Guia turístico

Destinos europeus para cada época do ano

Durante o planejamento de uma viagem muitas pessoas se deparam com a seguinte questão: qual é a melhor estação do ano para visitar a Europa? A data depende do seu orçamento, países que pretende conhecer e quais roteiros quer fazer. Descubra com a 123milhas os destinos europeus para cada época do ano e saiba como planejar sua viagem!

 

Quando é mais barato ir à Europa?

A primavera e o outono europeus são considerados baixa temporada, então são os períodos mais baratos para viajar. No feriado da Páscoa geralmente fica um pouco mais caro, mas ainda é mais em conta que na alta temporada. O verão é a estação mais cara, seguindo pelo inverno, principalmente em janeiro e dezembro.

 

Qual estação do ano é melhor para visitar a Europa?

Depende do tipo de viagem que você planeja fazer. Se a ideia é aproveitar as praias, o ideal é ir no verão. Para esquiar, o inverno é a melhor opção. Caso queira economizar, a dica é ir na primavera ou no outono.

 

Inverno na Europa

O inverno europeu vai de 21 de dezembro a 20 de março e é bem severo. Às temperaturas podem chegar até -20ºC! Nesse período várias cidades recebem decorações natalinas e parecem cenários de filmes. É uma ótima opção para quem quer vivenciar um Natal gelado com direito a boneco de neve, agasalhos temáticos e luzinhas por toda a cidade. Alguns dos lugares mais bonitos nesse feriado são a Bélgica, Alemanha, Finlândia e Dinamarca.

Os meses mais caros são dezembro e janeiro, pois acontecem as férias escolares no Brasil e os recessos de fim de ano na Europa. Por isso, os preços das passagens sobem em relação a outros períodos do ano, principalmente entre Natal e Revéillon. Em fevereiro e março a tendência é ficar mais barato.

Como é bem frio, talvez você tenha que comprar roupas adequadas. Lembre-se de incluir isso nos gastos da viagem. Não tente encarar o inverno europeu com roupas brasileiras. Não precisa montar um novo guarda-roupa, mas um bom casaco, um par de botas de neve e algumas peças térmicas resolvem a questão.

 

Bélgica

Os chocolates, mercados só de Natal, vinhos quentes e decorações são um grande charme no inverno da Bélgica e combinam com o clima frio e aspecto bucólico.

Na capital, Bruxelas, raramente neva. Para ter a experiência no seu roteiro, a dica é incluir a região de Ardenas, onde estão as montanhas e pontos mais altos do país.

Uma roda-gigante faz parte do Natal em Bruxelas

Uma roda-gigante faz parte do Natal em Bruxelas

Na capital belga, o principal Marché de Noël (Mercado de Natal) acontece numa praça chamada Place Sainte-Catherine. São instaladas 250 cabanas de madeira, em formato de um chalé, onde são vendidos os famosos waffles, chocolates, queijos, vinho quente e artesanato. O local fica com uma linda decoração temática e conta com uma roda-gigante e um carrossel.

Outra parte com Natal famoso na capital é a Grand Place, no coração da cidade. Todos os edifícios são cobertos por pisca-pisca e você verá um grande pinheiro bem decorado e um presépio. Além disso, acontece um show de luz e música durante todas as noites de inverno.

Um pinheiro decora Bruxelas durante o Natal

Um pinheiro decora Bruxelas durante o Natal

Bruges também merece uma visita durante sua viagem para a Europa no inverno. A cidade está localizada a 102 km de Bruxelas, é um verdadeiro conto de fadas! Por ter vários canais, é chamada de “Veneza do Norte” e chama a atenção pelos passeios de barco.

O Bruges Christmas Market (Mercado de Natal de Bruges) é um dos favoritos e anima o inverno dos turistas e moradores com comidas típicas, deliciosos chocolates e muito vinho quente. Lá você também encontra decorações natalinas variadas. Todas as árvores e edifícios da cidade ficam cobertos de luzes, então cada cantinho de Bruges é um sonho.

Bruges é uma cidade perfeita para o clima natalino

Bruges é uma cidade perfeita para o clima natalino

Para quem quer conhecer a neve de Ardenas, a dica é ir ao Parc Naturel des Hautes Fagnes (Parque Natural das Hautes Fagnes). É onde fica o Ski Botrange, no ponto mais alto da Bélgica, a 694 m de altitude. Há três principais pistas de ski, de 6, 15 e 20 km. É possível alugar o equipamento completo por € 12 (aproximadamente R$ 63,19) ou um trenó por € 5 (aproximadamente R$ 26,33).

Veja muita neve no Parc Naturel des Hautes Fagnes

Veja muita neve no Parc Naturel des Hautes Fagnes

 

Informações importantes sobre a Bélgica

  • A moeda é o euro.
  • Os idiomas oficiais são neerlandês (holandês), francês e alemão.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Alemanha

A arquitetura germânica fica ainda mais encantadora durante o inverno e torna a Alemanha um destino muito atrativo para quem quer curtir o clima natalino da Europa. O país também tem vários Mercados de Natal, chamados de “Weihnachtsmarkt” ou “Christkindlmarkt”, que aparecem no final de novembro e duram até 25 de dezembro.

