Congonhas

Congonhas

O município de Congonhas é uma parada indispensável para se fazer em Minas Gerais. Considerada símbolo nacional da arquitetura barroca, a cidade fica na área central do estado, próxima da região de Ouro Preto.

Por lá, estão guardados um dos conjuntos religiosos mais importantes do Brasil Colonial: o Santuário Bom Jesus de Matosinhos com suas magníficas esculturas: os Doze Profetas de Aleijadinho. Venha descobrir por que você tem que ir para Congonhas!

Uma cidade de tradição ligada à religiosidade que encanta pelas belas paisagens, com casarões coloniais e um conjunto de serras em seu entorno. O lugar também se destaca entre os destinos mineiros por fazer parte do Ciclo do Ouro e da Estrada Real. Vamos juntos entender mais sobre os atrativos de Congonhas!?

Os Doze Profetas de Aleijadinho

Situada no Santuário Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, a série Doze Profetas de Aleijadinho é considerada o maior conjunto barroco executado do mundo. As esculturas talhadas em pedra sabão, construídas entre 1796 e 1805, impressionam pelo tamanho, que chegam até 2,5 metros de altura.

São 12 estátuas que representam os profetas Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias. Além de outras quatro esculturas maiores remetendo a Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel.
A

distribuição dos profetas no espaço não segue a ordem bíblica. Assim, elas são vistas por muitos críticos de arte como uma organização que se assemelha à de uma apresentação de ballet. A vista deste ponto também oferece uma imagem imperdível da cidade de Congonhas!

O conjunto Doze Profetas é considerado a obra máxima de Aleijadinho.

Nascido Antônio Francisco Lisboa, Aleijadinho foi vítima de uma doença degenerativa que lhe tirou alguns movimentos do corpo e ainda o fez perder os dedos da mão. O escultor e arquiteto é o principal artista do período colonial brasileiro.

Já no fim de sua vida, Aleijadinho contou com a ajuda de discípulos e a parceria de artistas como Manuel da Costa Athaíde para construir outras importantes obras e esculturas artísticas. Algumas delas, também, estão nesta região em Congonhas. Bora conferir mais detalhes?

Igreja Bom Jesus de Matosinhos

Apesar de ser conhecida pela presença da obra Doze Profetas de Aleijadinho em seu pátio de entrada, a história e a riqueza cultural da Basílica Bom Jesus de Matosinhos começou muito antes, em 1757.

O interior foi projetado com rica decoração do período rococó da arte mineira. Desse modo, a pintura e o douramento dos altares, bem como a construção de um belo retábulo-mor entalhado, trazem uma atmosfera de grande riqueza e expressão artística para essa igreja em Congonhas!

Um destaque no interior da basílica é a pintura no teto da igreja.

É bastante compensador realizar um tour guiado pela igreja. No passeio são repassadas explicações sobre o processo de edificação e também acerca das atividades de conservação e preservação do espaço.

Nesse sentido, você vai poder conhecer mais sobre os relicários criados por Aleijadinho e pintados por Manuel da Costa Athaíde, entre outros detalhes como os anjos tronchos que impressionam nesse local.

A Igreja Bom Jesus de Matosinhos fica aberta à visitação de terça a domingo, até às 20h30. Os horários de missas podem ser consultados por meio de contato telefônico: (+55) 31 3731-1591.

Capelas dos Passos da Paixão de Cristo

Em complemento aos conjuntos religiosos Igreja Bom Jesus de Matosinhos e Doze Profetas de Aleijadinho, seis capelas dispostas lado a lado na Rua do Aleijadinho contam a história da Paixão de Cristo em Congonhas.

O trajeto localizado numa ladeira íngreme é bastante conhecido por unir os trabalhos de Aleijadinho e Mestre Athaíde. Juntos, os artistas criaram 66 figuras evocando os passos de Jesus Cristo, da Santa Ceia à Crucificação.

A cena da Santa Ceia é uma das mais visitadas dentre todas as capelas.

Tanto para quem professa alguma crença religiosa, quanto para aqueles que admiram imagens históricas típicas do barroco brasileiro, esta é uma visita muito interessante na cidade. Além de tudo, no espaço você encontra lojas de artesanato e muitos restaurantes ao redor.

O santuário recebeu o título de Patrimônio da Humanidade, conferido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1985.

As seis capelas dos Passos da Paixão são uma atração turística arrebatadora durante a Semana Santa em Congonhas.

E aí, já começou a se preparar para visitar a paisagem e os tesouros histórico-religiosos incomparáveis dessa cidade mineira com a 123milhas? Descubra ainda mais pontos turísticos encantadores que você tem que conhecer em Congonhas!

RESERVAR