Lugares para comer

Os melhores restaurantes em Santiago do Chile

Come-se muito bem na capital do Chile. Graças a proximidade do Oceano Pacífico, a gastronomia do país é servida dos melhores peixes frescos e frutos do mar que são encontrados apenas nessa região. Conheça a seguir, alguns dos pratos típicos da culinária local e descubra os mais surpreendentes e os melhores restaurantes de Santiago do Chile.

Antes de tudo, já adiantamos que apesar de acertarem a mão nos temperos, as cozinhas mais famosas da metrópole costumam ter preços salgados. Aliás, a maioria dos estabelecimentos gastronômicos em Santiago não são dos mais baratos do mundo. 

Se estiver precisando economizar, as redes de fast food são uma boa alternativa. Mas deixe espaço para fazer boas refeições em alguns dos restaurantes a seguir. Afinal de contas, a gastronomia também integra a experiência de conhecer um lugar. E, no Chile, esse é um encontro muito saboroso!

 

Donde Augusto

O Mercado Central é um dos principais pontos turísticos de Santiago, e um dos maiores atrativos da área é o comércio de peixes e frutos do mar. Com essa forte pegada gastronômica, é claro que alguns dos mais famosos restaurantes e pratos típicos da região ficam localizados no complexo.

A centolla é uma das comidas mais comercializadas por lá. Trata-se de um caranguejo gigante encontrado nas águas geladas do pacífico sul. Existem diversas formas de servir e preparar o alimento, mas a tradicional é a mais pedida. O grande crustáceo é cozido e destrinchado na mesa pelos garçons, que precisam inclusive do auxílio de uma tesoura. O prato é servido com um molho saboroso de azeite ao alho e o tradicional limão, além de alguns acompanhamentos. 

Diversos restaurantes da praça de alimentação do mercado oferecem a iguaria, mas o mais famoso é o Donde Augusto. Os preços são altos: uma porção para duas pessoas costuma ficar na casa dos R$ 350. Porém, é uma das experiências gastronômicas mais únicas do país. O Mercado Central de Santiago fica no cruzamento da rua San Pablo com a 21 de Mayo. O estabelecimento abre todos os dias às 11h. De domingo a quinta a casa fecha às 17h; nas sextas às 20h e sábados às 18h.

O Donde Augusto é um dos maiores restaurantes da praça de alimentação do Mercado Central

 

Giratorio

Falando em experiências únicas, o restaurante Giratorio é um dos mais interessantes – e que proporciona as melhores paisagens – da capital chilena. Localizado no 18º andar de um edifício do bairro Providencia, o estabelecimento tem janelas de vidro que vão do teto ao chão, com uma vista panorâmica de Santiago. Como se não bastasse, suas mesas giram lentamente, proporcionando aos clientes todos os ângulos para observar o belo cenário dos Andes.

Aos preocupados com possíveis tonturas e enjoos, tranquilizamos: o movimento é bem devagar mesmo, quase imperceptível. Demora-se cerca de 1 hora para dar a volta completa. Tempo ideal para ir saboreando as delícias da culinária chilena servidas por lá, como o ceviche e a merluza.

Os preços também são um pouco altos, mas é possível economizar fazendo a refeição no horário do almoço, quando os valores são mais acessíveis. O gasto médio por cliente neste período é de R$ 250, enquanto à noite os custos podem ficar por volta de R$ 400 por cliente.

Pratos deliciosos com vista panorâmica para a Cordilheira dos Andes

 

Como Agua para Chocolate

Quer uma experiência ultrarromântica em Santiago? Essa é a proposta do restaurante Como Agua para Chocolate. A casa é toda temática, com inspiração no filme de romance mexicano de mesmo nome. Decoração clássica, rústica e cheia de flores e pétalas de rosas encantam os casais que vão almoçar ou jantar ali.

O cardápio segue a mesma linha, e tem a proposta de levar ingredientes e temperos afrodisíacos. Os mariscos e peixes são os pratos mais pedidos. Mas se você é chocólatra e se interessou pelo estabelecimento por conta do nome, não sairá decepcionado: a sobremesa batizada Como Agua Para Chocolate, é uma deliciosa trilogia de chocolate belga com creme de framboesa, perfeita para agradar os paladares sedentos por um docinho.

O restaurante fica em um dos bairros boêmios de Santiago, o Bellavista, na rua Constitución, e abre diariamente para almoço, às 12h30, e jantar, às 19h. Os pratos principais individuais custam a partir de R$ 75. Se for, reserve uma mesa com antecedência, pois o lugar costuma ser concorrido pelos pombinhos.

