Lugares para conhecer

Conheça os costumes e as tradições da cultura árabe

O Dia Mundial da Língua Árabe é comemorado em 18 de dezembro. Foi nesta data, no ano de 1973, que o idioma entrou para a lista das línguas de trabalho oficiais da ONU.

A cultura árabe envolve tradições, idiomas e costumes de povos que são originários dos territórios do Oriente Médio, África Setentrional e Ásia Ocidental.

O Conexão123  separou algumas informações para você saber mais sobre a cultura árabe. Partiu?

Você vai ler sobre

História da língua árabe

O Dia Mundial da Língua Árabe é comemorado anualmente em 18 dezembro. Por coincidência, essa também é a data da final da Copa do Mundo de 2022, sediada no Catar, que tem como língua oficial o árabe. 

O árabe é um dos principais idiomas do mundo, com mais de 400 milhões de falantes. Em países como Afeganistão, Israel (onde também falam hebraico), Irã e Nigéria, também é usado.

É difícil encontrar a origem da palavra árabe, mas algumas pesquisas deram algumas explicações:

  • Na mitologia grega: “árabe” vem do herói Arabos, nascido em um país chamado Arábia. Ele é o filho do deus Hermes. 
  • A etimologia da palavra árabe considera que deriva do verbo “expressar”. Mas também pode significar “o lugar onde o sol se põe”.

A história da língua árabe é muito antiga. Entre os muçulmanos, é considerada uma língua sagrada, já que foi por seu intermédio que o Alcorão foi revelado. A partir de 622 d.C., ano da Hégira (quando Maomé fugiu de Meca e se refugiou em Medina, marcando o início do calendário muçulmano), o árabe se tornou a língua semítica viva mais difundida.

O idioma tem sua vertente clássica e popular. A clássica representa a língua sagrada do Islã e nasceu na antiga tradição de literatura oral dos povos nômades pré-islâmicos. O Alcorão foi ditado no árabe clássico e é nesta língua que o povo reza nas mesquitas, repetindo, em voz alta, as longas suras (capítulos do livro sagrado). Já o árabe popular é uma língua utilizada nas conversas e nos meios de comunicação. 

A língua árabe é uma importante fonte de vocabulário para muitos idiomas europeus, como português, espanhol, inglês e francês.

Vários termos foram assimilados pelos povos conquistados, como ocorreu em Portugal durante a Idade Média. Algumas dessas palavras são: nora, quilate, canal, arroz, sentinela e muitos  dos termos iniciados por al e el, por exemplo, algodão, alfândega, alcácer e alcaloide. 

O árabe só possui 3 vogais, contando com mais 22 consoantes, e, ao contrário da maioria dos outros idiomas, é escrito da direita para a esquerda. 

Cultura árabe: conheça suas origens e tradições 

Ao contrário do que muitos imaginam, a cultura árabe independe da religião, pois abrange povos muçulmanos, cristãos, pagãos e judeus.  

Vamos conhecer suas origens e tradições? 

Qual a origem da cultura árabe? 

A cultura árabe refere-se a todas as manifestações e expressões que se originam dos “países árabes”. O povo árabe surgiu no Oriente Médio, em uma região desértica localizada entre a Ásia e a África. A península, com cerca de um milhão de quilômetros quadrados, se dividia em montanhas, alguns oásis e principalmente áreas desertas. Havia pequenos espaços nessas terras que podiam ser utilizados para agricultura. 

Justamente pela dificuldade de se manter no deserto, com poucas faixas de água, boa parte das tribos que vivia nesses territórios era nômade, beduínos que viviam do comércio e do pastoreio. 

Até o século VI, não existia um Estado centralizado, por isso, os povos árabes viviam em tribos e buscavam formas de se organizar, na tentativa de viver em harmonia, o que nem sempre era possível. A luta pela posse de uma faixa de água, ou rota comercial, era muito comum. 

Com a formação do império árabe no século VII, a religião e a cultura se alastraram por toda a península, mudando os costumes dos povos nômades. O islamismo e o idioma foram a base do processo, principalmente ao norte da África. 

Através das viagens, os árabes entraram em contato com povos helênicos, aprendendo e preservando a filosofia grega. 

Por isso, as comunidades judaicas e cristãs eram aceitas em territórios onde a maioria era muçulmana, e por consequência também absorveram as tradições árabes. 

