Passeios imperdíveis em Belo Horizonte - Blog 123Milhas
Passeios imperdíveis em Belo Horizonte

Passeios imperdíveis em Belo Horizonte

03 de janeiro de 2022

Pelo menos uma vez na vida, você tem que ir para Belo Horizonte! A capital mineira é uma terra acolhedora, hospitaleira, com diversos pontos turísticos e lugares incríveis para conhecer. Confira agora quais são os passeios imperdíveis em Belo Horizonte e o que não deve faltar no seu roteiro!

 

Veja a cidade no terraço do Edifício Acaiaca

O Edifício Acaiaca foi o primeiro arranha-céu da cidade, com mais de 130 metros de altura, construído em 1947 pelo arquiteto Luiz Pinto Coelho. Sua arquitetura art déco tem como destaque duas carrancas em homenagem à tribo de mesmo nome.

Contemple a arquitetura típica dos anos 40 no Edifício Acaiaca.

Contemple a arquitetura típica dos anos 40 no Edifício Acaiaca.

Prepare-se para a viagem de elevador mais rápida que você já fez! Ele percorre os 25 andares do prédio em 20 segundos. Subir do térreo ao terraço e depois descer tantos pavimentos dão aquele frio na barriga. A vista no topo desse gigante de concreto é incrível.

Recomendamos visitar durante o pôr do sol para ver esse espetáculo da natureza com a Serra do Curral ao fundo. A vista contempla todos os prédios icônicos do centro, a Igreja São José, o Parque Municipal de Belo Horizonte e outros pontos turísticos.

 

Uma viagem pelo tempo e comidas típicas

Uma tarde de sábado debaixo das gameleiras com mais de 100 anos e ao som de MPB é o que você vai encontrar na Feira Tom Jobim. Localizada na Avenida Carandaí, próxima ao centro de Belo Horizonte, ela acontece desde 1983 junto da Feira de Antiguidades. Cada prato e peça têm uma história. Aproveite para conversar com os feirantes e descobrir vários “causos” mineiros.

A Feira Tom Jobim reúne quitutes e antiguidades. Créditos: Governo de Minas.

A Feira Tom Jobim reúne quitutes e antiguidades. Créditos: Governo de Minas.

Você vai encontrar duas feiras distintas na mesma avenida, com variedade de barracas para todos os gostos. Pela manhã, as crianças podem se divertir na área de lazer. À tarde é a vez dos adultos curtirem uma atração musical na sombra das árvores enormes que deixam o cenário ainda mais bonito.

 

Escadaria e o mirante da Rua Sapucaí

O centro de Belo Horizonte é palco para várias atrações interessantes. Por ser uma cidade muito boêmia, BH tem um bar a cada esquina. Um desses pontos que você tem que ir se gosta de apreciar comida boa e cerveja gelada é na rua Sapucaí, no bairro Floresta.

A vista é espetacular, principalmente no pôr do sol. É dessa rua que você pode contemplar o Circuito de Arte Urbana (CURA), com 14 obras de arte em fachadas e empenas de prédio.

Escondido em uma saída da Estação Central do Metrô há um local de passagem que chama a atenção no centro da cidade. Em abril de 2021, o artista mineiro Alexandre Rato juntou-se ao SESI MINAS e à CBTU para criar um mural lindíssimo em homenagem às vítimas da Covid-19 no Brasil.

A intervenção chamada de “Corações para a Cidade” traz corações pintados pelo artista, funcionários do SESI MINAS e pelas milhares de pessoas que passam por esse local todos os dias. Os desenhos são recheados de mensagens de amor e carinho pelas vítimas. Trata-se de uma homenagem tocante e grandiosa que ficará na memória de quem passar pelo local. Vale a pena conferir!

 

Passeios para crianças

A capital mineira tem várias opções de entretenimento para a criançada. Um dos favoritos é o Parque Guanabara, localizado na região da Pampulha. Ele existe desde 1951 e faz parte da memória de belorizontinos de todas as idades.

As atrações incluem roda-gigante, carrossel, trem fantasma, xícaras, autopista bate-bate, Skyfall, pistinha de Cadillac, Palácio do Riso, dentre outras bem divertidas.

A roda-gigante do Parque Guanabara tem 36 metros de altura.

A roda-gigante do Parque Guanabara tem 36 metros de altura.

O parque funciona de terça a sexta, das 14h às 22h, aos sábados das 11h às 22h e aos domingos das 10h às 21h.

Outro lugar para quem viaja com criança visitar é o Parque Mosteiro Tom Jobim. É superarborizado e conta com brinquedos, quadro de giz, mesas de jogos, quadra esportiva, trilhas e jardim. É uma ótima opção para fazer piqueniques e brincar ao ar livre. O parque fica aberto todos os dias, das 8h às 17h.

