Dicas para o viajante

Perspectivas para o mercado aéreo pós-Covid-19

Com a flexibilização do uso das máscaras em 15 estados e no Distrito Federal, gradativamente, o desejo de conhecer novos destinos e visitar lugares volta a fazer parte dos planos das pessoas. A pandemia interferiu em diversos setores da sociedade, e com o turismo não foi diferente. Após mais de dois anos do início do novo normal, o mercado aéreo pós-Covid-19 traz boas perspectivas.

Cuidados contra o coronavírus

Com o avanço vacinal e a queda de infecções pela Covid-19, os apaixonados por “arrumar as malas” pensam na viabilidade de turistar. No Brasil, sete estados aplicam a quarta dose da vacina contra o coronavírus. Outras regiões já aplicaram as duas primeiras e iniciam as de reforço. 

Se durante 2020 e 2021 o alto índice de contágio impossibilitava sair de casa, viajar em tempos de pandemia já é possível. Mas a precaução contra o vírus ainda é um item que não pode ficar de fora do check-list de quem quer viajar. 

Apesar da flexibilização do uso obrigatório de máscaras, alguns destinos têm regras próprias. Por exemplo, em São Paulo a população não precisa utilizar em locais ao ar livre. Vale conferir antes de viajar! 

Por isso, ainda é importante se atentar aos cuidados básicos contra a doença, como: máscara no rosto, álcool gel nas mãos e olho nos protocolos sanitários de cada região. 

Já para os turistas que não fizeram a imunização ou não concluíram o cronograma vacinal, o risco continua enorme. E, em alguns casos, o viajante pode ser impossibilitado de chegar ao destino ou visitar pontos turísticos. 

A grande pergunta diz respeito ao momento em que viajar de avião voltará a ser totalmente seguro, do ponto de vista da saúde pública. Afinal, planejar sua viagem é importante para ter dias de descanso com tranquilidade. Mas a Covid-19 ainda apresenta nível de contágio, em menor escala, se compararmos aos picos sentidos com as variantes Delta e Ômicron, por exemplo. Portanto, manter os cuidados não será demais. 

Com isso, pensar em planejar sua próxima viagem é possível!

O que fazer para cuidar-se ao viajar?

Uma das indicações é que o passageiro coloque a máscara ao sair de casa e, se possível, retire apenas no quarto do hotel. De preferência, use máscara do tipo pff2/N95, que são de boa qualidade e bem ajustada ao rosto. 

Chegar com antecedência para os voos é outro ponto importante! Para destinos nacionais recomenda-se 1h30 antes do horário indicado na passagem, e para os internacionais exigem estar cerca de 3 horas antes no aeroporto. 

O uso dos canais digitais para realização de check-in e geração do cartão de embarque evita o manuseio de papel e colabora com o distanciamento social. Acompanhar as divulgações dos protocolos sanitários nos sistemas de comunicação do local, nas áreas de embarque e desembarque, é outro tipo fundamental de cuidado para a saúde do passageiro. 

Retomada do turismo

Depois de um grande período de isolamento social, as pessoas buscam colocar em prática viagens programadas antes do período pandêmico. Pé na estrada e cabeça nos ares tornaram-se o desejo dos apaixonados por viajar. A boa notícia é que a retomada do turismo, nacional e internacional, está em progresso e tem expectativa de crescimento em 2022. 

A pandemia nos mostrou a importância do contato social e o bem-estar que a natureza pode oferecer. Por isso, a previsão é que os brasileiros apostem no ecoturismo e em viagens de experiência. Com 70% da população totalmente imunizada, o mercado turístico apresenta perspectivas positivas para o fechamento anual. 

Para além daqueles que valorizam as experiências turísticas, os que sobrevivem com os rendimentos do setor também podem celebrar. Segundo dados da pesquisa Monitora Turismo (2021), o país registrou cerca de 39 mil novas vagas de emprego, o que representou 12% do total de oportunidades de trabalho no Brasil. 

Além disso, com base nos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Conselho de Turismo da Fecomercio-SP apontou que o turismo nacional faturou cerca de R$ 14 bilhões em novembro do ano passado. O valor representa 19,3% a mais em relação ao mesmo período de 2020.

Quais são os destinos mais buscados?

O coronavírus marcou forte presença na vida financeira da população. Essa é uma realidade inegável, vivenciada mundo afora. Diante dessa situação, a previsão é que todos estejam passando por um período de reestruturação.  

É natural, portanto, que, no Brasil, a maioria das viagens, como já vem ocorrendo, seja dentro do país. Os destinos litorâneos do nordeste brasileiro, o Rio de Janeiro e a Serra Gaúcha estão na lista de preferências para passar feriados, finais de semana e férias após a covid-19. Mas você pode conferir os destinos que são tendência para 2022 e planejar sua tão esperada viagem!

Para os lugares internacionais a previsão também é positiva. A cada mês aumenta o número de turistas vacinados, e junho é a época da alta estação no Hemisfério Norte. 

E, como acreditamos nas melhores perspectivas para o mercado aéreo pós-Covid-19, estamos confiantes de que as viagens voltarão a fazer parte das melhores memórias de todos nós cada vez mais. Antes de programar seu próximo destino, fique de olho nas exigências particulares de cada um lugar.

Agora, aproveite e veja sua próxima viagem com a 123Milhas!