Dia Mundial da Língua Árabe: cultura e tradições | Homem árabe | Conexão123

A cultura árabe é uma das mais ricas do mundo, reconhecida por suas tradições, valores, culinária, religião e muito mais| Foto: Divulgação

Com o passar do tempo, os árabes foram edificando algumas cidades. Muitas delas são extremamente importantes, pois são centros religiosos e culturais, como Meca. Hoje, 22 países constituem território árabe: Iraque, Bahrein, Arábia Saudita, Catar, Iêmen, Kuwait, Omã, Emirados Árabes Unidos, Sudão, Egito, Argélia, Marrocos, Comoros, Djibouti, Tunísia, Líbia, Mauritânia, Saara Ocidental, Líbano, Síria, Palestina e Jordânia. 

Características da cultura árabe 

A cultura árabe tem origem nos povos semitas que descendem de Ismael. Segundo os relatos bíblicos, Ismael foi o filho de Abraão, patriarca conhecido como pai da fé. Foi na península arábica que os povos árabes desenvolveram sua cultura. 

Somente no século VII, com as profecias de Maomé ganhando cada vez mais adeptos e seguidores, que a cultura árabe e os costumes desses povos foram se disseminando pelas regiões.

Essa cultura possui valores como lealdade, honra, tradicionalismo, sentido de hospitalidade e conservadorismo. Priorizam a amizade, o respeito, a paciência e a privacidade acima de tudo. Receber os visitantes de maneira acolhedora é tradição e sinal de respeito na cultura árabe

Vale destacar que a Copa do Mundo deste ano, sediada no Catar, foi o torneio mais inclusivo da história, em termos de acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. O governo do Catar, por meio do Conselho Nacional de Turismo do país, desenvolveu um sistema de classificação com as exigências mínimas obrigatórias. Todos os estádios da Copa do Mundo e os locais de treinamento estavam acessíveis.

Tradições e costumes da cultura árabe: religião 

Nas comunidades árabes vivem cristãos, judeus, yazidis e pessoas de outras religiões, porém a maioria das pessoas que vivem nessa região são adeptas à religião islâmica. Embora o islamismo seja predominante, correspondendo a aproximadamente 90% da população, não é correto afirmar que todo árabe é muçulmano. 

O Catar, por exemplo, como a maioria dos países de religião muçulmana, impôs regras para a Copa, de costumes, vestuário e demonstração de afeto em público, que eram obrigatórias aos turistas, ditadas pela tradição islâmica. 

Tradições e costumes da cultura árabe: vestimenta 

A cultura árabe sofreu forte influência religiosa, e isso pode ser visto em todos os aspectos, principalmente no modo de se vestir. Os árabes costumam usar roupas que cobrem mais o corpo, mesmo morando em uma região de temperatura elevada.

O uso da burca começou a ser considerado obrigatório pelas mulheres no Afeganistão, pois era tido como um símbolo do regime talibã, que governou o país entre 1995 e 2001.

A origem das roupas que cobrem o rosto das mulheres muçulmanas não é apenas de ordem religiosa. O hábito de cobrir a face com um lenço começou com o povo berbere que habita o deserto do Saara na África para se protegerem do sol e da areia. Dito isso, ao contrário do que muito pensam, essas roupas suportam os dias quentes e as noites frias do deserto.

Por conta da religião, os fiéis não são permitidos a mostrar as “partes íntimas” em público. Os homens devem cobrir a região entre o umbigo e o joelho; e as mulheres, o corpo inteiro, exceto o rosto e as mãos. Essas partes só podem ser apreciadas pelo cônjuge e alguns familiares.

Portanto, quando estão em casa e entre família, podem vestir o que quiserem. Para diferenciar a aparência masculina da feminina, é recomendado que os homens tenham barba, pois assim ficariam cada vez mais parecidos com os antigos profetas; e que não façam o uso de objetos com ouro ou seda.

Dia Mundial da Língua Árabe: cultura e tradições | Hijab | Conexão123

As mulheres, em especial, costumam utilizar um hijab (tecido que cobre a cabeça sem esconder o rosto), um abaya (túnica preta e longa) ou um niqab (tecido que cobre a parte inferior do rosto)

Em alguns países, onde o regime político é mais autoritário, as vestimentas são ainda mais restritivas. O Talibã, por exemplo, não admitia que as mulheres saíssem sem burca nas ruas. A burca, também conhecida como chadri, é um tipo de vestimenta que cobre todo o corpo, inclusive os olhos.  