O Potsdamer Platz Market é famoso pelo tobogã

O Potsdamer Platz Market é famoso pelo tobogã

Na capital, Berlim, há mais de 60 mercados e cada um tem seu atrativo. O mais tradicional é o Gedächtniskirche e lá está a maior variedade de comidas típicas como bolos de frutas, salsichas, biscoitos e vinho quente, e também peças de decoração e artesanato. Para as crianças, a diversão é o carrossel do Weihnachtsmarkt auf dem Alexanderplatz, que também tem pista de patinação, roda-gigante e Casa do Papai Noel.

O Weihnachtsmarkt auf dem Alexanderplatz diverte as crianças com o carrossel e a roda-gigante

O Weihnachtsmarkt auf dem Alexanderplatz diverte as crianças com o carrossel e a roda-gigante

Aachen é uma cidade medieval que se transforma em uma vila de Natal no final do ano. O mercado se chama Aachener Weihnachtsmarkt e ocupa as ruas e praças do centro histórico. Lá surgiu o printen, um tipo de biscoito natalino com mel e especiarias. Não deixe de experimentar.

Aachen é transformada em uma vila natalina

Aachen é transformada em uma vila natalina

A famosa rota romântica alemã, no estado da Baviera, também é uma ótima opção para visitar a Europa no inverno. Em Augsburg, você encontra o Augsburg Christkindlesmarkt, que tem mais de 500 anos! São mais de 150 barracas que compõem a região natalina com uma árvore e uma pirâmide de Natal – bem comum na Baviera.

Rothenburg ob der Tauber fica um charme durante o inverno

Rothenburg ob der Tauber fica um charme durante o inverno

O Rothenburger Reiterlesmarkt é o mercado da Rothenburg ob der Tauber, também da rota romântica. É realizado desde o século XV e parece ter saído de um conto de fadas. Experimente iguarias como o doce schneebällen, glühwein (vinho quente) e as famosas linguiças alemãs. Foi lá que surgiu a Käthe Wohlfahrt, uma das mais famosas lojas de decoração natalina do mundo. Os valores são bem mais altos que nos mercados, mas é interessante ver as peças.

O Dresden Striezelmarkt, em Dresden, surgiu em 1484 e é considerado o Mercado de Natal mais antigo do mundo. Lá também está a pirâmide mais alta com 14,6 m, que entrou para o livro de recordes Guinness. A cidade também é conhecida pelos quebra-nozes vermelhos, inspirados na obra de Tchaikovsky. O mercado atrai cerca de 3 milhões de visitantes por ano.

O primeiro Mercado de Natal surgiu em Dresden

O primeiro Mercado de Natal surgiu em Dresden

 

Informações importantes sobre a Alemanha

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o alemão.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Finlândia

A aldeia do Papai Noel fica na Finlândia

A aldeia do Papai Noel fica na Finlândia

A terra oficial do Papai Noel não pode ficar de fora dos destinos de viagem para a Europa no inverno! Rovaniemi, capital da Lapônia, ao norte da Finlândia, é considerada a morada do bom velhinho e por lá é Natal durante todo o ano. Porém, durante o inverno, o aspecto natalino fica ainda mais evidente e charmoso.

A Santa Claus Village (Vila do Papai Noel) é um parque temático natalino que tem várias atrações como:

  • Santa Claus Office: o escritório do Papai Noel. A visita é gratuita, mas as fotos são pagas – não é permitido usar câmeras ou celulares pessoas – e custam a partir de € 35 (aproximadamente R$ 182,83).
Visite o escritório do bom velhinho

Visite o escritório do bom velhinho

  • Christmas House Santa: você pode conhecer a casa do Papai Noel na vila. A visita é gratuita e é possível comprar um cartão-postal para enviar aos seus familiares.
  • Santa Claus’ Main Post Office (Correio Principal do Papai Noel): que tal realizar o sonho de enviar uma carta pedindo um presente? Você pode enviar para o endereço abaixo ou entregar pessoalmente no correio. Aproveite a visita para conhecer os elfos.
  • Mrs. Santa Claus Christmas Cottage: visite a casa da Senhora Noel, faça artesanatos com os elfos, conheça as renas e asse biscoitos de gengibre. A entrada custa € 5 (aproximadamente R$ 26,12) e as outras atividades são pagas à parte.
    Círculo Polar Ártico: ele atravessa a Vila e há uma linha que delimita o local certinho. Tire uma foto cruzando a marca!
Tire uma foto atravessando o Círculo Polar Ártico

Tire uma foto atravessando o Círculo Polar Ártico

Outras atrações famosas em Rovaniemi incluem safaris, fazendas, caça a aurora boreal, saunas finlandesas, hospedagem em iglus ou cabanas, etc.

Procure por auroras boreais em Rovaniemi

Procure por auroras boreais em Rovaniemi

A capital finlandesa, Helsinque, também oferece pontos turísticos atrativos para o inverno. O Tuomaan Markkinat é o Mercado de Natal da cidade, onde você encontra mais de 120 barracas com doces, glögi (vinho quente), pães e artesanato.