Aproveite o dia ao ar livre no Parque Mosteiro Tom Jobim. Créditos: Prefeitura de Belo Horizonte.

Aproveite o dia ao ar livre no Parque Mosteiro Tom Jobim. Créditos: Prefeitura de Belo Horizonte.

Crianças e adultos também adoram o Museu de Ciências Naturais da PUC Minas. O acervo conta com réplicas de fósseis de dinossauros e da fauna, como répteis, mamíferos e aves. Nos meses de julho e janeiro acontecem atividades voltadas para o público infantil como oficina de escavação, pintura de réplicas, brinquedoteca, dentre outras.

O Museu da PUC Minas funciona de terça a sábado, das 9h às 17h. Às quintas, fica aberto até às 21h. O ingresso custa R$10, com meia-entrada para crianças de 4 a 12 anos e idosos maiores de 60. Menores de 3 anos têm entrada gratuita.

 

Comidinhas e compras no Mercado Novo

Um dos lugares favoritos dos belo-horizontinos é o Mercado Novo. Apesar do nome, não tem nada de novo: foi construído na década de 1960. Ficou conhecido assim porque veio depois do seu “irmão” Mercado Central, que surgiu em 1929.

Você encontra de tudo nesses espaços. Desfrute de um delicioso café da manhã no Copa Cozinha, coma petiscos na Cozinha Tupis, experimente a pamonha do Fubá, tome cerveja gelada no Odeon e beba drinks deliciosos no Herbário YVY.

O Mercado Novo é um dos lugares mais descolados de BH. Créditos: Odeon

Volte no tempo na Super Câmera, uma loja de fotografia analógica. A Fábrica de Velas Jurema é uma das mais antigas do complexo, desde sua inauguração em 1974.

O Mercado Novo funciona diariamente, das 7h às 22h, mas as lojas e restaurantes têm horários específicos.

 

Cinema de rua no Belas Artes

Os cinemas de rua foram extintos em Belo Horizonte e migraram para dentro dos shoppings, com exceção do Cine Belas Artes. Inaugurado em 1992, o foco da programação são os filmes alternativos e independentes. Mas também são exibidos alguns populares.

Muitas obras cinematográficas só ficam em cartaz lá! A arquitetura antiga é o charme do lugar e garante a nostalgia dos moradores antigos da cidade. Aproveite para tomar um café e ir à livraria do edifício. Você pode conferir aqui os filmes e horários disponíveis.

 

Circuito Cultural da Praça da Liberdade

Reserve um dia de passeio pelos belos jardins da romântica Praça da Liberdade, inspirados no Palácio de Versalhes, na França. Inaugurada em 1897, na época da construção de Belo Horizonte, guarda o charme do coreto e das palmeiras imperiais. Esse é um dos principais cartões-postais da capital mineira.

A Praça da Liberdade se mistura com a história de Belo Horizonte, e foi construída no ponto mais alto da capital mineira quando a cidade era concentrada dentro da Avenida do Contorno

A Praça da Liberdade se mistura com a história de Belo Horizonte, e foi construída no ponto mais alto da capital mineira quando a cidade era concentrada dentro da Avenida do Contorno

Para completar tanta beleza, a praça fica em frente ao Palácio da Liberdade. Passe uma hora visitando a antiga sede do governo de Minas Gerais, de estilo arquitetônico neoclássico e jardim no estilo inglês, com várias fontes e esculturas. O requintado interior do palácio conta com candelabros, piso em parquet, lustres de cristal, mobiliário francês e uma belíssima escadaria. Agende a visita aqui.

Nas décadas de 1950 e 1960, o arquiteto Oscar Niemeyer modernizou a área com a construção da Biblioteca Pública e do Edifício Niemeyer, um prédio residencial de 12 andares com linhas curvas. Se for à Biblioteca, não deixe de tirar uma foto com as estátuas do escritor Fernando Sabino e seus personagens Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos e Hélio Pellegrino do livro “Encontro Marcado”.

As estátuas são conhecidas como "Os quatro cavalheiros do apocalipse"” Créditos: Wikiwand

As estátuas são conhecidas como “Os quatro cavalheiros do apocalipse”” Créditos: Wikiwand

Vários prédios públicos do entorno da praça viraram museus, compondo o Circuito Cultural da Praça da Liberdade. Ali estão o Memorial Minas Gerais, o Museu das Minas e do Metal, o Museu Mineiro, o Centro de Arte Popular Cemig, o Espaço do Conhecimento UFMG (Planetário), a Casa Fiat de Cultura e o Arquivo Público Mineiro. A maioria deles tem entrada gratuita.

