Lifestyle

Bibliotecas antigas para conhecer no Sudeste brasileiro

Mais que apenas livros, as bibliotecas carregam documentos, fatos, informações e muita história. Visitar esses espaços culturais pode proporcionar momentos únicos, além de ser um atrativo turístico rico em conhecimento. Descubra três bibliotecas antigas para conhecer na região Sudeste do Brasil. 

 

Você vai ler sobre


Bibliotecas antigas: patrimônio histórico-cultural no Brasil

O Brasil é berço de diversos atrativos turísticos e históricos. As bibliotecas antigas também integram parte da formação cultural brasileira. Além de encantarem os visitantes com suas belíssimas estruturas arquitetônicas, os acervos guardam conhecimentos únicos e pesquisas científicas de suma importância. 

Aos viajantes que amam livros e histórias, as bibliotecas seculares do país podem ser uma ótima oportunidade de turismo e fonte de aprendizagem. Exemplares raros, manuscritos, mapas e muito mais compõem a visita por esses espaços culturais. 

O Conexão123 separou três bibliotecas antigas no Sudeste brasileiro para você conhecer e incluir no roteiro de viagem. 

Descubra bibliotecas antigas no sudeste do Brasil | Biblioteca Nacional RJ | Conexão123

A Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, é uma das dez maiores bibliotecas públicas do mundo, de acordo com classificação da UNESCO

 

Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro (RJ)

Considerada uma das dez maiores bibliotecas públicas do mundo pela UNESCO, a Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, conta com mais de 10 milhões de itens. A história do espaço teve início com a primeira coleção de livros a partir de 1755. O objetivo da construção era substituir a Livraria Real, que continha as coleções dos reis portugueses D. João I e D. Duarte, e foi consumida por um incêndio causado por um terremoto em Lisboa.

Já em 1808, cerca de 60 mil novas peças, entre mapas, livros, manuscritos e medalhas, foram trazidos com D. João VI e sua corte, quando fugiram da invasão napoleônica. 

Após séculos de doações e devoluções de itens à Portugal, hoje a instituição é considerada a maior da América Latina. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 12h às 16h. Além disso, o visitante pode conhecer os salões de leitura e pesquisa, mediante agendamento pelo site, às segundas, quartas e sextas-feiras, às 13h, 14h e 15h. 

Confira também o turismo em RJ: Guia de Viagem para o Rio de Janeiro.

 

Biblioteca Mário de Andrade, São Paulo (SP)

Muito além de um espaço de leitura, a Biblioteca Mário de Andrade, localizada no centro da cidade de São Paulo, é um ambiente de preservação de memórias. Uma das mais importantes do país, foi fundada em 1925 como Biblioteca de São Paulo. 

O primeiro acervo era composto por obras que pertenciam à Câmara Municipal. Porém, a partir de 1937, foi incorporada à Biblioteca Pública do Estado, o que resultou no crescimento das coleções e também na mudança para o atual edifício. Projetado pelo arquiteto francês Jacques Pilon, o prédio é considerado um marco para a arquitetura moderna de São Paulo. Após as transformações, em 1960 ganhou o nome Biblioteca Mário de Andrade.

Entre 2007 e 2010, o local passou por uma reforma e modernização dos mobiliários. Em 2011 foi reinaugurada e passou a disponibilizar ao público objetos raros, livros especiais e muito mais. O espaço abre diariamente, das 10h às 18h.

Aproveite a oportunidade e conheça o estado de São Paulo! 

Descubra bibliotecas antigas no sudeste do Brasil | Biblioteca Pública Estadual Luiz Bessa (MG) | Conexão123

A Biblioteca Pública Estadual Luiz Bessa carrega muita história em mais de seis décadas e tem um acervo repleto de itens culturais

 

Biblioteca Luiz de Bessa, Belo Horizonte (MG)

Projetada originalmente pelo arquiteto Oscar Niemeyer, a Biblioteca Luiz de Bessa foi criada pelo governador Juscelino Kubitschek, em 1954. O nome do espaço é uma homenagem ao professor, jornalista e intelectual Antônio Luiz de Bessa, nascido em Portugal. Em 1961, a biblioteca passou a ocupar o prédio atual, na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. 

O acervo do espaço é composto por mais de 570 mil exemplares, conta com mais de 100 mil associados e recebe, anualmente, cerca de 300 mil visitantes. Aliás, a instituição integra o Circuito Cultural da Praça da Liberdade. 

Após mais de seis décadas, a biblioteca pública reúne itens bibliográficos e audiovisuais, além de contribuir com a acessibilidade através de materiais em braille. É possível visitar o ambiente cultural de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. Importante ressaltar que alguns espaços necessitam de agendamento prévio. 

Se você está pensando em viajar para BH, descubra onde se hospedar em Belo Horizonte: os melhores hotéis. 

Gostou dessa pequena viagem histórica e cultural? 

Se você deseja conhecer mais a fundo esses lugares tão importantes para a história do país, conte com a 123milhas para programar sua viagem!