Pomerode

Pomerode

Que tal fazer as malas para conhecer a cidade mais alemã fora da Alemanha e que fica bem no Vale do Itajaí, em Santa Catarina? Muita natureza, museus, casas com arquitetura no estilo enxaimel, chocolates e cervejas é o que não faltam por lá. Misture isso com a herança indígena e portuguesa na cidade. E, pronto, você tem que ir para Pomerode!

Antes de mais nada, para quem não mora na região sul do país, uma boa opção é incluir esse pedacinho com cara de Europa na rota de destino quando viajar por Santa Catarina. Esse recanto germânico fica a apenas 30 quilômetros de Blumenau.
Para conhecer bem a cidade e os costumes da população local, a maioria com ascendência germânica, o indicado é passar, pelo menos, cinco dias por lá. Dá para escutar tanto dialeto e sotaque dos descendentes dos colonizadores que você vai se sentir, de verdade, na Alemanha!

Morro do Schmidt

O ponto mais alto de Pomerode fica no Morro do Schmidt, com 931 metros de altura. A área pertence à Porcelana Schmidt, indústria de porcelanas pomerodense, por isso o nome do mirante. No topo dele estão instaladas antenas de transmissão. Mas é no teto da casinha das instalações das antenas que você tem que subir para ver a vista mais bela da cidade.

Se no dia o céu estiver limpo, dá para ver até o mar e vários municípios do Vale Europeu em Santa Catarina. A maneira mais fácil de chegar ao morro é de veículo com tração nas quatro rodas, a partir das ruas Morro do Schmidt ou Morro Trettin.

Quem tem preparo físico para encarar quase 10 quilômetros de percurso e subida íngreme, pode subir de bike também. É que o morro aparece na 21ª posição do “Guia das 100 Subidas Mais Difíceis do Brasil”. De qualquer forma, antes de se aventurar, consulte as condições do trecho e a previsão do tempo na cidade.

Vista do pôr-do-sol em Pomerode a partir do Morro do Schmidt.

Museus

Há quem diga que a cidade de Pomerode é um museu a céu aberto, já que cada quarteirão reproduz um pouco a Alemanha. Se lá não falta história, alguns museus são paradas obrigatórias.

É o caso do Museu Casa do Escultor Erwin Curt Teichmann, que fica próximo ao Portal Turístico Sul. O espaço abriga obras do escultor que dá nome ao museu, artista que nasceu na Alemanha e veio na infância para o Brasil, em 1914.

Outro museu que vale a visita é o Pomerano, onde dá para conhecer a história do município e a chegada dos imigrantes europeus no século XIX. Em resumo, o acervo conta com peças de couro, madeira, vidro, entre outros. Fica na rua Hermann Weege, 111, também no centro da cidade.

Também não deixe de ir à Casa Haut, localizada na entrada da rua Testo Alto, que de tão importante virou patrimônio tombado pelo governo federal. Construída no fim do século XIX, preserva suas características originais em uma edificação com arquitetura enxaimel. No passado já serviu de açougue e loja de roupa. É um paraíso para quem gosta de arquitetura e construção.

A Casa Haut foi construída no fim do século XIX pelo casal Emil Rahn e Erich Beyer com técnicas arrojadas.

Pórtico Wolfgang Weege

Até uma réplica em tamanho real de um portal da antiga capital da Pomerânia, cidade hoje chamada de Szczecin e pertencente à Polônia, você encontra na cidade mais alemã do Brasil. É o Pórtico Wolfgang Weege, também conhecido como Portal Norte de Pomerode.

Essa réplica homenageia o Portal Portuário de Stettin, onde muitos imigrantes pomeranos passavam um pouco antes de cruzar o continente para vir ao Brasil, por se tratar de uma importante cidade portuária no Mar Báltico.