O Tuomaan Markkinat é o Mercado de Natal de Helsinque

O Tuomaan Markkinat é o Mercado de Natal de Helsinque

A Aleksanterinkatu é a rua de natal da cidade e é onde estão concentradas as decorações e iluminações temáticas. Há várias lojas para passear, principalmente as de souvenir.

A Aleksanterinkatu é popularmente conhecida como Rua de Natal

A Aleksanterinkatu é popularmente conhecida como Rua de Natal

 

Informações importantes sobre a Finlândia

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o finlandês e o sueco em algumas partes do país.
  • Fuso horário: está a 6h na frente do horário de Brasília.

 

Dinamarca

A primeira árvore pública de Natal foi acesa em Copenhague, capital da Dinamarca, em 1914. Desde então, a cidade fica especialmente iluminada de novembro a dezembro, além de receber decorações e objetos temáticos – que combinam perfeitamente com a atmosfera escandinava.

A cerveja de Natal é a bebida mais consumida na Dinamarca no mês de dezembro

A cerveja de Natal é a bebida mais consumida na Dinamarca no mês de dezembro

Um dos costumes do país, que atrai tanto os moradores quanto turistas, é o J-dag, o Dia da Cerveja de Natal. Acontece na primeira sexta-feira de novembro às 20h59, quando a julebryg (cerveja de Natal) é lançada e os bares distribuem gratuitamente. Também acontecem festas bem animadas e que celebram o início da melhor época do ano.

O Tivoli Gardens é parada obrigatória em Copenhague durante o inverno, ou em qualquer outra época do ano! Foi inaugurado em 1843 e é o segundo parque de diversões mais antigo e ainda em funcionamento no mundo. No Natal, fica ainda mais especial, pois ganha luzes e objetos temáticos, e um Mercado com mais de 60 barracas, shows de fogos e apresentações de um coral.

O Tivoli Gardens é um ótimo passeio no Natal

O Tivoli Gardens é um ótimo passeio no Natal

Outro mercado tradicional é o Højbro Plads Julemarked. A decoração conta com 280 mil luzinhas, além de árvores, bolas e outros itens natalinos. Também é lá que você deve ir para encontrar o Papai Noel.

O Højbro Plads Julemarked é um tradicional Mercado de Natal

O Højbro Plads Julemarked é um tradicional Mercado de Natal

O H. C. Andersens Julemarked também merece destaque. É inspirado em Hans Christian Andersen, famoso criador de contos de fadas como A Pequena Sereia e O Patinho Feio. Cada barraca tem o tema de uma história e é uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre as obras do escritor.

 

Informações importantes sobre a Dinamarca

  • A moeda é a coroa dinamarquesa.
  • O idioma oficial é o dinamarquês.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Qual é o mês mais frio na Europa?

O auge do inverno europeu geralmente é em fevereiro. Contudo, mesmo que você vá em outro mês, prepare-se para o frio!

 

Primavera na Europa

Durante a primavera, que vai de 21 de março a 20 de junho, os preços ficam mais baixos que no verão e é uma época bem agradável para passear, principalmente para quem não gosta muito de inverno. As cidades ganham um novo visual e ficam repletas de flores coloridas! Alguns dos países mais procurados são Holanda, França e Hungria.

Além do clima ameno, nem muito quente nem muito frio, também tem bastante tempo de sol. O anoitecer chega por volta das 19h, bem similar com o Brasil. No inverno, já escurece no período da tarde, ao passo que há luz solar no verão até depois das 22h.

Não se esqueça de levar um guarda-chuva, capa de chuva ou sapatos impermeáveis em sua viagem para a Europa na primavera.

 

Holanda

As tulipas coloridas da Holanda surgem na primavera e transformam as paisagens. O queridinho da estação é o Jardim de Keukenhof, o maior jardim de flores do mundo. Sete milhões de bulbos são plantados anualmente!

O Jardim de Keukenhof é um dos pontos turísticos mais famosos na primavera da Holanda

O Jardim de Keukenhof é um dos pontos turísticos mais famosos na primavera da Holanda

Além das famosas tulipas de várias cores, o local também tem muitos narcisos, lírios e jacintos. São aproximadamente 32 hectares de terra com 30 pavilhões temáticos. Keukenhof fica próximo de Lisse, a cerca de 40 minutos de Amsterdam.

Se você estiver na capital holandesa, é possível chegar ao jardim de ônibus pela linha Keukenhof Express. Eles passam nas estações: Schiphol Airport (linha 858), Leiden Centraal (854), Katwijk, Noordwijk ou Noordwijkerhout (90) e Haarlem (50).

Confira mais informações sobre o transporte público para o jardim. Caso você esteja de carro, o local possui estacionamento próprio, que custa € 6 (aproximadamente R$ 31,77).

Os ingressos custam € 18,50 (aproximadamente R$ 97,96) para adultos. Se você for de ônibus, o combo de entrada e transporte sai a € 29,50 (aproximadamente R$ 156,21).

