Bariloche

Bariloche

Conheça Bariloche

Com a paisagem deslumbrante da Patagônia, a cidade de San Carlos de Bariloche, como é formalmente chamada, é o local ideal para desfrutar das maravilhas naturais dessa região. 

O turismo em Bariloche atrai muitos visitantes todos os anos, que buscam, principalmente, ver a neve, os lagos glaciais cintilantes e saborear os famosos chocolates. Confira este guia de viagem e saiba quais são as melhores dicas para aproveitar mais e economizar sempre.

Você vai ler sobre

Bariloche

Você já se perguntou onde fica Bariloche?

Bariloche nasce às margens do lago Nahuel Huapi, na província argentina de Río Negro, vizinha à Cordilheira dos Andes e localizada a 1.600 km ao sul de Buenos Aires, na Patagônia Argentina.

A cidade já era ocupada por povos indígenas antes que os colonizadores chegassem à sua região, durante os séculos XVII e XVIII. Missionários vindo do Chile fizeram caravanas para o local que hoje integra o território da cidade.

A fundação da cidade ocorreu apenas em 1895, quando um imigrante alemão fixou ali seu armazém. Karl Wiederhold deu apenas o pontapé inicial para o que viria ser uma das cidades mais conhecidas e visitadas de toda a Argentina! 

Tão logo a cidade foi fundada, Bariloche já começou a receber visitantes de todos os cantos da Argentina e do mundo. Este foi, inclusive, o motivo de seu primeiro aeroporto ter sido construído tão depressa, em 1912, pouco tempo depois da formação oficial do município.

Hoje, Bariloche é uma das cidades mais populosas da Patagônia, abrigando por volta de 150.000 habitantes. O local é base de inúmeras pistas de caminhada e esqui, centro de chocolaterias e cervejarias artesanais, e também um dos polos científicos mais importantes da América. 

Uma curiosidade é que por lá o nascer e o pôr do sol acontecem em horários curiosos. Durante os dias mais frios do ano, o astro nasce por volta das 8h da manhã e se põe entre 18h e 19h. Em tese, a cidade deveria estar em um fuso horário diferente da capital, Buenos Aires, mas como o fuso foi mantido, é inevitável reparar nessa diferença.

Com arquitetura que em muito lembra as construções austríacas e alemãs, San Carlos de Bariloche é um lugar muito agradável de estar.  

Turismo em Bariloche

Cercada por lagos, rios, montanhas e tendo a Cordilheira dos Andes como plano de fundo, Bariloche é muito procurada pelos brasileiros no inverno, principalmente por quem deseja ver neve pela primeira vez. No entanto, em qualquer estação do ano você encontra paisagens naturais de tirar o fôlego e inúmeras atividades para se divertir.

Embora o centro de Bariloche seja uma mistura de belos prédios em estilo alpino e restaurantes fantásticos, não há muito o que ver ao longo da rua principal, a Calle Mitre. O ponto forte da cidade é ser um destino de aventura, com opções de esquiar, tirolesa, caiaque, rafting e entre outros. 

Um dos passeios mais tradicionais é o Circuito Chico, também conhecido como o tour panorâmico, que consiste em percorrer cerca de 60 km às margens do lago Nahuel Huapi visitando pontos turísticos de interesse.

Turismo em Bariloche | Lago Nahuel Huapi | Conexão123

Nahuel Huapi significa “ilha do jaguar”, em alusão ao que hoje é a Isla Victoria, uma das principais atrações do parque, junto com o Bosque de Arrayanes | Foto: Divulgação

Alguns atrativos pelo caminho são a Capela San Eduardo, o Porto Pañuelo, a Bahía López e o Mirante Punto Panorâmico, que proporciona uma vista sensacional da imponente Cordilheira dos Andes.

O destaque do passeio é o Cerro Campanário, onde é possível subir por um teleférico até o cume e desfrutar de uma vista de 360 graus das paisagens da região!

Durante o trajeto, existem várias lojas, restaurantes, cervejarias e outros locais interessantes para provar o melhor da culinária local e comprar produtos típicos.

  • Duração do passeio: entre 3 e 4 horas.
  • Valor: a partir de R$ 90 por pessoa. 

O centro de Bariloche é um lugar superagradável em qualquer época do ano. Tire um tempo para conhecer as lojas, comprar chocolates na Loja de Chocolate Mamuschka, visitar restaurantes e admirar o Centro Cívico, uma agitada praça retangular, cheia de construções inspiradas nos alpes. 

Turismo em Bariloche | Loja de Chocolate Mamuschka | Conexão123

A Loja de Chocolate Mamuschka fica localizada na rua Mitre, 298

Perto do centro, estão Libertad e Mitre, avenidas com diversas lojas e hotéis. Não deixe de passar na Rapa Nui para tomar um sorvete artesanal e comprar chocolates deliciosos! 

Um programa  que é uma nova atração para os visitantes é o passeio noturno em um trem turístico.  A nova rota liga Bariloche à estação Perito Moreno, região que faz fronteira com o Chile. O trem tem capacidade para 120 passageiros, e o trajeto percorre algumas das principais paisagens da região, em um percurso de 30 km.

