Guia turístico

Praias escondidas de São Paulo que vale a pena conhecer

O litoral de São Paulo é repleto de praias belíssimas e muito famosas. Mas a verdade é que durante a alta-temporada, fins de semana e feriados, a região fica bem cheia. Assim fica difícil encontrar bons lugares para relaxar sem tanta gente por perto. Por isso, preparamos uma lista com as melhores praias escondidas de São Paulo.

São opções ideais para quem quer se conectar com a natureza, praticar ecoturismo ou curtir uma vibe mais tranquila. Sim: existem praias desertas em São Paulo e você vai conhecê-las agora.

Muitos dos pontos que vamos apresentar ficam em destinos superpopulares, como Ilhabela e Ubatuba, mas acabam não sendo tão visados pela maioria dos turistas. Os motivos desse isolamento podem ser as dificuldades de acesso ou a falta de divulgação. Mas são verdadeiros tesouros muito bem escondidos na costa do estado.

O encontro da Mata Atlântica com o mar cria cenários belíssimos no litoral de São Paulo

 

O que levar para uma praia deserta?

O passeio até uma praia menos frequentada requer uma mochila mais espaçosa. Como esses destinos geralmente quase não têm estrutura para receber turistas, você precisa levar de tudo um pouco.  Muita água e alimentos mais nutritivos são indispensáveis. Recolha cada resíduo que você gerar durante sua estada nesses locais. 

Também é essencial levar protetor solar e um boné ou uma viseira. É pouco provável encontrar guarda-sóis disponíveis em praias desertas. E o repelente! Essas praias no meio da Mata Atlântica costumam ser carregadas de pernilongos ou borrachudos. Se for o caso de praticar snorkeling, surfe ou outro esporte, leve os próprios equipamentos.

Lembre-se de checar as instruções para chegar ao local. Se o acesso for por meio de uma trilha, vá de tênis e convém levar uma calça training. Leve o celular com a bateria bem carregada. É bom para ajudar na sua segurança e aproveitar a oportunidade para tirar fotos incríveis. Afinal, dá pra imaginar os cenários paradisíacos que você vai encontrar e conhecer. 

A Praia do Português figura entre as belezas escondidas e pouco frequentadas pelos turistas

Bora conferir essa lista de praias “secretas” em São Paulo? Mas olha só: é segredo nosso, tá? Só vale compartilhar com quem você tem certeza de que vai ajudar a preservar essas maravilhas da natureza quase intocadas pelo homem.

 

Praia Brava do Camburi – Ubatuba

Um paraíso escondido entre os costões de pedra e Mata Atlântica: esse lugar está no extremo norte de Ubatuba, pertinho da divisa com Paraty. A Praia Brava do Camburi tem uma orla extensa com praia de águas verdes-claras, areia branquinha e um mar bem agitado. Por isso, é uma das preferidas para a prática de surfe em Ubatuba. Mas atenção: o próprio nome da praia sugere a frequência de surfistas com mais experiência.

Também é uma boa pedida para quem quer relaxar, fazer ecoturismo em Ubatuba e se refrescar. Além de ser totalmente preservada, inclusive no verão, a praia tem acesso por meio de uma trilha que passa entre a floresta que a cerca. Lá você também encontra água doce. Há um rio bem próximo ao mar. O contato com a natureza é uma das atrações garantidas nesse destino selvagem.

A Praia Brava do Camburi fica a 44 km do Centro de Ubatuba. O caminho começa um pouco antes do Km 5 da rodovia Rio-Santos, no sentido Ubatuba-Paraty. Não há placas indicativas no local, mas a trilha fica ao lado de uma propriedade particular que funciona como um estacionamento.  

São menos de 500 metros até a praia. Os primeiros 250 metros do percurso são de um trecho muito íngreme. A segunda parte é plana e passa dentro da Mata Atlântica preservada. Você gasta meia hora para completar o trajeto. 

