Todos

Dicionário 123milhas dos termos da aviação

Entender sobre física, geometria espacial ou saber a quantos pés uma aeronave voa não é necessário para quem viaja de avião. Mas, descobrir o significado de algumas expressões da aeronáutica é importante para não se sentir perdido durante o embarque e o voo. Então, confira aqui o Dicionário 123milhas dos Termos da Aviação e fique por dentro do assunto de uma vez por todas!

Os letreiros luminosos dos aeroportos são repletos de termos técnicos da aviação

Os letreiros luminosos dos aeroportos são repletos de termos técnicos da aviação

 

Como é a linguagem de bordo?

Muitos termos da linguagem de bordo e aviação, incluindo a comunicação dos pilotos, carregam expressões em inglês. Por isso, ao iniciar uma viagem é comum se sentir confuso por não saber a tradução das palavras.

Isso também porque grande parte desses termos não possuem um significado literal. Na verdade, a maioria são vocábulos específicos utilizados dentro do ambiente aeronáutico e dos aeroportos.

Para você se sentir mais confortável quando encontrar nomes como layover, no show e roundtrip durante uma viagem, a 123milhas criou um glossário especial com os principais termos da aviação.

O nosso dicionário possui as expressões mais comuns da aviação executiva e também aquelas que constam em aeroportos nacionais e internacionais. Confira já!

 

Quais são os principais termos da aviação?

Airline Counter

Nos aeroportos internacionais, significa o guichê da companhia aérea.

 

ANAC

É a Agência Nacional de Aviação Civil. Possui escritórios nos principais aeroportos brasileiros. Qualquer problema com a sua viagem ou com a companhia aérea pode ser reportada diretamente à ANAC.

 

Arrival

Trata-se do visto nos aeroportos nacionais e internacionais. Compreende-se, no sentido geral, como a área de chegada.

 

Boarding pass

É a sua passagem aérea. O termo “boarding pass” fica impresso tanto nas passagens nacionais quanto nas internacionais. A expressão “now boarding” também aparece nos letreiros luminosos dos aeroportos e significa embarque imediato.

 

Check-in

É a confirmação de que você vai estar no voo. Confira aqui diferentes maneiras de dar entrada com os documentos de identificação e assegurar o seu lugar na aeronave.

 

Code Sharing (codeshare)

São os voos compartilhados por duas ou mais companhias aéreas.

 

Conexão

É quando um avião não vai direto para o seu destino. A conexão significa o desembarque e embarque de novos passageiros durante o trajeto. Pode ser na mesma aeronave do primeiro trecho ou em outra.

 

Departure

O termo se refere a saída ou embarque para uma viagem. Nesse sentido, sua aparição normalmente indica a área de desembarque no aeroporto.

 

Despacho

Significa fazer o depósito de bagagens na área reservada no aeroporto. Fique atento para as novas regras dessa modalidade aqui.

 

E-Ticket

É a passagem aérea comprada pela internet. O mesmo que o bilhete de voo digital.

 

Escala

É quando o avião precisa fazer uma parada para reabastecer ou receber novos passageiros. Nesses casos, os passageiros já em viagem não desembarcam da aeronave como pode acontecer durante uma conexão.

 

Layover

Carrega o mesmo sentido que conexão. No exterior, é mais fácil ouvir “layover” do que “connection”, que seria a tradução mais aproximada para conexão.

 

Milhas

São os pontos acumulados no cartão de crédito que podem ser trocados por descontos em passagens aéreas. Entenda mais sobre isso aqui.

 

No Show

É a ausência do passageiro, sem o cancelamento antecipado, no voo. O no show, que, em português, significa “não compareceu”, acarreta taxas extras para o cliente, podendo ser maiores do que as de cancelamento. E são cobradas pela companhia aérea.

 

One Way

Termo equivalente à passagem aérea só de ida. Dependendo do destino, a modalidade “one way” se torna mais cara. Fique atento!

 

Título H3: Roundtrip ticket

Significa a passagem aérea de ida e volta.

 

Stop over

É a modalidade de voo onde se faz uma conexão mais longa. Nesse caso, o passageiro pode permanecer até alguns dias dentro de uma cidade na conexão antes de se encaminhar para o destino final.

O “stop over” é muito procurado por mochileiros e pode garantir passagens mais baratas. A principal razão é porque as companhias aéreas têm mais chances de lotar seus voos quando as pessoas têm mais flexibilidade durante as conexões.

 

Título H3: Surface

O “Surface” equivale a uma conexão que é feita por terra. Ou seja, para pegar a próxima aeronave do voo completo é preciso se deslocar para outro aeroporto ou, até mesmo, outra cidade.

Nesse caso, a própria companhia aérea custeia o transporte por terra e não é necessário pagar taxas extras para essa finalidade. Ao contrário, é possível que as passagens sejam ainda mais baratas justamente por causa disso.

 

Trecho

Na linguagem da aviação, os trechos são contabilizados como cada “perna” de uma viagem. Digamos que você viaje de Florianópolis a Tóquio, fazendo duas escalas ou conexões em São Paulo e no Texas. Essa será uma viagem com três trechos – Floripa a São Paulo, São Paulo a Texas e Texas a Tóquio.

A importância de se atentar para os trechos é que eles podem estar em promoção. Por exemplo, o trecho de Texas à Tóquio pode estar tão barato que, às vezes, é mais compensador comprar todos os trechos separados para aproveitar o desconto.

Desse modo, você iria adquirir três passagens distintas, sendo uma de Florianópolis a São Paulo (ou qualquer outro aeroporto que pudesse te levar ao Texas), uma de São Paulo ao Texas e, finalmente, de Texas até Tóquio. Com sorte, você ainda consegue fazer bons stop-overs nessa viagem de ida.

Fique atento apenas que nesse caso, comprando trechos separados, você deve pegar a sua bagagem e despachar novamente em um novo check-in. Quando você faz apenas conexão, a companhia aérea é responsável por levar a sua bagagem até o destino final.

E aí, já está se sentido um expert de viagens com o Dicionário 123milhas dos Termos da Aviação? Leve este texto com você na sua próxima aventura! Encontre ainda mais dicas para a sua viagem aqui, no Conexão123.