Pirenópolis

Pirenópolis

Com diversas construções do século 18 e belas cachoeiras, Pirenópolis é um destino tanto para os entusiastas da história e arquitetura quanto para os fãs do ecoturismo. Esse município foi fundado em 1727 e apresenta várias tradições e aspectos culturais fascinantes. Descubra porque você tem que ir para Pirenópolis.

Parque Estadual dos Pireneus

O Parque Estadual dos Pireneus é parada obrigatória em Pirenópolis! A dica é programar o roteiro para assistir ao pôr-do-sol no Pico dos Pirineus, uma das principais atrações. À noite você consegue enxergar Goiânia, Brasília e Anápolis!

Para chegar ao mirante, grande parte do trajeto é feito de carro. O último trecho é uma trilha, que dura entre 10 a 15 minutos. Mesmo que não seja uma longa caminhada, é recomendável usar tênis e roupas leves para que o percurso seja confortável e você evite se machucar.

Assista ao pôr-do-sol no mirante do Pico dos Pirineus.

O Morro Cabeludo é uma atração à parte no parque. Tem mais de 1350 metros de altitude e abriga várias espécies de orquídeas, bromélias e cactos. De lá, você pode ver de perto as formações rochosas e a diversidade da flora típica da região. Para quem gosta de escalada, o Morro Cabeludo é o ideal para a prática de esportes radicais em Pirenópolis.

Há duas cachoeiras no parque, a do Coqueiro e da Garganta, ambas são ótimas para nadar. A trilha para chegar à cachoeira do Coqueiro é de aproximadamente 600 metros. Um pouco mais adiante está a trilha da Garganta. Não deixe de conferir e se refrescar nas piscinas naturais.

O acesso ao parque é gratuito e pode ser feito das 8h às 17h. Para ir às cachoeiras, é cobrada uma taxa de R$ 25 por pessoa. Crianças entre 6 e 12 anos pagam meia-entrada e menores de 5 anos não pagam.

Refúgio Avalon

Para uma experiência rica em contato com a natureza e com atividades ecológicas, a indicação é ir ao Refúgio Avalon. O espaço oferece três trilhas, uma cachoeira, horta, estação de compostagem e jardins. Você também pode descansar nas redes, meditar e até tomar banho de argila!

O jardim sensorial é um dos diferenciais do lugar e promete estimular os cinco sentidos (olfato, visão, paladar, tato e audição) do visitante, por meio das plantas e fontes d’água. Com os pés descalços e parte do trajeto feito com os olhos vendados, os visitantes podem tocar, experimentar e cheirar ervas, flores e frutas, além de ouvir os sons da natureza.

O espaço tem mais de 100 exemplares de plantas. Créditos: Refúgio Avalon.

O passeio é uma opção para todas as idades e o espaço é adaptado para pessoas com deficiência. A visita é paga por tempo de permanência. A primeira hora custa R$ 20, na segunda é cobrado um adicional de R$ 10 e, da terceira em diante, o acréscimo é de R$ 5.

O Refúgio Avalon abre todos os dias, exceto às quartas-feiras, das 9h às 16h. Para mais informações, acesse o site.

Centro histórico

O centro histórico é um dos grandes charmes de Pirenópolis. As ruas de pedra, casinhas coloniais e luminárias antigas compõem o cenário perfeito. Se você gosta de arquitetura, irá se apaixonar e descobrir um novo encanto a cada esquina!

O centro histórico de Pirenópolis é uma das grandes atrações turísticas.

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário é considerada o maior e mais antigo monumento histórico de Goiás. A data da construção é incerta, mas o primeiro documento do templo data de um batismo em 1732.

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário é o monumento histórico mais antigo do estado.

Tombada em 1941 como patrimônio nacional, a igreja passou por uma grande restauração em 1997. Antes da reforma, as condições do templo religioso estavam bem precárias, mas a renovação deu uma nova vida ao local. Porém, em 2002, aconteceu um incêndio que destruiu grande parte da igreja. Até hoje não se sabe exatamente o que aconteceu.

Felizmente, a comunidade reconstruiu a igreja, que é uma réplica da original. Reinaugurado em 2006, o templo continua sendo um símbolo muito importante da história do estado. As visitas acontecem todos os dias da semana, exceto às terças e quartas, das 7h às 17h. A entrada custa R$ 2.

Igreja de Nosso Senhor do Bonfim

Outro templo marcante na cidade é a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. Começou a ser construída em 1750, quando uma imagem de Nosso Senhor do Bonfim em tamanho real foi trazida de Salvador para a cidade. A peça continua decorando o interior da igreja. Vale muito a pena conhecer!

Assim como a matriz, a entrada custa R$ 2. As visitas acontecem todos os dias, exceto às terças, das 12h às 18h.

A Igreja de Nosso Senhor do Bonfim foi construída em 1750.

Ponte sobre o Rio das Almas

Um dos cartões-postais de Pirenópolis é a Ponte Velha, também conhecida como Ponte sobre o Rio das Almas. Você pode passar por ela tanto de carro quanto a pé, mas é recomendado fazer uma parada para ver a paisagem e tirar fotos.

A Ponte sobre o Rio das Almas é um cartão-postal da cidade.

Rua do Lazer

O point gastronômico da cidade é na Rua do Lazer! É lá que estão diversos bares e restaurantes e é onde acontecem shows, eventos e a vida noturna da cidade.

Apesar de ser chamada de rua, na verdade o trecho é uma quadra da rua do Rosário, a principal de Pirenópolis. Por ser na parte histórica, todos os estabelecimentos estão situados em casarões coloniais. Além de ser um lugar animado, também é superencantador.

A Rua do Lazer fica no centro histórico.

As opções na Rua do Lazer são diversas e agradam todos os gostos e bolsos. Para quem gosta de cerveja gelada, pratos saborosos e música ao vivo, uma boa recomendação é o Restaurante Encontro Marcado & Aravinda Bar.

O cardápio inclui massas, risotos, caldos e pratos como moqueca e galinhada. Para grupos maiores, uma indicação é pedir chapas, como de frango em cubos, picanha ou filé mignon, acompanhadas por batata ou mandioca frita. Os vegetarianos podem ficar tranquilos, pois há diversas opções no menu. Também saladas, guarnições e versões kids.

Os pratos individuais custam entre R$ 42,90 e R$ 79,90. Já as chapas para grupos são a partir de R$ 124,90.

O Encontro Marcado abre todos os dias, das 10h à meia-noite. Às quintas, funciona a partir das 16h30.

Deu água na boca?! Aproveite para conhecer a gastronomia da cidade e saiba onde comer em Pirenópolis!

RESERVAR

RESPOSTAS123