Há um detalhe importante: o parque abre somente durante a primavera, de março a maio. As datas sempre são disponibilizadas no site oficial. Uma vez por ano acontece um evento chamado Bloemencorso (Parada das Flores), geralmente ao final de abril. Há um desfile com 50 carros alegóricos, muito decorados, que percorrem 42 km.

Veja os carros alegóricos enfeitados de flores na Bloemencorso

Veja os carros alegóricos enfeitados de flores na Bloemencorso

Outra festividade de primavera é o Dia do Rei, dia 27 de abril, que celebra o aniversário do Rei Willem-Alexander. Todas as pessoas usam roupas laranjas e vão para as ruas de Amsterdam beber cerveja e dançar. É um dos dias mais animados do ano!

Inclua na viagem um dia para curtir a capital holandesa, que também fica toda florida na estação. A dica é alugar uma bicicleta – você verá que é um transporte muito usado por lá e que toda a cidade tem ciclovias. Atravesse as pontes, percorra as margens dos canais e curta os espaços verdes. Não deixe de conhecer o Vondelpark, um parque bem no centro de Amsterdam. Tem 470 mil m² e você pode aproveitar para caminhar, pedalar, fazer um piquenique, etc.

O Vondelpark é o principal parque de Amsterdam

O Vondelpark é o principal parque de Amsterdam

Visite também o Efteling, um parque de diversões com tema de contos de fadas. Por lá, você encontrará as histórias da Rapunzel, Chapeuzinho Vermelho, Bela Adormecida, Hans e Grietje (como João e Maria são chamados por lá) e outros personagens que marcaram a infância. Ainda que as atrações sejam em holandês, o visual é lindo e você já conhece as narrativas, então é bem tranquilo de entender.

O Efteling conta com shows, teatros, montanhas-russas, carrossel, corredeiras no rio, passeios de barco e trem, etc. O ingresso custa € 46 (aproximadamente R$ 243,58).

O parque abre diariamente, das 10h às 19h. Fica em Kaatsheuvel, a cerca de 115 km de Amsterdã. Dá para fazer um bate e volta, hospedar-se na cidade ou ter a experiência de passar a noite em um quarto temático do Efteling. Tem hotéis, casas e acomodações para grupos a partir de oito pessoas. Confira preços e condições.

 

Informações importantes sobre a Holanda

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o holandês.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

França

A França é um dos destinos mais populares durante a primavera na Europa. Depois de um inverno cinzento, o sol volta a brilhar, as flores colorem as paisagens e as pessoas saem para as ruas para curtir a estação.

Os parques e jardins de Paris ganham um novo charme e vale a pena visitar vários como o Parc des Buttes Chaumont (com lagos, cascatas e montanhas), Jardin du Luxembourg (onde acontecem shows e exposições), Jardin des plantes (com jardim botânico, zoológico e museus), Les jardins de Bagatelles (um dos mais floridos), Le Bois de Boulogne (com bosques, ciclovias, pista de corrida e um lago), etc.

Os passeios de barco no Rio Sena são famosos em Paris

Os passeios de barco no Rio Sena são famosos em Paris

Não deixe de curtir o Rio Sena. Você pode fazer um passeio de barco, uma das formas mais turísticas de curtir a paisagem. O ticket custa a partir de € 16 (R$ 95,32). Outra dica é caminhar ou andar de bicicleta pela margem. Aproveite para fazer um delicioso piquenique com direito a muitas frutas e queijos.

A casa e os jardins de Monet são parada obrigatória em França. Ficam em Giverny, bem próximo de Paris. Foi lá que o pintor morou entre 1883 e 1926, então você poderá ver paisagens que inspiraram diversos quadros. O local abre somente de abril a novembro, das 9h30 às 18h. O ingresso custa € 11,50 (aproximadamente R$ 60,90).

Os jardins de Monet ficam ainda mais bonitos na primavera

Os jardins de Monet ficam ainda mais bonitos na primavera

Versalhes é outro local que chama a atenção pela natureza. É lá que fica o famoso jardim, que faz parte do palácio que pertenceu à família real francesa e foi transformado em museu em 1837. A edificação tem 2.300 quartos distribuídos em mais de 63 mil m²! São diversos apartamentos, salas e galerias – uma delas com 357 espelhos. Além da arquitetura de tirar o fôlego, também tem muitas obras de arte.

O jardim também é espetacular e se destaca por um design luxuoso, com diversos bosques, canteiros, esculturas e fontes, espalhados por 250 acres.

O jardim de Versalhes chama a atenção pelo paisagismo simétrico e sofisticado

O jardim de Versalhes chama a atenção pelo paisagismo simétrico e sofisticado

O palácio abre de terça a domingo, das 9h às 18h30, e o jardim diariamente, das 8h às 20h30. Os ingressos de acesso são separados e cada um custa € 18 (aproximadamente R$ 95,32).

 

Informações importantes sobre a França

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o francês.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Hungria

A Hungria é um país localizado no Leste Europeu que está atraindo cada vez mais turistas brasileiros. É uma ótima opção para quem quer sair das rotas tradicionais, conhecer novas culturas e explorar construções medievais.