Mesmo após o fim do regime do talibã, aproximadamente 60% das mulheres afegãs continuam utilizando a burca, seja por tradição ou medo de represálias pelos pequenos núcleos de muçulmanos extremistas que permanecem na região.

Tradições e costumes da cultura árabe: arquitetura 

As obras arquitetônicas também ganham destaque quando falamos em tradições e costumes da cultura árabe.  

Devido ao grande desempenho com álgebra, geometria e engenharia, o povo árabe desenvolveu grandes monumentos, palácios, arcos e mesquitas. Como existe uma imposição religiosa que não permite a representação de figuras humanas, a decoração na arquitetura árabe é marcada por flores, formas geométricas e mosaicos. 

Gastronomia árabe 

A variedade na culinária árabe é bem grande. Os árabes são muito famosos pela panificação e o seu pão sírio, mas o prato principal é o carneiro. Os preparos típicos, na sua maioria, têm nozes, frutas secas, amêndoas, tâmaras, trigo, carne, mel e as especiarias mais comuns na região.

Dos pratos mais tradicionais, podemos citar:

  • Quibe 

Esse prato extremamente popular no Brasil vem da culinária árabe. Ele é elaborado com triguilho e misturado com carne de boi moída. Pode ser assado ou frito. Hortelã e limão são acrescentados no momento a ser servido.

  • Tabule 

Um prato típico libanês servido como aperitivo antes das refeições. Sua preparação é com trigo para quibe, tomate, pimenta, cebola, hortelã, salsa, limão e ervas típicas. 

  • Arroz sírio 

O arroz sírio é um acompanhamento extremamente popular na região, temperado com arroz e manteiga e depois misturado com uma massa de macarrão do tipo “cabelo de anjo”. Ele também pode ser misturado com outros grãos. 

  • Baba Ghanoush 

Esse prato típico tem uma curiosidade interessante. Há quem diga que uma moça árabe que cuidava de seu pai bastante idoso fazia uma espécie de purê de berinjela para que ele pudesse comer com mais facilidade. Como ele gostava muito do prato, deu o nome de Baba Ghanoush. 

Dia Mundial da Língua Árabe: cultura e tradições | Baba ghanoush | Conexão123

Em algumas traduções, baba ghanoush significa “papai dengoso”

  • Homus 

É uma pasta feita com grão-de-bico cozido e amassado com azeite, tahine, suco de limão, alho e sal. Também é acompanhado de pães ou misturado em sopas, cozidos, ensopados e outros tipos de pratos quentes. 

Curiosidades sobre a cultura árabe 

Como já contamos, o Dia Mundial da Língua Árabe é comemorado no dia 18 de dezembro, o mesmo da final da Copa do Mundo. 

Agora que vocês já sabem sobre a história árabe e suas tradições, vamos conhecer algumas curiosidades da cultura árabe? 

  • O Brasil é o 9º país com mais concentração de árabes. Contando as gerações de imigrantes e descendentes, estudos estimam que já teriam vivido no país mais de 10 milhões de árabes, sendo São Paulo e Rio de Janeiro as cidades com maiores agrupamentos dessa comunidade. 
  • Chá e café são importantes: no mundo árabe, o chá desempenha um papel importante na sociedade, pois pode ser servido quando um anfitrião deseja mostrar hospitalidade a um convidado, ou como parte integrante das reuniões de negócios. O café também é sempre consumido após as refeições.
  • Nos países árabes, a mão esquerda é considerada “impura”, sendo geralmente relacionada aos hábitos de higiene pessoal e não deve ser usada nem mesmo para passar objetos. Na hora de cumprimentar alguém ou comer, use sempre a mão direita. 

Se você gosta de curiosidades, não deixe de conferir as peculiaridades sobre o país sede da Copa do Mundo de 2022.

Gostou de conhecer os costumes e tradições da cultura árabe? A 123milhas acredita que viajar é pra todos e tem por missão oferecer a seus clientes os melhores preços para hotéis, pacotes de viagem, passagens e aluguel de carros com a 123milhas. Vamos?!