 

Sala Minas Gerais

Belo Horizonte conta com um templo da música clássica: é a Sala Minas Gerais, localizada no bairro Santo Agostinho. Essa é a casa da orquestra filarmônica mineira e palco de espetáculos semanais com grandes músicos de Minas Gerais e convidados da música erudita do mundo inteiro.

Além da arquitetura moderna e pujante do edifício, o espaço é considerado uma das melhores salas de concerto da América Latina. Isso porque tem recursos acústicos adequados para privilegiar os vários sons executados pelos músicos.

Se você está com viagem planejada para Belo Horizonte, confira a programação da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. São grandes as chances de conseguir assistir a um ensaio ou concerto. A sala dispõe de lugares para cadeirantes. Há opções de entradas pagas e gratuitas.

A Sala Minas Gerais recebe músicos consagrados do mundo inteiro e comporta público de até 1.493 pessoas na plateia.

A Sala Minas Gerais recebe músicos consagrados do mundo inteiro e comporta público de até 1.493 pessoas na plateia.

 

Carnaval de Belo Horizonte

Vários eventos lotam as ruas de Belo Horizonte, surpreendem pela qualidade e provocam muita satisfação no público. Um clássico é a Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, que acontece anualmente sempre em janeiro e fevereiro. No calendário belo-horizontino também tem festival de jazz e de cinema. Fique atento!

Nos últimos anos, o Carnaval de Belo Horizonte ganhou o coração dos foliões de norte a sul do país. Milhões de pessoas caem na folia, vestidos com fantasias inusitadas e cheios de glitter, atrás de centenas de blocos de ruas espalhados por toda a cidade.
A festa agrada a todos os públicos pela quantidade de temas e diversidade musical, que inclui axé music, mpb, funk, samba, rock n´roll e muito mais. Deixe a festa popular de Belô no seu radar para quando terminar a pandemia do coronavírus. É imperdível!

Milhões de foliões visitam Belo Horizonte durante o carnaval de rua da cidade.

Milhões de foliões visitam Belo Horizonte durante o carnaval de rua da cidade.

 

Bate e volta imperdíveis nos arredores de Belo Horizonte

 

Instituto Inhotim

Programe-se para passar um dia no Instituto Inhotim, localizado no município de Brumadinho, a 59 km de Belo Horizonte. O complexo de arte contemporânea e jardim botânico, com obras expostas entre lagos e palmeiras, é fantástico. São mais de 23 galerias e 30 instalações ao ar livre, em meio a jardins encantadores. Saiba tudo no post da 123Milhas exclusivo sobre Inhotim.

Os jardins e as artes expostas em Inhotim são tão incríveis que lançaram o instituto no rol dos melhores do mundo. Vale muito a visita!

Os jardins e as artes expostas em Inhotim são tão incríveis que lançaram o instituto no rol dos melhores do mundo. Vale muito a visita!

 

Ouro Preto

Ouro Preto tem muito mais que casarões coloniais e igrejas seculares. Transborda cultura, bela natureza e gastronomia deliciosa na primeira capital de Minas Gerais. A aura do lugar é tão diferente que você voltará ao passado da época do apogeu do ouro. Muita gente fica bastante sensibilizada com a história da escravidão e a energia do lugar. Fica a 100 km de Belo Horizonte.

Programe pelo menos um dia para visitar as principais atrações de Ouro Preto, como Praça Tiradentes, Museu da Inconfidência Mineira, Igreja de São Francisco de Assis e Feira da Pedra Sabão.

Programe pelo menos um dia para visitar as principais atrações de Ouro Preto, como Praça Tiradentes, Museu da Inconfidência Mineira, Igreja de São Francisco de Assis e Feira da Pedra Sabão.

 

Parque Estadual do Sumidouro

Depois de conhecer os atrativos urbanos de Belo Horizonte, também é possível visitar grutas. A 51 km da capital mineira está situado o Parque Estadual do Sumidouro, em Lagoa Santa. São mais de 2 mil hectares de mata nativa preservada, muitos animais e atrativos naturais.

O carro-chefe é a Gruta da Lapinha, que recebe crianças a partir de cinco anos. O percurso dura 40 minutos ao longo de 12 galerias de formações rochosas. Tudo isso foi descoberto pelo dinamarquês Peter Lund. No complexo há um museu com 80 fósseis encontrados por ele, várias trilhas e a Gruta da Macumba.

A Gruta da Lapinha é considerada de fácil acesso, com escadas e iluminação em LED para facilitar a travessia dos visitantes.

A Gruta da Lapinha é considerada de fácil acesso, com escadas e iluminação em LED para facilitar a travessia dos visitantes.

O que você achou desse tour pela cidade? Confira agora os melhores restaurantes e bares de Belo Horizonte e deixe sua viagem ainda mais completa e inesquecível!

Drones

inscreva-se para receber ofertas exclusivas!

inscreva-se para receber ofertas exclusivas!