão 

Localizada entre os canais 3 e 4, ela tem como principal característica a feira livre, que ocorre aos fins de semana. Com ondas gordas, o mar é bom para o surfe.

  • Praia do Embaré 

Queridinha dos surfistas, ela fica localizada entre os canais 4 e 5. A praia é ótima para se terminar um dia com surfe. Quem quiser apenas fazer companhia aos atletas pode aproveitar os quiosques, com várias opções de lanches.

Santos popularizou a caipirinha 

Cachaça, limão, gelo e açúcar se misturam e se tornam o drinque mais famoso do Brasil. A caipirinha tornou-se presença indispensável nos dias de calor na orla santista. 

Foi na década de 50 que o drinque ganhou popularidade na praia de Santos. Consumida principalmente pelos turistas, virou bebida de praia. 

A difusão da caipirinha é fácil de entender quando se descobre que, entre as décadas de 50 e 60, a cidade era o local perfeito para a disseminação de novidades. Lá viviam figuras ilustres, como Gilberto Mendes, Plínio Marcos e Mário Covas. Não demorou para a caipirinha sair dos becos e chegar a estabelecimentos sofisticados, como A Balneária, Boa Vista, Olympia e Gáudio.

A mistura fez tanto sucesso em Santos que algumas pessoas a consideram uma invenção da cidade. A ligação se dá por um fato simples: o primeiro engenho de açúcar brasileiro ficava no bairro Morro da Nova Cintra. E para ter cachaça é preciso ter cana-de-açúcar.

Santos criou a caipirinha | Caipirinha | Conexão123

Cachaça, limão, gelo e açúcar se misturam no drink mais famoso do Brasil | Foto: Divulgação

Confira alguns lugares em Santos para comer com vista para o mar e apreciar uma bela caipirinha:

  • Hiná Fish &Lounge 

Onde: Av. Alm. Saldanha da Gama, 44, Ponta da Praia

Restaurante especializado em frutos do mar. Recomendamos a porção de isca de peixe, que pode ser compartilhada com 2 pessoas! 

  • Esquina do Chopp 

Onde: Av. Vicente de Carvalho, 54, Gonzaga 

Ponto de encontro relaxado com cervejas e comida de boteco, além de música ao vivo, futebol e vista para o mar. 

  • Restaurante Olímpia 

Onde: Av. Pres Wilson, 92, José Menino 

Restaurante tradicional de Santos, recomendamos os frutos do mar, que são extremamente frescos! A caipirinha de lá é a bebida mais pedida do cardápio.

Wall Street do café 

Queridinha dos santistas, a rua XV de Novembro já foi considerada a Wall Street brasileira, tamanha sua importância para a economia da cidade e do país. 

São cinco quarteirões, desde a Praça dos Andradas até a Praça Barão do Rio Branco, por onde passavam as figuras mais abastadas de Santos, fazendo as negociações internacionais do café. 

Inicialmente batizada como Rua Direita, ainda no período colonial, foi ali que nasceu um dos heróis santistas, José Bonifácio de Andrada da Silva, e também era ali que ficavam os mais importantes escritórios, bancos e casas comerciais da cidade. 

Com a Proclamação da República, a via foi rebatizada homenageando a data  que prometia novos tempos aos brasileiros. Porém, em 1929, com a quebra da Bolsa de Nova York, o comércio do café amargou intensa queda e a rua XV de Novembro passou a viver tempos difíceis, agravados com o estouro da Segunda Guerra Mundial. 

No fim dos anos 1990 a “Wall Street brasileira” — e santista — ganhou novo fôlego, com uma revitalização estética que trouxe de volta o charme de outrora. 

A quinta associação comercial mais antiga do Brasil, a Associação Comercial de Santos, ainda funciona nesse endereço, onde também está a Construtora Phoenix, na suntuosa edificação antes sede do Banco Italiano e Bolsa Oficial do Café, um dos pontos turísticos mais visitados da cidade. 

Bolsa do Café, ou o Palácio da Bolsa Oficial do Café, foi um centro de negociação, no centro histórico do município de Santos. Após um restauro realizado em 1998, o palácio foi reinaugurado como museu, com o objetivo de preservar e divulgar a história do café no Brasil e no mundo.

  • Os ingressos para visitação no Museu do Café custam R$ 10,00. Estudantes e pessoas de terceira idade pagam meia-entrada. Funcionários da rede pública do estado de São Paulo são isentos. 
  • Aos sábados, a visitação é gratuita.
  • Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h

Mais do que principal responsável pela preservação da história do café, o museu também é referência na comercialização do produto por meio de sua cafeteria. Inaugurada em 2000, a cafeteria do museu possui em seu cardápio diversas opções de bebidas que têm o café como ingrediente principal. Além disso, conta com grande variedade de grãos, produzidos em diferentes regiões do Brasil, à disposição dos visitantes para apreciar na hora ou levar para casa. 

Wall Street do Café | Museu do Café em Santos | Conexão123

Entre objetos e documentos que formam seu acervo é possível perceber como a evolução da cafeicultura e o desenvolvimento político, econômico e cultural do país estão intimamente ligados

Gostou de conhecer as curiosidades da cidade de Santos? Que tal conferi-las de pertinho? A 123milhas acredita que viajar é pra todos e tem por missão oferecer a seus clientes os melhores preços para hotéis, pacotes de viagem, passagens aéreas e de ônibus e aluguel de carros.