Aproveite o clima ameno para fazer um passeio de barco pelo rio Danúbio. Existem diversas opções, que podem custar de € 9 a € 71 (aproximadamente de R$ 47,66 a R$ 375,97). O preço varia de acordo com o tempo de navegação, horário e se terá almoço ou jantar. A escolha depende do tipo de viagem que você fará e qual o seu orçamento.

Algumas modalidades das excursões fluviais vão até a Margit-Sziget (Ilha Margarida). O local conta com ruínas de um convento, onde, no século XIII a princesa Margit, filha do rei Béla IV, passou a maior parte de sua vida. Também é possível visitar o que sobrou de uma igreja franciscana do século XV. Jardins, um salão de exposições, um zoológico, uma piscina com toboáguas e um poço compõem a área de lazer da ilha.

Inclua o Castelo Vajdahunyad no seu roteiro de Budapeste

Inclua o Castelo Vajdahunyad no seu roteiro de Budapeste

O Parque Városliget, conhecido como Parque da Cidade, é outra opção de atividade ao ar livre. Você encontra amplas áreas verdes, o Castelo Vajdahunyad, brinquedos e um lago, onde é possível alugar um barco.

Não deixe de visitar as termas durante sua viagem à Hungria. Budapeste adquiriu o título de Cidade dos Balneários em 1934 e conta com 118 mananciais, com águas termais que vão de 20ºC a 80ºC. As fontes já eram usadas na cidade antes do século 1 a.C! As principais são Széchenyi, Gellért e Rudas. A entrada custa em média € 16 (aproximadamente R$ 84,73).

Széchenyi tem um dos banhos termais mais famosos de Budapeste

Széchenyi tem um dos banhos termais mais famosos de Budapeste

Entre março e abril acontece o Budapesti Tavaszi Fesztivál (Festival da Primavera de Budapeste), o maior evento de arte e cultura da cidade. Dura cerca de duas semanas e conta com, principalmente, apresentações de música clássica, jazz e danças.

Não deixe de visitar Esztergom, a 50 km da capital húngara. Lá você pode conhecer a Esztergomi bazilika (Catedral de Esztergom) que, além de uma bela arquitetura e decoração, conta com um terraço com vista panorâmica. O castelo da cidade, Esztergomi vár, também é um passeio imperdível. O local abriga o Museu Cristão, onde estão obras de arte sacra medievais.

A Basílica de Esztergom é um cartão-postal da cidade

A Basílica de Esztergom é um cartão-postal da cidade

 

Informações importantes sobre a Hungria

  • A moeda é o florim húngaro.
  • O idioma oficial é o húngaro.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Verão na Europa

O verão acontece de 21 de junho a 21 de setembro e é considerado a alta temporada no continente. O período coincide com as férias escolares, portanto há grande movimentação tanto de turistas quanto dos próprios europeus. Devido ao calor, é uma boa época para quem quer aproveitar as praias na Grécia, Portugal e Itália, por exemplo.

 

Grécia

As belas ilhas tornam a Grécia um destino muito popular para viajar no verão da Europa. A capital, Atenas, proporciona uma rica experiência de história, cultura, arte, filosofia e tradições. É considerada o berço da civilização ocidental e da democracia.

Lá você pode visitar lugares importantes para a humanidade como a Acrópole, onde estão reunidas construções marcantes como o Partenon, o Templo de Atenas, os Teatros Dionísio e Herodes Atticus, o Erecteion, etc.

A Acrópole de Atenas é um passeio imperdível

A Acrópole de Atenas é um passeio imperdível

Outro ponto turístico famoso é a Ágora, que foi palco de debates, apresentações e competições na cidade, junto com a Stoa de Átalo, que foi um famoso centro comercial. Conheça também o Templo de Zeus do Olímpico e o de Poseidon.

Durante o verão, a cidade recebe o Festival Epidauro, com apresentações de música, dança e teatro, tanto de artistas nacionais quanto internacionais. O repertório é bem variado, com direito a ballet, ópera e festas eletrônicas.

Ágora fez parte da vida social, política e comercial da Atenas Antiga

Ágora fez parte da vida social, política e comercial da Atenas Antiga

Tem que incluir no roteiro Santorini, uma das mais charmosas ilhas gregas. Lá estão praias famosas como a Vermelha, Perissa e Kamari. Aproveite para relaxar nas espreguiçadeiras, tomar sol, se refrescar na água e curtir o visual paradisíaco. A Vermelha é uma das mais deslumbrantes e tem esse nome por causa da cor da areia.

Santorini é popular no calor europeu

Santorini é popular no calor europeu

Mykonos também é um dos destinos mais procurados no verão, principalmente para quem adora baladas e lugares animados. É lá que estão famosos beach clubs como o Super Paradise, Tropicana, Nammos e Jackie O’Mykonos. Você pode curtir o mar, tomar drinks e ir em festas. Para quem prefere lugares mais sossegados, pode procurar praias como Fokos e Kapari.

Não deixe de passear no bairro Pequena Veneza, uma das áreas mais bonitas e românticas de Mykonos. As casas pitorescas abrigam bares, lojas e restaurantes. Aproveite para assistir ao pôr do sol mais bonito da ilha e conhecer o artesanato local.