Para quem deseja ver e se divertir na neve, as pistas de esqui são um atrativo essencial, com atrações para toda a família. Localizada próximo ao centro do município argentino, a Cerro Catedral Alta Patagonia é a estação de esqui mais antiga da Argentina, com cume aproximado de 2.180 m acima do nível do mar.

Quando ir a Bariloche 

Inicialmente, é importante deixar claro que Bariloche é um destino tipicamente invernal por conta da neve, mas que também proporciona opções para quem prefere o calor.

O verão, com dias mais longos e ensolarados, tem pouca chuva. As temperaturas em dezembro, janeiro, fevereiro e março ficam entre 5 ºC e 20 ºC, permitindo tomar sol nos lagos. Há os corajosos que entram na água.

Para quem deseja pegar neve, o ideal é programar a viagem para o mais tarde de julho que puder. Agosto é a época de neve mais certa, estendendo-se até meados de setembro. 

Durante o inverno, na temperatura de Bariloche, espere mínimas de 0 ºC e máximas de 5 ºC. No alto da montanha, a temperatura estará sempre negativa. 

O seu plano é experimentar um esqui na neve? No Cerro Catedral, há 20 km do centro de Bariloche você pode praticar, ainda que não tenha experiência. Existem pistas de esqui para todos os níveis — até para os que nunca esquiaram e querem ter aulas com os esportistas. Por lá, você consegue alugar roupas próprias para neve e equipamentos de esqui.

Quando ir a Bariloche  | Cerro Catedral | Conexão123

O Cerro Catedral é o maior complexo de esportes de neve de Bariloche — e também da América do Sul

Caso não queira se aventurar no esporte, é possível fazer uma caminhada pela neve para admirar as belas paisagens ou ficar em um restaurante tomando um delicioso chocolate quente.

Valor: O tarifário para acesso por um dia está a partir de R$ 240 (por visitante) e vale para a temporada 2022/23. Há  pacotes a partir de R$ 830 por pessoa, que incluem equipamento, aulas de esqui e snowboard, translado ida e volta de Bariloche para Cerro Catedral.

Como chegar a Bariloche 

O voo desde a capital argentina até Bariloche tem duração de 2 horas e 20 minutos. Você pode pegar um avião com conexão do Brasil até Buenos Aires e depois de Buenos Aires até Bariloche. 

No caso de passagem com conexão em Buenos Aires, a capital tem dois aeroportos: o Aeroporto Jorge Newbery (AEP) e o Aeroporto Internacional Ministro Pistarini (Ezeiza). É importante observar isso na hora da compra de passagem e calcular o tempo de deslocamento, caso seja necessário fazer a troca de aeroporto. 

Caso não seja do seu interesse incluir Buenos Aires no pacote, sem problemas! Também é possível adquirir voos diretos do Brasil para Bariloche.

O aeroporto de Bariloche fica a 15 km do centro da cidade, cerca de 30 minutos de carro. 

Para quem gosta de road trip e quer a rota mais bonita, aqui vai uma dica: saindo da capital, o percurso passa pela costa Argentina, passando por Mar del Plata até Bahía Blanca. Após, pegue a Ruta 22 até Zapala e continue pela Ruta 40, que chegará a San Carlos de Bariloche, passando por San Martín de Los Andes e Villa La Angostura. 

Confira os melhores hotéis para se hospedar em Bariloche.

Quanto custa viajar a Bariloche 

Nos tópicos anteriores apresentamos o turismo em Bariloche, que reserva muitos atrativos e opções incríveis para conhecer de pertinho os encantos do destino sul-americano. 

O custo da viagem para o local vai depender de alguns fatores importantes, como alimentação, escolha de onde se hospedar em Bariloche, passeios e transporte. 

O tíquete aéreo (ida e volta) varia conforme o local de embarque do viajante. Saindo de São Paulo (SP), para Bariloche, Argentina, o valor está a partir de R$ 2.400 (por passageiro).

O tempo de voo dura em média 7 horas, com uma parada. Já o valor do hotel começa em R$ 500 a diária para um quarto duplo. 

Ressaltamos que os preços informados neste guia de Bariloche se referem a viagens em época da alta temporada, na melhor época para ver a neve, e a pesquisa foi realizada com antecedência.

Pacotes de turismo para Bariloche 

Os pacotes de viagem costumam ser uma ótima opção aos turistas que desejam garantir passagens aéreas e hospedagem em um só clique. Dessa forma, o viajante tem a chance de aproveitar melhor os preços. 

Partindo de São Paulo (SP) para Bariloche, o valor do bilhete de avião (ida e volta com parada) mais hotel está a partir de R$ 4.522 (por passageiro) para três dias com café da manhã.

O que achou do guia de turismo em Bariloche? Conte com a 123milhas para garantir sua passagem aérea, hotéis, aluguel de carros e seguro-viagem!

RESERVAR

RESPOSTAS123

A melhor época de viajar para Bariloche vai depender do objetivo de turismo de cada um. A alta temporada é no inverno, entre os meses de maio e agosto.

Os brasileiros que viajam a turismo não necessitam de visto e nem mesmo passaporte, sendo possível viajar apenas com um RG de fácil identificação.

Gasto médio de uma viagem a Bariloche no inverno por 7 noites (alta temporada): 8000 reais aproximadamente.

Gastos diários no destino: entre 500 e 600 reais.