Blog 123

DESTINOS DO FOLCLORE BRASILEIRO

Não há nada mais genuíno da cultura de um povo do que seu folclore. A própria etimologia da palavra sugere isso. De origem inglesa, o termo vem da união de “folk” – que significa povo – com “lore” – que quer dizer conhecimento, cultura. E neste 22 de agosto, dia do folclore brasileiro, celebramos a data viajando por destinos típicos do nosso folclore. É roteiro cultural que você quer? Então venha viajar com a gente pelas cinco regiões do país! 

Norte

O folclore da região norte do Brasil é muito marcado pela influência indígena. São famosas as lendas do Boto Cor-de-Rosa, Vitória-Régia, Mandioca e Uirapuru. As festas e danças típicas do norte são: Carimbó, Ciranda, Boi-Bumbá e Marujada.

Sugestão de destino: Parintins (AM)

Boi-Bum

O Festival de Parintins é uma festa popular realizada anualmente no último fim de semana de junho, na cidade de Parintins, no estado do Amazonas.

O festival é uma apresentação a céu aberto de associações folclóricas. Nela, ocorre a disputa de dois bois-bumbás, os chamados bois “Garantido” e “Caprichoso”. A competição acontece no Bumbódromo, com capacidade para 35 mil espectadores.

Nordeste

Muito rico e diversificado, o folclore nordestino é um dos mais importantes aspectos culturais da região. As manifestações mais comuns são cirandas, brincadeiras de bumba-meu-boi e danças como frevo e maracatu.

Sugestão de destino: Recife (PE)

O frevo, principal ritmo pernambucano, é famoso por ser o som do carnaval de Recife e foi reconhecido pela Unesco, inclusive, como Patrimônio Imaterial da Humanidade. 

O frevo reafirma a vocação brasileira para o turismo cultural e ajuda a explicar porque a musicalidade do país conquistou o mundo como expressão folclórica.

Centro-oeste

As lendas mais comuns na região centro-oeste do Brasil são: Ramãozinho, Lobisomem e Pé-de-garra. Com relação às festas tradicionais, podemos destacar a cavalhada, festas juninas e touradas. As danças folclóricas são: congada, folia de reis, tapiocas, cururu e tambor.

Sugestão de destino: Pirenópolis (GO)

As cavalhadas são representações baseadas em tradições da Idade Média. O teatro é ambientado no século VIII, na região dos Pireneus, entre a Espanha e a França, simbolizando o combate entre o exército cristão de Carlos Magno e os muçulmanos da Mauritânia, para decidir quem detinha a fé verdadeira.

As cavalhadas foram trazidas para o Brasil pelos colonizadores portugueses no século XVI. Em Goiás são realizadas há mais de 200 anos, unindo religiosidade, cultura, turismo e economia, e valorizando o patrimônio imaterial do Estado. O Circuito Cavalhadas de Goiás tem no município de Pirenópolis uma de suas principais sedes.

Sudeste

Na região sudeste, as lendas que mais se destacam são as do Saci, Curupira, Boitatá e Mãe-de-Ouro. Com relação às danças folclóricas, as mais presentes são o Batuque, a Catira (Cateretê), a Cana-verde, a Caxambu, o Jongo, as Quadrilhas e o Fandango.

Sugestão de destino: Resende (RJ)

O Saci, também conhecido como Saci-Pererê, é talvez o personagem mais conhecido do folclore brasileiro.

Por suas características de esperteza e brasilidade, ele é o símbolo da Seção de Instrução Especial da Academia Militar das Agulhas Negras, localizada em Resende, no estado do Rio de Janeiro. O município incentiva o estudo e a divulgação das manifestações culturais brasileiras, sendo frequente sede de exposições folclóricas.

Sul

O folclore da região sul possui uma interessante miscigenação de elementos culturais indígenas, africanos e europeus (principalmente portugueses, alemães e italianos). Como exemplos de danças folclóricas do sul do país destacam-se a Chula, o Baião, a Congada, o Cateretê, o Pau de Fitas, a Marujada, a Chimarrita e a Jardineira. Já com relação às lendas folclóricas são mais comuns na região as do Boitatá, do Sapé e do Negrinho do Pastoreio.

Sugestão de destino: Santana do Livramento (RS)

O Negrinho do Pastoreio é uma lenda meio cristã e meio africana. Muito popular no sul do Brasil, sua origem é do fim do Século XIX. Foi muito contada no final do século XIX pelos brasileiros que defendiam o fim da escravidão. Alguns folcloristas afirmam que ela é a única lenda genuinamente gaúcha.

Em Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, fica localizado o famoso Centro de Tradições Gaúchas (CTG) batizado como Negrinho do Pastoreio. O local busca divulgar as tradições e o folclore da cultura gaúcha através de atividades associativas e recreativas.

E aí, qual dessas lendas e contos mais lhe atrai? E que tal fazer uma viagem cultural para vivenciar tudo o que o folclore brasileiro tem para lhe apresentar? Não importa para onde você queira ir, a 123Milhas tem voos para todos os cantos do Brasil. Bora viajar!

Gostou? Compartilhe:

Comentários