Aproveite o verão em Mykonos

Aproveite o verão em Mykonos

 

Informações importantes sobre a Grécia

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o grego.
  • Fuso horário: está a 6h na frente do horário de Brasília.

 

Portugal

A estação mais quente do ano deixa Portugal ainda mais cobiçado, principalmente por quem quer curtir as praias e os dias ensolarados. Em Lisboa, as ruas ficam mais movimentadas e animadas e dá para estender bastante os passeios, pois fica claro até por volta das 21h.

Aproveite para percorrer o Parque das Nações, andar de teleférico, passar o dia no Parque Eduardo VII, subir no Miradouro Santa Luzia, assistir ao pôr do sol às margens do rio Tejo e explorar bairros como Alfama, Alto e Belém. Sem o frio do inverno, é bem mais agradável fazer os trajetos caminhando para conhecer cada cantinho da cidade.

O Miradouro Santa Luzia garante uma vista deslumbrante de Lisboa

O Miradouro Santa Luzia garante uma vista deslumbrante de Lisboa

A 30 km da capital portuguesa está Cascais, uma estância balnear com lindas praias, palacetes e ruas charmosas. Geralmente é a escolha de quem está viajando para Lisboa e quer curtir o mar sem ter que se deslocar muito. Aproveite o clima para andar de bicicleta pela cidade.

Há opções de praias para todos os gostos, como:

  • do Tamariz: a mais badalada, onde estão alguns beach clubs e bares
  • do Guincho: ideal para a prática de esportes como windsurf, kitesurf, surf e bodyboard
  • da Moita: é onde fica a piscina oceânica Alberto Romano, que possui águas tranquilas e ótimas para nadar.
Cascais é uma ótima opção para curtir o litoral lisboeta

Cascais é uma ótima opção para curtir o litoral lisboeta

Algarve é outra cidade para visitar durante o verão europeu. Tem ótimos resorts e hotéis com boa infraestrutura, oferecendo férias tranquilas e com bastante conforto. Com 60 km de orla, tem muitas praias maravilhosas para você curtir o mar Mediterrâneo.

A da Falésia é uma das mais famosas. Com 6 km de extensão, oferece um mar calmo, ambiente tranquilo e estrutura para passar o dia, com estacionamento, banheiros, chuveiros, parquinho infantil e vários restaurantes. Outra bem completa é a dos Três Irmãos. Chama a atenção pela acessibilidade, pois conta com uma passarela que facilita o trajeto de deficientes físicos e pessoas com mobilidade reduzida.

Algarve é famosa pelos penhascos

Algarve é famosa pelos penhascos

Os penhascos em tons dourados e avermelhados e o mar esverdeado tornam a praia da Dona Ana uma das mais deslumbrantes da região. O mar morno e calmo oferece ótimos mergulhos e é muito bom para as crianças brincarem.

 

Informações importantes sobre Portugal

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o português.
  • Fuso horário: está a 4h na frente do horário de Brasília.

 

Itália

A Itália é um excelente destino de verão na Europa. Os dias são longos e a incidência de chuvas é baixa, então dá para curtir bastante as atividades ao ar livre. A época é boa tanto para explorar os centros urbanos quanto para curtir o campo e as praias.

Aproveite para tomar deliciosos gelatos no verão italiano

Aproveite para tomar deliciosos gelatos no verão italiano

Em Roma, a capital, há vários monumentos históricos como o Colosseo (Coliseu), Foro Romanum (Fórum Romano), Mons Palatinus (Monte Paladino), Pantheon (Panteão) e a Fontana di Trevi (Fonte de Trevi). Também é onde fica a cidade-estado do Vaticano. Aproveite para ver o teto pintado pelo artista Michelangelo na Cappella Sistina (Capela Sistina), a famosa Basilica di San Pietro (Basílica de São Pedro) ou até assistir a audiência do Papa, Udienza Generale, que acontece às quartas-feiras.

A região da Toscana não pode ficar de fora do roteiro. As colinas verdes, lindas paisagens, vilarejos medievais e vinícolas são algumas das belezas do lugar. Muito majestosa, já foi cenário de filmes como:

  • Um quarto com vista sobre a cidade (1986), de James Ivory.
  • Retrato de uma mulher (1996), de Jane Campion.
  • O Paciente Inglês (1996), de Anthony Minghella.
  • A Vida é Bela (1997), de Roberto Benigni.
  • Sob o Sol da Toscana (2003), de Audrey Wells.
  • Cartas para Julieta (2010), de Gary Winick.
Apaixone-se por Toscana

Apaixone-se por Toscana

A capital da Toscana, Florença, é considerada o berço do renascimento italiano. É onde você pode ver obras de artistas como Michelangelo, da Vinci e Botticelli. Durante o verão, o lugar mais animado é a Piazza della Signoria (Praça da Senhoria), onde artistas costumam se apresentar ao longo do dia.

Também na Toscana, você pode visitar cidades como Pisa, Siena, Arezzo e Montepulciano. Na última, lembre-se de experimentar o vinho Nobile, produzido desde a Idade Média.