O clima romântico do restaurante Como Agua para Chocolate é ideal para casais

 

Mestizo

O clima agradável do Mestizo começa por sua localização: o restaurante fica bem no meio do parque Bicentenário, uma área arborizada da capital de Santiago que tem vista para o Cerro San Cristóbal. A elegância continua, nas linhas modernas de sua arquitetura e em seu cardápio sofisticado e repleto de pratos saborosos.

É possível provar algumas das comidas mais típicas do Chile no estabelecimento, como o ceviche, as empanadas e os frutos do mar, como os locos, caracóis marinhos encontrados no país. Os risotos e massas também são presença forte no menu. Os pratos principais custam a partir de R$ 60.

A casa é uma boa pedida para quem quer um ambiente de tranquilidade e comida de qualidade. Fica na avenida Bicentenario, na região de Vitacura. O funcionamento é de terça a domingo, das 13 às 23h30

Pratos coloridos e saborosos são apreciados em meio a natureza no Mestizo

 

Chipe Libre

Assim como nós brasileiros temos a caipirinha, os chilenos têm sua bebida nacional: o Pisco Sour. Na verdade, o pisco é um destilado feito a partir da uva, e o Chile e o Peru disputam até hoje a sua origem e quem faz melhor o produto. Mas segundo o bar e restaurante Chipe Libre, não tem concorrência. Para eles, o melhor pisco do mundo está ali. Inclusive, repare o nome do estabelecimento, que combina as iniciais dos dois países.

Misturada com limão, a bebida dá origem ao Pisco Sour, um dos carros chefes da casa, que se intitula a República Independiente del Pisco. Como prova de que eles são realmente um território à parte, sua cozinha serve pratos de toda a culinária latina, com destaque para a peruana. 

Localizado no bairro Lastarria, o ambiente é descontraído, ideal para conversar, beber e se divertir durante a noite. O custo de um pisco sour tradicional fica por volta dos R$ 22. Mas existem diversos outros drinks e variações da bebida por preços na faixa dos R$ 35.

Chipe Libre é o lugar certo para experimentar bebidas à base de pisco

 

Boragó

É a alta gastronomia que você quer? Então é a alta gastronomia que você vai encontrar no Boragó. O restaurante costuma representar o Chile na famosa lista “The World’s 50 Best Restaurants”, que anualmente reúne os 50 melhores estabelecimentos gastronômicos do mundo. Em 2021, a casa ocupou a posição de número 38 no ranking.

Com menus sazonais, o Boragó oferece pratos feitos com ingredientes orgânicos e de pequenos proprietários rurais, o que resulta em iguarias sempre frescas e deliciosas. A inspiração das receitas vem da região da Patagônia. Além do sabor, os alimentos também impressionam por conta da apresentação, colorida e muito inventiva.

Essa experiência exclusiva e singular tem seu preço. Os menus-degustação, tem preços na faixa dos R$ 270, com seis passos, e dos R$ 370 por pessoa para a opção mais completa, que compreende de 16 a 20 passos. O estabelecimento fica na avenida San José María Escrivá de Balaguer, em Vitacura, e funciona de terça a sábado para o jantar, a partir das 17h30.

Ingredientes frescos e apresentações criativas são algumas das assinaturas do Boragó

 

El Hoyo

Na contramão das propostas extremamente requintadas, o El Hoyo é para quem curte aquela experiência “raiz”. O restaurante existe há mais de 100 anos e fica próximo à Estação Central Ferroviária. A proposta da casa é servir bons pratos da comida tradicional chilena, em um ambiente sem frescuras. Entre as especialidades, estão a Plateada (um corte de carne local, marinada ao próprio molho) e o pernil com batatas. 

Experimente também o Terremoto, um drink típico do Chile que se popularizou no país depois do enorme abalo sísmico de 1985. Apesar do nome remeter a um evento pesado da história chilena, a bebida em si é bem leve e refrescante. Sua base é o vinho branco, misturado com sorvete de abacaxi. No cardápio do El Hoyo ele custa cerca de R$ 17.

Por falar em preços, os valores praticados no restaurante são alguns dos mais acessíveis dessa lista. É possível encontrar pratos principais na faixa dos R$ 40. Uma pechincha, quando comparamos com os custos da maioria das cozinhas do país. Bom e barato, o restaurante funciona de segunda a sexta, das 10h30 às 22hs e no sábado, das 10h30 às 19h30.

Os barris que decoram o El Hoyo também são usados como mesas no interior da casa

Agora que você já sabe onde encontrar as principais delícias da capital chilena, descubra também os melhores hotéis em Santiago, para que sua estadia seja ainda mais aconchegante.

Veja também os descontos incríveis da 123milhas em passagens, hotéis e pacotes. Planeje a sua viagem para Santiago economizando com a gente.