Também é possível chegar lá por uma trilha a partir do canto direito da Praia do Camburi. Mas o percurso é mais longo e menos utilizado. Os desafios para ter acesso à área são os grandes responsáveis pela preservação. Isso torna a frequência de turistas baixa, mesmo em alta-temporada. A Praia Brava é um verdadeiro oásis para quem procura boas ondas e um clima tranquilo em meio à natureza.

‘Praia Brava’ do Camburi faz jus ao nome por causa do mar agitado

 

Praia da Ilha do Prumirim – Ubatuba

Em busca das águas mais cristalinas no litoral de São Paulo? Então você tem que conhecer a Praia da Ilha do Prumirim – uma das melhores de Ubatuba. Como o nome bem diz, ela fica em uma das ilhas próximas à orla – a famosa Ilha do Prumirim, em frente à praia de mesmo nome. Lá ficam alguns barqueiros disponíveis para cumprir o trajeto de dez minutos. O custo é de cerca de R$ 30 por pessoa (ida e volta). São apenas 800 metros de água separando o continente do belo destino.

Com mar calmo e raso, a Ilha do Prumirim é excelente opção para a prática de snorkel. Peixes e tartarugas passam por lá e fazem a festa dos visitantes. Se estiver procurando um local mais tranquilo e com mais visibilidade, vá para o canto direito da Ilha, perto das pedras. Lá você vê belos corais e espécies raras da fauna marinha. 

No canto esquerdo há pedras formando uma piscina natural. É uma delícia para se refrescar! Como o mar é muito tranquilo, há uma longa faixa de água rasa. Dá pra andar bastante mar adentro. Por isso, é uma ótima praia para ir com crianças em Ubatuba. Caiaques e pranchas de stand-up paddle também costumam ficar disponíveis para aluguel na região. 

Mesmo não estando entre as praias mais visitadas, a área recebe certo movimento. Tem até uma estrutura com um bar. O estabelecimento abre na alta-temporada, mas é melhor se prevenir e ir abastecido de água e alguns snacks. Pode até mesmo ir com um cooler, se estiver com uma turma animada. Mesmo sendo um pouco conhecida, a praia permanece bem preservada e costuma ser um destino mais tranquilo do que as badaladas Praia Grande, das Toninhas e de Maranduba.

A Praia do Prumirim fica ao norte de Ubatuba. Dá 19 km do centro e tem acesso por estrada asfaltada. Outras praias que também têm saídas de barco para esse destino são a do Félix e da Almada. Se você estiver interessado em passear de escunas ou lanchas, o preço é de R$ 75 por pessoa, mas existem opções saindo do Itaguá e do Saco da Ribeira.

Um pouco mais movimentada no verão, a Praia da Ilha do Prumirim proporciona um belo cenário aos visitantes

 

Praia do Alto – Ubatuba

A Praia do Alto é uma pequena faixa de terra com areia grossa e fofa que se estende por cerca de 200 metros em meio a uma exuberante natureza. Fica ao norte de Ubatuba, entre suas irmãs mais famosas: Praia Vermelha do Norte e a Praia de Itamambuca. É outra excelente opção para quem busca praias desertas em Ubatuba.

Com um mar calmo, a área é cercada por uma extensa encosta de pedras e seu entorno é bastante arborizado. É excelente para um mergulho refrescante ou pra ver alguns peixinhos. A sensação é de que você está nadando na Mata Atlântica intocada. 

Esse destino é uma boa alternativa para famílias e casais que procuram tranquilidade. Fica bem vazio na baixa-temporada. Já nos meses mais movimentados, é comum encontrar até quiosque de comes e bebes. Além disso, eles alugam caiaques, stand-ups e máscaras de mergulho.

Para chegar até a Praia do Alto, é preciso percorrer uma trilha que começa na altura do km 39,5 da rodovia Rio-Santos. Há um estacionamento pago na entrada do acesso. O percurso é um pouco íngreme, mas o nível é fácil. A caminhada dura entre dez e 20 minutos. Em dias chuvosos, o piso pode ficar escorregadio. Então convém redobrar a atenção.

