Lugares para comer

Os melhores restaurantes em Campo Grande

Com influências e toques gastronômicos de diferentes partes do Brasil e do mundo, a culinária de Campo Grande é extremamente diversa e rica em sabores. Para te apresentar os pratos mais deliciosos, nós preparamos uma lista com os melhores restaurantes em Campo Grande. Veja a seguir:

 

Casa do Peixe

Conhecido por servir pratos com os peixes nobres típicos do Pantanal, o restaurante Casa do Peixe é um dos mais famosos de Campo Grande. O estabelecimento trabalha nos sistemas de rodízio e à la carte, mas o primeiro é realmente o forte da casa. Costela de Pacu, Moqueca de Peixe, Peixe à Camponesa, Salmão Grelhado, Camarão Frito e até mesmo comida japonesa, como Sushi e Hot Roll são algumas das opções incluídas no esquema.

O prato – também presente no rodízio – mais pedido do restaurante é o Pintado ao Urucum. A iguaria é feita com o peixe frito ao molho de creme de leite e mussarela gratinada. Para completar, o pirão – típico da cultura indígena – acompanha todas as refeições.

A Casa do Peixe fica em frente à Praça das Araras, um dos importantes pontos turísticos de Campo Grande. Funciona de terça a sábado para almoço e jantar e no domingo apenas para almoço. Pratos para duas pessoas custam em média R$ 150.

Os peixes nobres do pantanal são servidos das mais variadas formas na Casa do Peixe

 

Feira Central

A Feira Central – ou Feirona, como é apelidada – é um tour gastronômico essencial para quem quer conhecer Campo Grande. O comércio possui estandes com venda de diversos produtos, mas é a comida que garante a fama do lugar.

Uma espécie de monumento ao sobá recebe os visitantes na entrada da feira

A culinária mais marcante que você vai encontrar por lá é a japonesa. Os imigrantes vindos do Japão chegaram na região por volta de 1908, para trabalhar na construção de uma estrada de ferro, e se estabeleceram no estado. Por isso, a comida japonesa é muito presente por lá.

Um dos pratos japoneses que você precisa provar na Feirona é o Sobá. Servida em uma cumbuca, a iguaria leva macarrão produzido artesanalmente, carne de porco frita, tirinhas de omelete e cebolinha. Custa entre R$ 20 e R$ 30. 

O típico sobá é feito com macarrão artesanal e pode levar diversos tipos de acompanhamentos

A feira funciona a partir das 16h, nas quartas, quintas e sextas-feiras. Aos finais de semana a partir das 12h. Localizada na antiga Estação Ferroviária, na Rua 14 de Julho, no centro da cidade. Tem entrada gratuita.

 

Território do Vinho

Quem ama um bom vinho e não abre mão de sair para jantar precisa conhecer o Território do Vinho. O restaurante tem um ambiente aconchegante e apresenta uma gastronomia saborosa e requintada. Muitas massas e risotos fazem parte do menu. O Risoto Pantaneiro é o carro-chefe.

O local possui inovações como a Wine Station, um dispensador de vinho em taça, que veio dos Estados Unidos. Drinques sofisticados também fazem parte do cardápio, que possui pratos a partir de R$  50.

Aos finais de semana, o local costuma ficar bem cheio. Nos dias úteis é mais fácil fazer uma refeição com tranquilidade. Como o restaurante é pequeno e bastante procurado, é melhor fazer a reserva para a data desejada. Ele funciona de segunda a sábado para almoço e jantar e aos domingos apenas para almoço.

Os pratos do restaurante sempre harmonizam com um bom vinho

 

Yallah

A imigração árabe também compõem a cultura de Campo Grande. A partir de 1912, fugindo de conflitos no Oriente Médio, sírios, libaneses, turcos e armênios povoaram o local, e ajudaram na construção da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. É claro que essa influência também passou para a gastronomia.

Para provar uma boa comida árabe, você pode visitar o Yallah. O restaurante serve pratos tradicionais como o Falafel, o Charuto de Folha de Uva e o Shamburak, além de saladas, kibes, sanduíches e sobremesas. Os vegetarianos também vão encontrar muitas opções na casa.

O estabelecimento fica no centro da cidade e abre de terça a sábado para almoço e jantar. E aos domingos apenas para almoço. É possível encontrar esfihas a partir de R$ 15 e pratos na faixa de R$ 40.

Opções típicas da culinária árabe e libanesa são servidas no Yallah

 

Vermelho Grill

É louco por uma carninha? Então vá ao Vermelho Grill. Com uma localização privilegiada, próximo ao Parque dos Poderes, ele é um dos restaurantes mais recomendados de Campo Grande. 

Os destaques do cardápio são os cortes de carnes, que são grelhados na frente do cliente. O preço desses pratos varia bastante: é possível encontrar opções de R$ 30 a R$ 130. O ambiente é bem agradável, com toques rústicos e sofisticados ao mesmo tempo.

O menu de bebidas inclui cervejas, vinhos, drinques e bebidas não alcoólicas. O restaurante fica na Avenida Afonso Pena e funciona de segunda a sábado para almoço e jantar e domingo apenas para o almoço.

No Vermelho Grill, as carnes são grelhadas na frente do cliente

 

Ernesto Café Bar

Apesar do nome, o Ernesto Café Bar não é um local apenas para lanchinhos rápidos. O bistrô possui tudo que um bom restaurante tem direito. Com um ambiente moderno e sofisticado, o local serve vários tipos de cafés, salgados, pratos executivos e drinques.

Entre os itens mais pedidos do menu estão a Carne de Sol na Abóbora e a Costelinha a Pururuca. Mas o cardápio é sazonal, então de tempos em tempos surgem novidades. A única certeza é que você sempre vai encontrar comida brasileira de alta qualidade. 

Os pratos costumam ter valores entre R$ 50 e R$ 100. O estabelecimento funciona terça, quarta e domingo para o almoço. Nas quintas, sextas e sábados, ele também abre para o jantar.

A costelinha à pururuca do Ernesto é um dos destaques do cardápio

 

Mercadão Municipal

Para encerrar esse rolê gastronômico por Campo Grande, você tem que passar no Mercadão Municipal. O local reúne um pouco de tudo que é típico da região: temperos, doces, especiarias e ervas medicinais. Além de peças de artesanato e outros utensílios. Mas também é um ótimo lugar para comer bem.

Vende-se de tudo no Mercadão Municipal: na foto você vê a erva usada para fazer o tereré

Se você for lá, tem que provar os famosos pastéis do mercado (existem opções a partir de R$ 9) e a Chipa, iguaria de origem paraguaia que lembra o pão de queijo. Outro alimento típico que você vai encontrar é o tereré, uma espécie de chimarrão tomado gelado – afinal de contas estamos na capital do Mato Grosso do Sul e o calor não pega leve.

A chipa é um biscoito feito a base de queijo, que tipicamente tem o formato da letra “U”

As lojas do Mercadão abrem de segunda a sábado, das 6h30 às 18hs. E aos domingos das 6h30 às 12hs. 

Já sabe tudo o que comer na sua viagem para Campo Grande? Hora de decidir onde vai ficar. Clique aqui para conferir as melhores opções de hotéis em Campo Grande.