Para curtir fabulosas praias com a água azul-turquesa do mar Mediterrâneo, inclua nos planos de viagem, as ilhas de Sardenha e Sicília. Outra excelente opção para o verão é a Puglia. É lá que fica a Grotta della Poesia (Gruta da Poesia), que já foi considerada uma das 14 piscinas naturais mais bonitas do mundo.

A Gruta da Poesia já foi considerada uma das 14 piscinas naturais mais bonitas do mundo

A Gruta da Poesia já foi considerada uma das 14 piscinas naturais mais bonitas do mundo

 

Informações importantes sobre a Itália

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o italiano.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Outono na Europa

O outono na Europa traz novas cores às paisagens, que ganham tons de amarelo, laranja e vermelho. Além de não ser tão frio quanto o inverno, é considerado como baixa temporada, então os preços ficam mais acessíveis e os locais mais vazios. É uma ótima época para brasileiros viajarem para o Velho Continente!

A estação vai de 22 de setembro a 20 de dezembro e se destaca em países como Escócia, Inglaterra e Áustria.

 

Escócia

O Castelo de Edimburgo fica ainda mais bonito no outono

O Castelo de Edimburgo fica ainda mais bonito no outono

A Escócia faz parte do Reino Unido junto com a Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte. O país é famoso pelas paisagens de montanha, construções medievais e campos.

As atividades ao ar livre são populares entre os escoceses e turistas, principalmente caminhadas, passeios de bicicleta e acampamentos. O National Cycle Network tem diversas rotas mapeadas por todo o país, tanto para passeios a pé quanto para para quem preferir pedalar. É possível alugar bikes a partir de £10 (R$ 62,77) por dia.

Outra oportunidade na Escócia é visitar um Dark Sky Park (Parque de Céu Escuro), que é perfeito para observar o céu de uma forma única e surpreendente. Poucas pessoas moram próximo ao Galloway Forest Park, então não tem tanta luz artificial. O céu escuro do outono é ótimo para ver mais de 7 mil estrelas, a Via Láctea e até planetas a olho nu!

Veja estrelas a olho nu no Dark Sky Park

Veja estrelas a olho nu no Dark Sky Park

A capital, Edimburgo, logo chama a atenção para o Castelo, que fica no topo da Castle Rock. Foi construído no século XI e permite conhecer a história do país, além de garantir uma linda vista da região. Lá você encontra as jóias da coroa e pedra do destino, onde os monarcas eram coroados. Não deixe de passear pelo centro histórico para conhecer a Royal Mile – a rua mais importante da de Edimburgo, com 1.814 m de comprimento -, o Palácio de Holyroodhouse e a Catedral de Saint Giles.

A maior cidade da Escócia é Glasgow e não deve ficar de fora do seu roteiro! Passeie pelas ruas Buchanan e Argyle, as mais bonitas e movimentadas, e pela Galeria Moderna de Arte. Lá pertinho está o município de Stirling, onde você pode visitar outro Castelo famoso e o monumento em homenagem a William Wallace, retratado no filme Coração Valente (1995), de Mel Gibson. Inclua uma visita ao parque Loch Lomond & The Trossachs National Park para se deslumbrar pelas montanhas, rios, vales e vilarejos. Os tons do outono tornam a região um verdadeiro paraíso.

O Castelo de Stirling se destaca na paisagem

O Castelo de Stirling se destaca na paisagem

Inverness também deve fazer parte do roteiro. Fica nas Highlands (Terras Altas), onde ficam as montanhas mais deslumbrantes do país e os lagos enevoados. É um dos cenários da série Outlander e onde você pode ver auroras boreais. O outono é a época perfeita para se apaixonar pelo fenômeno.

 

Informações importantes sobre a Escócia

  • A moeda é a libra esterlina.
  • O idioma oficial é o gaélico escocês.
  • Fuso horário: está a 4h na frente do horário de Brasília.

 

Inglaterra

A Inglaterra é um destino dos sonhos e fica ainda mais apaixonante no outono. Os diversos parques e áreas arborizadas garantem que o visual marcante da estação faça parte dos cenários do país.

O Kensington Gardens ganha novas cores no outono

O Kensington Gardens ganha novas cores no outono

Em Londres, por exemplo, você pode visitar os parques reais, que no passado eram propriedade da monarquia. Existem oito na cidade: Bushy Park, Green Park, Hyde Park (onde acontecem diversos shows), Greenwich Park (inclua a visita ao observatório durante o passeio), Regent’s Park, Kensington Gardens (famoso pela estátua do Peter Pan), Richmond Park e St. James’s Park.

Pela baixa temporada, os museus e outros pontos turísticos londrinos ficam mais vazios. Aproveite para explorar cada cantinho do Palácio de Buckingham, a Abadia de Westminster (onde está o mausoléu de William Shakespeare e Charles Dickens), a National Gallery (Galeria Nacional), dentre outros locais. Não deixe de tirar uma foto na Plataforma 9 ¾, que virou ponto turístico pelos livros e filmes de Harry Potter, e andar na roda-gigante London Eye.