O paredão verde que se ergue atrás da Praia do Alto cria bons pontos de sombra para os turistas fugirem do sol

 

Praia da Fome – Ilhabela

Você sabia que Ilhabela está entre as 5 melhores praias do Brasil? Um dos pontos ideais para a prática de snorkeling e mergulho é a Praia da Fome. Com areias claras, mar verde-esmeralda e árvores que garantem a sombra para os visitantes, é uma opção para quem quer combinar mar calmo e contato com a natureza.

A área fica no norte do arquipélago, entre a Praia de Jabaquara e a do Poço. O acesso é somente pelo mar. Uma corrida de lancha partindo da Praia do Perequê dura uns 20 minutos. Há também agências de turismo que oferecem roteiros de escuna até o local. Os barcos que chegam ficam ancorados na ponta direita da faixa de areia. Caminhe até o lado esquerdo para desfrutar de um lindo visual de toda a enseada.

A paisagem é bem diferente da das praias mais urbanas da região. As águas claras aliadas ao pequeno fluxo de turistas transformam o local em uma excelente área para avistar a fauna marinha. Há uma casinha que serve de apoio para os visitantes. Dá pra comprar bebida e comer alguma coisa. Um casarão histórico completa o belo cenário da costa.

São apenas 122 metros de extensão, e a faixa de areia é dividida em dois trechos pelas pedras. Uma área bem reservada, não é mesmo? E além de tudo, uma das praias mais selvagens de Ilhabela. Por isso, prepare-se para lidar com os mosquitos. Ponha repelente na sua sacola de praia.

A Praia da Fome só é acessível pelo mar. A melhor forma para chegar até lá é contratando um passeio com alguma agência local

 

Praia Mansa e Vermelha – Ilhabela

O passeio até as praias Mansa e Vermelha é um deslumbre do paraíso para os amantes do ecoturismo em Ilhabela. Localizadas na parte leste do município, as praias ficam bem próximas uma da outra e contam com uma trilha de acesso bem no meio da mata.

No canto direito da Praia de Castelhanos fica a subida para o Mirante do Coração. É lá que você tem acesso à trilha que leva às praias Mansa e Vermelha. O caminho começa depois de um portão. Tem placa sinalizando…

O percurso tem um nível de dificuldade intermediário por causa das subidas íngremes. Depois de dez minutos, você chega à pequena Praia Mansa. Lá você vê algumas casas de caiçara, uma igreja e um apoio náutico para embarcações da comunidade. A maioria dos moradores ainda vive da pesca. 

A Praia Mansa é rodeada por uma aldeia de pescadores

A faixa de areia é bem pequena. São só 70 metros. O mar tem águas mansas (daí o nome) e ideais para o banho de mar. A praia é linda, mas o melhor está por vir. É só continuar seguindo a trilha até a Praia Vermelha

Você passa por uma ponte sobre um rio e sobe durante meia hora na Mata Atlântica. Aí tem uma descida de visual surpreendente: chegou!

São cerca de 400 metros de extensão. A Praia Vermelha tem uma paisagem paradisíaca. A faixa de areia avermelhada e inclinada em direção ao mar combinada com os coqueiros que cercam a região formam um belo cenário! Há até um riozinho para você se banhar e refrescar depois de completar a trilha. 

Pequenas casas e barcos de pesca ocupam o centro da área. O fluxo de turistas é pequeno. A maioria dos frequentadores são os moradores. A praia tem uma propriedade particular, mas nenhum serviço. Então leve uns snacks, muito líquido e repelente, pois os mosquitos não dão paz durante a trilha.

A caminhada vale a pena: a Praia Vermelha é uma das mais bonitas e melhores de Ilhabela

A trilha para chegar até essas belas praias desertas em Ilhabela tem cerca de 2,2 km. A estrutura é boa: tem até corrimão para ajudar no percurso. Prepare-se para uma caminhada de menos de 5 km ida e volta. Vale muito a pena só pelas belezas naturais que você encontra!

