Blog 123

O QUE FAZER EM BRASÍLIA DURANTE UM PASSEIO?

Construída para abrigar os três poderes da república, mas com o adicional de ter pessoas e costumes do Brasil todo dentro de seus limites, Brasília é um ótimo destino para quem quer fazer um passeio pela história recente do país, incluindo surpresas arquitetônicas e gastronômicas de cair o queixo.

Por isso, se você já está com passagens compradas para visitar Brasília, leia esse post antes do embarque e aproveite ao máximo o que o Distrito Federal pode te oferecer. E, se ainda não pensou em dar um pulinho na cidade… bem, talvez esse texto te faça mudar de ideia.

Brasília: cidade de turismo de negócios?

É inegável que a capital federal tenha mais apelo para o turismo de negócios do que o de passeio, propriamente dito, visto o potencial empresarial e político da cidade. Cada avião que pousa em Brasília leva mais gente para trabalhar do que para conhecer sem pressa, uma realidade que vem desde a criação de seus limites.

Fundada em 21 de abril de 1960 (dia de Tiradentes), e projetada por Oscar Niemeyer a pedido do presidente Juscelino Kubitschek, Brasília fazia parte do “Plano de Metas” do governante.

Mesmo que, geograficamente, o ponto para o Distrito Federal se localize no Planalto Central, ou seja, “dentro” do estado de Goiás, desde sua criação a cidade recebeu operários de diversas partes do país, trazendo sotaques, culturas e cozinhas diferentes para o que viria a ser Brasília.

Podemos dizer que o município está “acostumado” a receber gente de tudo quanto é lugar, e faz isso com acolhida e naturalidade. A miscelânea de pessoas indo e vindo da cidade acabaram criando uma cultura quase única, retratada nas artes, na arquitetura e na música, uma vez que a capital é expoente de bandas como Legião Urbana, Capital Inicial e Natiruts.

Por conta disso, muitos turistas que desembarcam na cidade para trabalhar acabam tirando um dia ou dois para visitar os pontos turísticos mais queridos de Brasília, uma vez que é quase impossível ir à cidade em formato de avião e sair de lá sem um retrato mais profundo de toda sua grandeza e beleza.

Se esse for o seu caso, reserve um tempo para passear por Brasília depois do período a trabalho – mas faça isso com antecedência, para garantir passagens aéreas mais acessíveis, inclusive aqui na 123Milhas. Como é um hub importante dos aeroportos brasileiros, Brasília pode ter passagens mais caras para quem decide comprá-las em cima da hora.

Pontos turísticos de Brasília

Aqui vai uma listinha básica do que você não pode deixar de conhecer em Brasília.

Se for a negócios e com a agenda mais apertada, dê prioridade aos primeiros itens da lista. Já se estiver com maior flexibilidade de tempo, tente visitar tudo, de ponta a ponta, para entender quanto Brasília é linda e inesquecível, levando na mala as melhores lembranças da capital que por tantas vezes tem sua imagem manchada, injustamente, por quem não merece estar dentro dela.

1. Lago Paranoá

O Lago Paranoá é um dos principais cartões postais de Brasília, rendendo boas fotos aéreas de quem está prestes a pousar. As margens do lago estão repletas de opções de lazer, incluindo bons bares e restaurantes, para quem quiser conhecer de perto a vida noturna da cidade.

2. Ponte JK

Desenvolvida pelo arquiteto Alexandre Chan, a ponte tem 1200m de extensão e liga as pontas do Eixo Monumental ao Lago Sul. Seus três arcos metálicos são paisagem para as melhores fotos.

3. Catedral Metropolitana

Aberta para visitação todos os dias das 8h às 18h, essa obra de Oscar Niemeyer tem 16 colunas curvas, 40 metros de altura e é um marco da arquitetura moderna. A luz natural que ilumina o interior da Catedral por seus vitrais coloridos é um espetáculo à parte.

4. Pontão do Lago Sul

Mais uma opção para conhecer a vida noturna de Brasília, já que o Pontão fica aberto todas as noites. São diversos bares, quiosques, restaurantes e espaços para exposições e shows que têm o Lago Paranoá como pano de fundo. Aos fins de semana, é um bom lugar para almoçar. Quem tiver filhos pequenos encontra diversas opções de lazer para as crianças, como parquinhos.

5. Jardim Botânico e Parques

Quem gosta de natureza vai amar as opções de Brasília que se relacionam com o assunto: além de um Jardim Botânico incrível, a cidade conta com Jardim Zoológico, o Parque da Cidade Sarah Kubitschek, que é o maior parque urbano do Distrito Federal, o Parque Nacional de Brasília, cheio de piscinas naturais e espaço perfeito para piqueniques, e o Parque Olhos D’Água, ponto de encontro de quem adora praticar esportes (leves ou radicais) ao ar livre.

Todos os parques são abertos diariamente, com exceção do Jardim Botânico e do Zoológico, que abrem de terça a domingo. A entrada para esses dois últimos custa dois reais por pessoa.

6. Congresso Nacional

Ok, não dá pra sair de Brasília sem dar pelo menos uma passadinha por onde a política ainda é viva. Mesmo porque, a contar pelo projeto arquitetônico, o Congresso Nacional é uma verdadeira obra de arte.

Ao visitá-lo você vai entender a importância de escolher bem as pessoas que o ocupam, pois é preciso merecê-lo, por sua grandeza e promessa de dias melhores.

A visita externa é livre e a interna é guiada – e, em alguns casos, é preciso agendar com antecedência. Atenção ao código de vestimenta para adentrar no Congresso Nacional: seja para assistir a uma sessão no plenário ou para conhecer a passeio, não é permitido entrar no prédio de bermuda, chinelo e boné.

E você, tem algum ponto turístico de Brasília que não pode faltar na lista de quem viaja a negócios ou a passeio? Deixe sua dica nos comentários – e vá logo visitar as outras atrações de Brasília voando de 123Milhas!

Gostou? Compartilhe:

Comentários