O Portal Norte de Pomerode foi doado à cidade no ano 2000, em homenagem aos colonizadores pomeranos.
Crédito: Rota do Enxaimel

Fábrica de Chocolates Nugali

Quer descobrir como os chocolates são feitos? A Fábrica de Chocolates Nugali abre as portas para os visitantes conhecerem o ciclo do cacau e do chocolate, em um passeio interativo com todas as etapas de produção. Você vai conhecer desde o cultivo dos pés do cacau até a embalagem dos chocolates.

A produção das amêndoas de cacau da Nugali vem do sul da Bahia e contribui para a manutenção de florestas nativas e na requalificação de um polo cacaueiro no Brasil. Os chocolates da Nugali colecionam premiações internacionais.

Durante o passeio, você pode degustar os chocolates e visitar uma estufa com pés de cacau, construída na técnica enxaimel. Para aumentar ainda mais a diversão, os visitantes passam por cenários do mundo do chocolate que rendem fotos descontraídas. Aproveite para comprar chocolate na loja da fábrica, que oferece tablete em torno de R$15.

Deguste diferentes tipos e intensidades de chocolates durante a visita à fábrica de chocolates da Nugali.
Crédito: Nugali

O passeio pela fábrica dura, em média, 30 minutos. Localizada na Rota do Enxaimel, em Pomerode, o tour pela fábrica da Nugali acontece na rua Testo Alto, 4848. A visitação acontece todos os dias, das 9h às 18h.

Zoo Pomerode Bioparque

O maior bioparque de Santa Catarina está em Pomerode e é também o zoológico mais antigo do estado, com mais de 45 mil metros quadrados de área. Atualmente, abriga mais de 250 espécies de animais, inclusive 20 espécies em extinção, a exemplo do mico-leão-dourado e da arara-azul.

Na visita, você vai poder ver de perto e observar os costumes de animais como leão-angolano, lhama, onça-pintada, tigre-siberiano, urso-pardo, jiboia, jacaré-do-Pantanal e muito mais. Além do cuidado e preservação dos animais, o espaço também fomenta a conscientização e a educação ambiental.

O zoológico fica ao lado da Vila Encantada, na rua Hermann Weege, 180, no centro. Abre diariamente, das 8h às 18h, e os ingressos custam entre R$ 13 e R$ 36. Estudantes e idosos acima de 60 anos pagam meia-entrada.

Várias espécies de mamíferos, aves e répteis vivem no zoológico de Pomerode.

Vila Encantada

Qual criança não quer conhecer um parque dos dinossauros? Pois é, isso é possível em Pomerode. Se você está viajando em família, inclua a visita à Vila Encantada no seu roteiro. Atração favorita pelos pequenos na cidade, esse é um parque temático com mais de 20 atrações divididas em vilas, por onde se encontram réplicas de dinossauros de cinco metros de altura.

O parque também conta com um museu cheio de fósseis, espaço para bebês, muita árvore nativa e local para fazer um lanchinho entre as visitações. Na área interativa, as crianças vão brincar em várias vilas com diferentes circuitos, que incluem tobogã, túnel de fitas, piratas, escavação paleontológica e muito mais.

Réplicas de dinossauros e de piratas, além de muito circuito com brinquedos, garantem a diversão das crianças na Vila Encantada.  

Deu para entender por que é o lugar predileto dos baixinhos em Pomerode, né? Os preços dos passaportes variam de R$ 40 a R$ 80. O parque temático fica na rua Hermann Weege, 204, no centro, ao lado do zoológico. É melhor separar dias diferentes para visitar as duas atrações.

Pomerode é um bom destino de viagem para qualquer época do ano. Mas no Natal e na Páscoa essa vila encantadora de casinhas no estilo alemão ganha ainda mais graça. Durante a viagem, aproveite para visitar Blumenau também. Fica a dica!

Agora, que tal descobrir quais são os locais mais espetaculares que você tem que conhecer em Pomerode? Venha com a 123Milhas programar uma viagem inesquecível!

RESERVAR

RESPOSTAS123