 

Praia do Português – Ubatuba

Às vezes, praias desertas e tranquilas podem estar pertinho das mais badaladas. A Praia do Português, em Ubatuba, é prova disso. Fica ao lado da Praia do Félix – também conhecida como Prainha do Félix, que está entre as mais badaladas da região. 

A pequena faixa de terra em forma de ferradura não chega a ter 50 metros de extensão. Isso mostra que muita beleza cabe em pouco espaço. Cercada por coqueiros e uma vegetação intensa, o cenário parece até ter sido desenhado. E há quem diga que foi mesmo. Conta-se que o lugar foi aperfeiçoado pela ação humana, com a retirada de algumas pedras que impediam a circulação de pessoas e até mesmo o fluxo da água do mar. Planejado ou não, o visual é realmente de cinema!

Além de tirar muitas fotos da bela paisagem, você pode aproveitar para mergulhar nas águas cristalinas que banham a prainha. É possível avistar até mesmo alguns peixinhos. Há momentos entre calmaria e ondas mais fortes, o que agrada a todo mundo. Mas, cuidado: a área é cheia de pedras e rochas submersas.

Mesmo estando perto de uma praia bem famosa, a Praia do Português é pouco explorada pelos turistas. Alguns chegam até a chamar de Praia Esquecida. O único acesso é feito por meio de uma trilha, no lado direito da praia do Félix, por dentro da água e por cima de pedras. É um percurso com um nível médio de dificuldade, e não é recomendado para crianças nem idosos.

Você também deve evitar ir até essa praia quando a maré está alta. O nível do mar sobe muito, diminuindo consideravelmente a porção de areia e tornando a trilha até lá mais perigosa. Não há nenhuma estrutura para turistas na praia. Então dá uma conferida pra ver se está levando lanches, água, protetor solar, etc.

Com 30 metros de extensão, a Praia do Português fica ao norte de Ubatuba

 

Praia Brava – São Sebastião

Uma das poucas e raras praias desertas em São Sebastião é a Praia Brava. Fica entre as badaladas praias de Boiçucanga e Maresias, e é cercada pela Mata Atlântica preservada. O mar é agitado e cheio de ondas, tornando o ponto ideal para os surfistas.

O acesso até a Praia Brava é um pouco complexo. Esse fator justifica o baixo fluxo de turistas. Só dá para chegar de barco ou por meio de uma trilha de 3 km com nível intermediário. Gasta uma hora de caminhada só de ida. O trajeto começa logo após o fim da praia de Boiçucanga, no sentido Rio de Janeiro. Placas na rodovia Rio-Santos sinalizam a entrada ao lado direito. 

Para chegar pelo mar, é possível pegar carona nos barquinhos de pescadores, do lado esquerdo da praia de Boiçucanga. Mas vá preparado porque você não desembarca na terra. Precisa nadar e atravessar a arrebentação, que costuma ser bem forte. O passeio é recomendado só com o dia de mar sem ondas.

As areias claras da praia são cercadas pela natureza intocada do Parque Estadual da Serra do Mar. A trilha que você atravessa para chegar até ela fica dentro do parque. No canto direito da orla, há uma cachoeira dando um aspecto ainda mais selvagem para a área. 

A Praia Brava é um dos melhores pontos de surfe de São Sebastião

Atenção a estas dicas: leve água e snacks, pois nem sempre você encontra bares e quiosques funcionando nesses locais pouco explorados. Protetor solar e repelente, então, são indispensáveis. Ah! E vá de tênis e, em alguns casos, até de calça comprida (training de preferência). Não subestime o nível de dificuldade das trilhas.

Por fim, lembre-se de que você também é responsável para que esses pedacinhos do paraíso em São Paulo permaneçam preservados. Então recolha os resíduos que você produziu porque não há serviço de coleta de lixo em locais assim, né?!

Atente-se às regras básicas de respeito à natureza quando for visitar uma praia selvagem

Pronto, partiu São Paulo?! Aproveite o feriado do Carnaval e conheça essas belíssimas praias. 

A 123milhas oferece as melhores hospedagens em destinos nacionais e internacionais. Planeje a sua próxima viagem com a gente.