Não deixe de andar na London Eye

Não deixe de andar na London Eye

É em outubro que acontece o London Film Festival, o maior evento público do Reino Unido dedicado à sétima arte. Também é quando a cidade recebe o London Restaurant Festival, que destaca a cena gastronômica com cardápios especiais e preços fixos.

Durante sua viagem para a Inglaterra, não deixe de conhecer em Oxford uma das mais importantes universidades do mundo e a segunda mais antiga da Europa. Lá estudaram pessoas famosas como Stephen Hawking, Oscar Wilde, Malala Yousafzai e Margaret Thatcher. Diversas áreas do campus estão abertas para o público e haverá bastante movimento, já que o outono é período letivo.

A Universidade de Oxford é uma das mais importantes do mundo

A Universidade de Oxford é uma das mais importantes do mundo

Liverpool, a terra dos Beatles, também é um ótimo destino. Os fãs da banda podem visitar o museu The Beatles Story e conhecer locais marcantes (como Strawberry Field, a rua Penny Lane, o bar Cavern Club e as casas de infância de Paul McCartney, John Lennon e George Harrison).

Para além da cidade beatlemaníaca, vá à Catedral Metropolitana, ao estádio Anfield, Walker Art Gallery (Galeria de Arte Walker) e ao Museu de Liverpool.

Confira algumas séries gravadas na Inglaterra para ficar por dentro de outros lugares incríveis do país.

 

Informações importantes sobre a Inglaterra

  • A moeda é a libra esterlina.
  • O idioma oficial é o inglês.
  • Fuso horário: está a 4h na frente do horário de Brasília.

 

Áustria

Os cenários bucólicos e vilarejos da Áustria são apaixonantes em qualquer época do ano, mas ganham um charme especial durante o outono. Além dos tons alaranjados, você verá vários esquilos pelos parques. Os roedores aproveitam o período para procurar comida antes que o inverno chegue. Tire fotos, mas lembre-se de não encostar nos animais, tanto pela sua segurança quanto pela deles.

Caminhe pelo Stadtpark

Caminhe pelo Stadtpark

Em Viena, a capital, você pode vê-los nos parques Donaupark e Stadtpark, famosos pontos de encontro de turistas e moradores. Para quem gosta de passeios ao ar livre, também vale a pena conferir o Tiergarten Schönbrunn (Jardim Zoológico de Schönbrunn), o zoológico mais antigo do mundo. Lá você encontra pandas! É o único local da Europa que com histórico comprovado de ajudar com a reprodução natural da espécie.

O zoo fica no Schloss Schönbrunn (Palácio Schönbrunn), que serviu de residência de verão da família imperial. Os jardins e fontes da propriedade também são grandes atrativos.

Inclua no roteiro de Viena a igreja Karlskirche, Wiener Staatsoper (Casa de Ópera) e Rathaus, o edifício que abriga a prefeitura. O Naschmarkt, um mercado de rua, também é outro local interessante de visitar. São mais de 100 barraquinhas, com comidas de diversos países e especiarias.

Salzburgo, conhecida por ser a cidade natal de Mozart, também é parada obrigatória na Áustria. Os pontos turísticos de maior destaque são:

Festung Hohensalzburg (Fortaleza de Hohensalzburg), um dos maiores castelos medievais da Europa
Mozart Geburtshaus (Local de Nascimento de Mozart), a casa onde o compositor nasceu e morou. Atualmente é um museu dedicado ao seu trabalho

Steingasse, uma encantadora rua que ainda preserva características medievais.

A Fortaleza de Hohensalzburg é um dos maiores castelos medievais da Europa

A Fortaleza de Hohensalzburg é um dos maiores castelos medievais da Europa

Linz também está na rota turística austríaca e foi escolhida para ser a capital europeia da cultura em 2009. Apesar de manter algumas construções históricas, também se destaca pelos museus tecnológicos. Veja o Lentos Kunstmuseum Linz (Museu de Arte Moderna), que fica deslumbrante com a iluminação especial noturna, e o Ars Electronica Center, apelidado como o “Museu do Futuro”. O local tem atrações interativas com robôs, impressoras 3D e experimentos de engenharia.

Suba na Pöstlingberg, uma colina de 539 m que garante a melhor vista da cidade.

 

Informações importantes sobre a Áustria

  • A moeda é o euro.
  • O idioma oficial é o alemão.
  • Fuso horário: está a 5h na frente do horário de Brasília.

 

Mais sobre a Europa

Brasileiros não precisam de visto para turismo na Europa e podem ficar até três meses legalmente pelo continente.
O seguro-viagem é obrigatório.

Nos países cuja moeda não é euro ou libra, você provavelmente não conseguirá fazer o câmbio no Brasil. Leve euros e troque quando chegar.

Antes de embarcar para os países da União Europeia, é necessário solicitar uma autorização chamada ETIAS. Saiba mais.
Confira dicas indispensáveis para sua primeira viagem à Europa e cinco filmes sobre o turismo no Velho Continente.

Está com planos de viajar? Veja passagens internacionais pelos melhores preços com a 123milhas!